Pular para o conteúdo principal

Existe o impossível?


No decorrer de nossa jornada missionária nos deparamos com soluções que aos olhos comuns seriam ditas como impossíveis. Já testemunhei curas de câncer e outras graves enfermidades, tidas como irreversíveis e inclusive com prazo de vida estipulado; já presenciei reencontros de familiares perdidos há décadas; já vi paralítico andar e cego recuperar a visão.

Mesmo assim, quando o calo que dói está no nosso pé, ficamos preocupados com o “impossível”. Com o quê parece não ter solução, e às vezes, física e materialmente, esta solução não existe mesmo. Mas espiritualmente tudo é possível!

Ontem foi um dia de grandes decisões na minha vida no exílio. Deveria participar de uma reunião com uma pessoa de personalidade muito difícil e que não aceitaria a realidade. Em todas as conversas anteriores a tônica era muito baixa e os olhos da ganância se sobrepunham a qualquer possibilidade de acordo, por mais justo que fosse, ou por mais vantagens que fossem concedidas.

Passei quase dois meses me preparando e assumi que o choque seria inevitável. Não havia solução aparente! Não é possível mudar a personalidade e os pensamentos de uma pessoa envolta em suas próprias energias e cobranças... Não??? Não parecia...

Mas, não existe impossível! O pedido de ajuda de ontem se concretizou com a chegada de forças indescritíveis e minha aura parecia palpável fisicamente. Não conversei com uma pessoa ontem, conversei com seu espírito! E em um breve encontro tudo foi acertado de maneira justa e saímos abraçados, rindo e pensando nos novos caminhos a percorrer! Ninguém do meu convívio pessoal acreditou quando contei. Até minha esposa, que dedicou-se muito em suas orações, ficou muda... “como assim já terminou e tudo bem?” Sim! Terminou tudo bem!

Meus irmãos e irmãs! Obrigado! Tudo é possível de ser preparado primeiramente no espiritual. Podemos projetar nossos objetivos, traçar nossos planos e primeiramente vivencia-los a nível espiritual, restando apenas materializá-los depois!

Obrigado pelas dezenas de e-mails recebidos e pelas milhares de mentes que vibraram em favor desta solução, silenciosamente, anonimamente.

Sem qualquer pretensão, sinto-me neste momento como um Adjunto agraciado pelo amor de seu povo! Tenho muito a agradecer e cumprir, e hoje agradeço ao Pai a presença de vocês em minha vida, na vida desta pequena família exilada! Somente peço que eu possa continuar digno desta missão, que por ora me é confiada.

Um fraterno abraço,
Kazagrande
“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez”.