segunda-feira, 24 de abril de 2017

Um só Tribo, uma só missão!


Meus irmãos e irmãs,
Salve Deus!

Muitos de nós sofremos com a constatação de divisões provocadas pelos nossos líderes. Alguns se posicionam com paixão pelo “lado que defendem”, escutam apenas um lado da história e passam a repetir, como papagaios, uma mesma retórica, sem ouvir o outro lado, ou mesmo encontrar as mentiras mascaradas em pretensas justificativas.

Criam verdadeiros “partidos políticos” em uma doutrina apartidária por excelência, defendem com unhas e dentes, ou, se preferirem, com palavras ferinas e mais histórias repetidas sem aferição da verdade. Toda história tem dois lados e diversas versões. Algumas versões são criadas pela necessidade de defesa e vão sendo repetidas até serem consideradas verdades.

Mas... Pai Seta Branca nos reuniu novamente para sermos unidos no cumprimento de uma só missão: encaminhar espíritos! Esta é nossa missão! Não podemos esperar um intervenção divina, dizendo quem está certo ou errado! A Espiritualidade deixa que nossa consciência e livre-arbítrio reconheçam a necessidade do cumprimento da missão sem qualquer sectarismo.

Não canso de repetir: “Pai Seta Branca é o mesmo em todos os Templos”. As oportunidades de união, e principalmente da demonstração desta consciência, sempre estão sendo ofertadas.

Os exemplos nefastos de uma divisão doutrinária em alta esfera não podem contaminar um povo! Cada Templo, cada pequena rama surgida da rama, da rama, da rama... ainda terá a mesma raiz! E a raiz não é um homem, ou um templo... A raiz verdadeira é Pai Seta Branca!

Também repito sempre: “Não sejamos seguidores de homens! Nós juramos ao Pai no Castelo de Iniciação”. Escrevo isso não como demérito a quem quer que seja, mas pelo necessário reconhecimento do mérito do grandioso, e corajoso, espírito que nos reuniu para o cumprimento desta missão.

Deixo aqui o relato emocionado de um Mestre, ainda Elevado, que acompanhou  a Escalada da última sexta-feira, dia 21, aqui em Aracajú.

 “Mestre Kazagrande, Salve Deus! Ontem (última sexta-feira, dia 21) estive com minha Ninfa na Estrela Candente e vi a formação do primeiro Acambuê desde que a Estrela foi inaugurada em 2014.
Observei a chegada do povo Jurumê, nosso avô, né? Aleso é rama de Jurumê. Cheguei a ficar comovido ao ver quatro ônibus lotados, várias vans e carros pequenos. Como cheguei cedo pude ver também aquele povo bendito subindo, chegando, sem reclamar...
Vi a demora em se formar um Acambuê... O tempo que eles ficaram em pé, no sol... Vi dois mestres desmaiarem... E saíram carregados... Mas não desistiram e ficaram lá em cima... Meu Deus!!! Chego quase a chorar só de estar escrevendo isso. Cansaço da viagem, sol quente e idade... Nada parecia os desanimar.
Feita a primeira Estrela da primeira consagração, saímos de lado para que os restantes pudessem formar a segunda da primeira consagração. A energia estava tão intensa e boa que quase ninguém foi almoçar. A grande maioria já ficou ali, tomou água e retornou para a segunda consagração. Vi um povo batalhador, verdadeiros jaguares, espíritos espartanos alguns com bengalas ou ajuda de ninfas para caminhar.
Depois da segunda, formou-se a Sublimação em poucos minutos e dali já retornaram direto para a terceira consagração e depois direto para a entrega de energias”.

Salve Deus!
Poderia colocar o texto completo, mas fica apenas o registro da grandiosidade do que pode ser conquistado pela união de nosso próprio povo! A capacidade agregadora, a emanação... Estes sentimentos provêm da Luz!

Parabéns ao Mestre Manoel Silva, Adjunto Jurumê, que teve a emanação necessária para juntar seu povo, seus filhos e netos, nesta realização incontestável de amor e trabalho.

Parabéns ao povo Aleso que somou-se incondicionalmente às possibilidades desta realização. Uma só tribo, uma só missão!

Kazagrande 

1 comentários:

Salve Deus Mestre kasa grande...
Tive o merecimento de conhecer aquele ser tão maravilhoso q é o representante deste grandioso ministro Jurumê,meu avô tbem!
Conheci o vale do amanhecer em Serrinha BA o Ministro Uryã Mestre Reginaldo onde aprendi muito q é filho do Jurumê e hoje morando em Irecê encontrei outro filho do Jurumê o Ministro Pegaro mestre Gilberto Novais.
Povo Jurumê trabalhador verdadeiros jaguares prestador da caridade. MEUS RESPEITOS AO MESTRE MANOEL SILVA

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.