segunda-feira, 17 de abril de 2017

Ser FELIZ na Doutrina


A melhor religião é aquela em que você se sente bem! Aquela que lhe proporciona a alegria em poder servir e que traz uma sensação de conforto, bem estar e real utilidade, ao ser professada na prática.

A Doutrina do Amanhecer não deve intitular-se “religião”, embora, se observarmos o real sentido da palavra (religião= religar-se com Deus), indubitavelmente teríamos o elemento fundamental para tanto. Porém somos uma “ciência espiritualista”, onde a fé e a ciência se interligam, trazendo explicações plausíveis para os fenômenos da mediunidade.

Tudo em nossa Doutrina deve ter explicação coerente e jamais o misticismo, e o maléfico fanatismo, podem pautar qualquer resposta a uma pergunta doutrinária.

Por isso sou feliz em nossa Doutrina! Em tantos anos de caminhada jamais fiquei sem uma resposta coerente e embasada, e principalmente nada que venha agredir nossa inteligência. Fé! Mas com a explicação e coerência que somente a ciência pode proporcionar.

Vejo com tristeza aqueles que insistem em considerar a obra de Tia Neiva, e dos Mentores que a acompanharam, incompleta. Alguns chegam ao cúmulo da audácia perpetrando conceitos longe de qualquer base doutrinária, e... não são felizes! Vivem com suas vidas desequilibradas, embarcam em falsas promessas e seguem na mediocridade que a vaidade proporciona.

É preciso ser feliz! Temos tudo em nossas mãos e, principalmente, a nossa escolha! Somos livres! O livre-arbítrio, lei máxima da Luz, permite que possamos escolher como melhor servir, e onde servir! Ser feliz é chegar ao Templo com alegria e procurar onde ser útil, em acordo com a necessidade do momento e de sua própria sintonia. Ser feliz não é atender ao homem, mas sim atender à Espiritualidade!

E é tão fácil verificar se estamos fazendo as coisas direito: basta avaliar se estamos felizes! O Pai não deseja trazer servidão e muito menos escravizar sentimentos! Nossos Mentores desejam que a consciência desperta de cada um possa trazer esta alegria em servir, sem pressão, sem exigências, mas com amor, com boa vontade, com real felicidade!

Não é apenas perguntar “onde posso servir melhor?”, mas também “como poderei servir melhor?”, e sempre serviremos melhor avaliando o quanto estamos dispostos a trabalhar e quanto amor estaremos colocando em nossa energia emitida.

Sejamos então felizes em nossa Doutrina! Atendendo à Espiritualidade e servindo onde nosso coração indica e a mente avaliza: Cura e Sabedoria! Sem fanatismos, sem falsas promessas, sem falsos profetas. Não sigamos os infelizes, aliás... Não sigamos homens! Somente a Luz que nos traz a Paz!

Kazagrande


1 comentários:

Estar em paz, seguir com alegria no coração, entender a Doutrina que nasceu dentro de mim... Agradeço sempre Mestre, por palavras ditas com sabedoria e discernimento.
Estou em paz... Estou feliz com o Templo erguido em meu intimo.
Salve Deus!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.