sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

O PRINCÍPIO DA NEGATIVIDADE


Um dos maiores desafios de nossa vida terrena é vencer a negatividade. Estamos envolvidos cotidianamente em dezenas de situações que nos conduzem a vibrar negativamente de forma inconsciente.

Nos jornais, na televisão, na internet, nos deparamos o tempo todo com situações que nos envolvem, e ainda compartilhemos, textos, fotos, imagens, vídeos, que somente despejam uma gama de energia que alimenta a negatividade de todos os envolvidos, gerando uma rede de ansiedades, tristezas e maldades.

Entendo, e vejo com bons olhos, todas as possibilidades que as comunicações trouxeram para nossas vidas. Porém é preciso aprender a filtrar o que decidimos ver, e principalmente saber escolher o que “mandamos adiante”, o que compartilhamos.

Vejo muitos nós, médiuns espiritualizados, detentores de conhecimentos sobre a energia que nos envolve e o poder das vibrações, mergulharem em abismos perigosos da negatividade, ao saírem compartilhando coisa inúteis ou que inevitavelmente irão baixar o padrão de quem as recebe, assim como o seu baixou ao ver a primeira vez.

Certa vez um mestre amigo veio mostrar-me, com certa euforia, a foto de um bandido que havia recebido um tiro de escopeta no rosto. Salve Deus! Qual o sentimento que vocês sentiram ao ler esta frase? Imagine agora como fica seu padrão vibracional ao ver uma foto como esta. Será que se desperta algum bom sentimento? Será que alguma coisa boa poderá surgir energeticamente deste impacto? Refletir é bom...

Da mesma maneira tantos spams, hoax, notícias falsas, boatos, intrigas e mesmo fofocas internas da doutrina, somente trazem tristeza, baixam o padrão vibracional e atraem as mesmas coisas para nossas vidas!

Somos fruto do que fazemos, falamos e pensamos! Isso é uma normal universal! Atraímos para nossas vidas exatamente o que vivenciamos em nossos pensamentos e palavras. Temos uma consequência imediata quando “fazemos algo”, sempre existe a consequência. E o mesmo se dá quando falamos e pensamos! Reflitam um pouco... Já observaram que quando falamos de enfermidades, por exemplo: saímos reclamando que estamos com uma dor. Logo aparece outro dizendo que também está com dor e, pior, entra em uma disputa insana dizendo que a sua dor é pior. Atraímos este tipo de conversa.

O mesmo se dá quando começa a falar de roubos, assaltos, violência... Está trazendo para sua vida este tipo de energia, e muitas vezes acaba se concretizando, pois entramos no padrão vibracional deste tipo de situação.

É preciso evitar a todo custo a negatividade! Falar de coisas boas, pensar coisas boas, e atrair oportunidades melhores para nossas vidas. É uma consequência natural trazer para nosso campo energético o mesmo que estamos emitindo.

Então... Vamos deixar de compartilhar tristezas e maldades alheias. Vamos “mudar o canal” das conversas improdutivas. Buscar mudar o tema da conversa quando ela enverga para a negatividade, e, se não for possível, sair fora destes comportamentos que já não são condizentes com nossa jornada missionária.
Kazagrande


1 comentários:

Parabéns, Kazagrande!!
Não devemos corrigir, mas sim ensinar, pois desta forma, conseguimos acessar os corações dos nossos irmãos de caminho!!
Realmente, somos resultado, do que fazemos, falamos e pensamos! Atraímos para nossas vidas exatamente o que vivenciamos em nossos pensamentos e palavras. Temos uma consequência imediata quando “fazemos algo”, sempre existe a consequência. E o mesmo se dá quando falamos e pensamos! Quando verbalizamos sobre, roubos, assaltos, violência... Estamos materializando em nossas vidas, este tipo de energia, que acabam por comprometer o nosso equilíbrio energético, ao nos colocarmos no padrão vibracional deste tipo de situação. É preciso evitar a negatividade! Falarmos de coisas boas, pensarmos coisas boas. É uma consequência natural trazer para nosso campo energético o mesmo que estamos emitindo. Então... Vamos deixar de compartilhar tristezas e maldades alheias. Vamos “mudar o canal” das conversas improdutivas. Buscar mudar o tema da conversa quando ela enverga para a negatividade, e, se não for possível, sair fora destes comportamentos que já não são condizentes com nossa jornada missionária. Sejamos, compaixão, compreensão, discernimento, com postura amorosa para com os nossos irmãos de caminho, segundo os ensinamentos de "Jesus Cristo".Uma aprendiz!!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.