segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

A Preguiça


Meus irmãos e irmãs,
Salve Deus!

Falei recentemente sobre a negatividade a que somos involuntariamente conduzidos e o quanto ela pode prejudicar nossas vidas. Vencer a negatividade é uma tarefa da vida toda, mas não é só isso que impede nossa evolução e também a felicidade possível de ser vivenciada ainda neste plano físico.

“Hoje estou devagar.” Um frase que parece comum e que aceitamos com total naturalidade. Estar “cansado fisicamente” é absolutamente normal, porém, entrar nessa de “estar devagar” e assumir isso como a “meta do dia”, traz muito mais danos do que podemos imaginar.

Somos espíritos que conduzem mentes, e não mentes (personalidades) que direcionam um espírito. É preciso deixar a mente saudável, livre das negatividades e da preguiça! Sim, da preguiça! Encontramos centenas de desculpas para protelar nossas atividades e verdadeiramente boicotar nossa prosperidade e nossa evolução. Entramos em estados depressivos, grande parte das vezes, apenas por preguiça mental.

Sei que estamos em um blog doutrinário, mas esta orientação não se aplica apenas aos trabalhos espirituais. A preguiça de participar de um trabalho espiritual, esconder-se até o trabalho começar ou esperar que ele não possa ser realizado (acreditem: Tem muitos médiuns que agem assim), é uma prática que normalmente custa caro e se reflete por toda nossa vida física. Se você não quer estar à disposição para atender ao chamado de um trabalho, não vá ao Templo!!! Fique em casa, mas não vá semear vibrações em cima de seu couro! Pois, tenha certeza, as pessoas percebem sua má vontade e vibram pesado, mesmo sem ser “de propósito”.

Eu falava que a preguiça não se refere somente ao trabalho espiritual... A dica vale para nossa vida! Nossa prosperidade depende diretamente de nossa disposição em servir de maneira eficiente, seja no trabalho, na família ou ainda dentro de suas relações sentimentais.

Não vou ficar escrevendo sobre os absurdos que fazemos em nome da preguiça disfarçada de desânimo ou de alguma dorzinha. Não vale a pena. Vamos falar das atitudes necessárias para estar bem!

Levante cedo! “Ah... Este povo do Vale dorme tarde e acorda tarde”. Saia dessa! Se você não aguenta levantar cedo, vá dormir mais cedo. Dentro do Vale temos aqueles que “vivem da Doutrina” e esquecem a vida lá fora, deixando a família desmoronar, o trabalho se perder e o patrimônio se esgotar; e existem os que trabalham lá fora, e muito, para poder garantir o necessário equilíbrio entre físico, emocional e espiritual.

Então... Levante cedo! Tome um banho caprichado, coma com mais calma e visualize seu dia dando certo. Sorria para as pessoas em sua casa, diga bom dia com mais amor e lembre que mau-humor é vibração baixa, e custa caro.

Cumpra seus objetivos do dia e não pare enquanto o objetivo do dia não atingido. Encontre forças na mente, pois o corpo responde na medida que sua mente se cura.

Kazagrande

0 comentários:

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.