sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

A NOVA LINGUAGEM ESPIRITUAL


Meus irmãos e irmãs,
Salve Deus!

Até a missão de Tia Neiva se descortinar, o espiritismo, e também o espiritualismo, limitavam o conhecimento espiritual aos médiuns aculturados ou com capacidade intelectual mais apurada, que, inevitavelmente, conduziam a uma “elitização” dos membros.

Da época de Tia Neiva em diante houve uma mudança completa na aceitação da vida espiritual por parte da humanidade. As centenas de livros de Chico Xavier, novelas espíritas, reportagens televisivas e impressas, popularizaram, desmistificaram e diminuíram grande parte do preconceito e também trouxeram explicações menos elitizadas para o fenômeno.

Tia Neiva, e o neologismo do Doutrinador; Mestre Mário Sassi (Trino Tumuchy) e o livro “No limiar do Terceiro Milênio”; finalmente explicaram de maneira coerente e possível de entender por todos, o fenômeno mediúnico. Fato que fez florescer a Doutrina do Amanhecer entre pessoas de todas as classes sociais e culturais. Uma das grandes belezas de nossa Doutrina é que ninguém pode ser avaliado pelas suas posses materiais ou pelos seus conhecimentos acadêmicos. Uniformizados todos têm as mesmas possibilidades! O Desenvolvimento é igual para o doutor e para o analfabeto, de uniforme não se sabe quanto cada um ganha... as roupas são iguais! A simplicidade dos conhecimentos, onde primeiro se aprende a trabalhar e depois, se desejar, encontra as informações, trouxe um sistema fascinante de iguais possibilidades, totalmente diferente dos padrões da “vida lá fora”.

Aqui, no Exílio do Jaguar, as explicações sobre várias questões espirituais são apresentadas de maneira simples e em linguagem acessível, diferente dos tradicionais livros espíritas que, em sua ampla maioria, exigem que se tenha um dicionário ao lado para poder entender tantas palavras rebuscadas.

Certa vez me perguntaram: Mestre, estes Mentores de Luz são tão chatos como nos livros espíritas?

A partir desta pergunta encontramos mais uma das belezas de nossa Doutrina: a simplicidade dos Pretos Velhos! Espíritos de Luz que envergam a mais humilde das roupagens para nos atender, para nos fazer compreender as coisas do espírito, com uma linguagem acessível e repleta de uma sabedoria que atende também com perfeição aos mais cultos.

Para os mais simples o Preto Velho é aquele que traz a paz e esperança sem precisar florear as palavras, para os mais cultos traz esta sabedoria grandiosa que ultrapassa o falar singelo ao atingir a mente pela coerência e amor.

Também pensando nesta pergunta iniciei um projeto de novos livros que deverão explicar “as coisas do espírito” sem a necessidade de uma linguagem que possa parecer até soberba. Falar abertamente de temas espirituais do dia a dia, e das energias que nos cercam sempre influenciando nossas vidas. Este é um dos projetos para 2017.


Kazagrande

6 comentários:

nossa mestreameii jaestou vibrando paraesseseu projeto deste livro muita luz e fico feliz de novamente ter suas postagens todo dia.

salve deus mestre kazagrande aguardo com ansiedade estes livros .

Parabéns mestre Kazagrande por mais essa iniciativa que certamente irá ajudar a todo corpo mediúnico do Vale do Amanhecer e, por que não dizer, de outras doutrinas. Não é necessário palavras rebuscadas para se fazer de "importante", o que precisamos é uma linguagem simples que possa atingir o máximo possível de pessoas, esclarecendo e desmistificando as técnicas e práticas espíritas.
Salve Deus, que Jesus te abençoe neste projeto!
Luiz Antônio - doutrinador

Salve Deus!
Que maravilha,desejo que seu projeto seja concretizado Mestre.
Sem dúvida que seus livros serão um sucesso!
Eu gostaria de fazer aqui uma sugestão; o senhor deveria escrever um livro explicando a nossa Doutrina para as crianças,um livro lúdico,para que desde cedo nossas crinças entendam a essência desta Doutrina maravilhosa.

O aprendizado deve ser definitivamente democrático, para assim atingir as mentes e corações de todos aqueles que buscam o conhecimento. Devo confessar que com rebuscamento ou não, o pentateuco da codificação de Kardec, e o rico e bem difundido acervo bibliográfico dos mensageiros do plano etérico, sem dúvidas tem sido de grande valia para, de certa forma e do ponto de vista científico ,entender, sentir e dar suporte à compreensão do que seja viver e ser um jaguar desta Doutrina. O Espiritismo, sem dúvidas favorece um sólido alicerce nesta trajetória da busca do conhecer-se a si mesmo e, consequentemente, da reforma íntima. Salve Deus!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.