terça-feira, 22 de novembro de 2016

Que espíritos passam na Estrela Candente?


Estes dias observava o imenso desconhecimento sobre o que ocorre, na prática, na realização de um trabalho de Estrela Candente, pois nas aulas de Elevação de Espadas basicamente aprendemos “a trabalhar na Estrela”, e não atentamos para o porquê do compromisso assumido em participarmos ao menos uma vez por mês neste trabalho.

São diversas afirmações, muito fortes, que Tia Neiva fez a respeito da Estrela e tantas vezes são interpretadas de forma subjetiva e até incompreensível. Como, por exemplo, “que ela tem o poder de uma bomba atômica”. É verdade! Mas ocorre que na época, não existia nada mais poderoso a ser comparado, e Tia, ao ver a dimensão daquele poder, buscou o que seria mais poderoso no planeta para exemplificar. Pois, assim como uma bomba atômica ceifou a vida de milhares de pessoas em uma mesma explosão, a Estrela poderia modificar e encaminhar milhares de espíritos em uma única Consagração Perfeita.

Mas vamos ao nosso tema central: Que espíritos passam por ali?

Como de costume prefiro criar um exemplo para entendimento de todos...

Na Mesa Evangélica e nos Tronos passamos espíritos que, incorporados, fundem sua aura com a do Apará e passam a dispor de todo um sistema evangélico de limpeza e esclarecimento, que é finalizado com uma Chave Iniciática (Obatalá), abrindo um Portal para que possam ser recolhidos pela Espiritualidade e iniciar uma nova jornada.

Porém existem espíritos que formam grandes e poderosas falanges, espíritos acrisolados no Etérico há tanto tempo, por razões diversas, que devido ao grau de ferocidade não poderiam “incorporar” sem colocar em risco a integridade do Apará.

Meus irmãos e irmãs, existem espíritos que ficam tanto tempo no etérico e passam por tantas situações, que acabam literalmente se animalizando! Sim! Espíritos que consumiram ectoplasma de sacrifícios animais e vão agregando características animalescas ao seu corpo espiritual. Espíritos envolvidos em magia negra, espíritos que passaram por rituais onde os chamavam de demônios... Imaginem como fica aquele espírito “doutrinado” em uma seita destas que dizem que ele é um diabo, que é a expressão do mal, que é o Satanás... Este espírito, pelo poder da mente que espiritualmente plasma suas formas, já sai dali com rabo e chifres acreditando mesmo que é um demônio!

Também temos aqueles que, reunidos em gigantescas falanges, buscam provocar guerras, decisões políticas que afetam milhões, doenças coletivas, catástrofes... São escravizados por um “comando” insano de antigos líderes guerreiros e/ou religiosos, e visam influenciar atitudes que baixe o padrão vibracional de toda uma nação e com isso, uma imensurável liberação energética negativa pelo padrão baixo das pessoas com medo, frustradas, sofridas, vingativas... Todo sentimento negativo libera energia “aproveitável” pelos seres em padrão compatível. Imaginem em uma guerra, em um conflito político, ou até mesmo de torcidas de um time de futebol... Quanta energia absorvem e entregam a líderes que insistirão em manter este círculo vicioso do mal.

Estes espíritos, movimentados por um desejo incontrolável de vingança e frustração, não poderiam incorporar para receber um doutrina e limpeza de aura. Suas vibrações iriam desequilibrar o Apará e poderiam até mesmo atrair um obsessão interminável sobre aqueles que “tentaram” modificar seus objetivos traçados.

Somente na Estrela Candente podemos passar estes irmãos! Somente pelo poder Cabalístico da Estrela é que o Doutrinador impregna o esquife, formando uma cápsula de recepção para estes espíritos, sem a necessidade que incorporem para serem reencaminhados. Por isso a Tia dizia que a Estrela pode “parar uma guerra”. Podemos receber ali toda uma falange empenhada em provocar ações e interpretações que acabam em guerras, em políticas desvairadas, enfermidades e terror.

Este é nosso compromisso: uma Estrela por mês ao menos! Fazer a verdadeira caridade ao mais terrível espírito e total desconhecido.

Ainda temos muito para falar, esta foi apenas uma pequena introdução. Nos próximos dias estarei detalhando situações e aprofundando o assunto: “Que espíritos passam na Estrela Candente?”.
Kazagrande 

2 comentários:

Salve Deus !Estou aguardando este texto , pois me interessa muito este assunto.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.