sábado, 28 de maio de 2016

O Recomeço - 29/05/2016


Meus irmãos e minhas irmãs, Salve Deus!

Por fim estamos estabelecidos no Brasil. Um retorno difícil, cheios de pequenas complicações que somente pela tolerância, adquirida nos sete longos nas terras de Pai Seta Branca, foi possível superar.

É triste ver como muitos podem perder fé imersos em julgamentos! Estamos tão acostumados que acabamos por julgar a nós mesmos, e até aos Mentores, por conta de percalços que fazem parte da vida normal de qualquer ser encarnado.

É preciso acabarmos com a tendência de nos julgamos “tão especiais” que não teríamos lições a serem aprendidas à custa do teste de nosso caráter, ou contaríamos com uma bolha de proteção contra nossos reajustes e vítimas do passado.

Mesmo com a missão que assumimos em favor de servir à Luz, somos missionários kármicos! Não somos os seres iluminados que, ao aproveitar a possibilidade do trabalho espiritual, estaríamos livres de passar pelo necessário aprendizado que nos trouxe de volta à encarnação terrestre.

Nos momentos de dificuldade é que verificamos se realmente aprendemos algo! Se nossa paciência não é da boca para fora, ou se nossa fé “não é só pra bonito”. Afinal, sorrir para todos quando as coisas estão fáceis, qualquer um faz! Agora, seguir adiante, e com fé, nos momentos em que enfrentamos as dificuldades, é que demonstra os nossos verdadeiros sentimentos, que poderiam ser ocultados nos momentos de pretensa tranquilidade.

Somente na hora da dor é que revelamos quem somos! Por isso, por vezes ela é necessária, afinal, todos encarnados podem sentir dor, mas sofrer por ela é uma escolha.

Por vezes é preciso saber dimensionar o momento vivido e priorizar as áreas de maior necessidade. Vale lembrar que a dificuldade pode estar no físico (material e saúde), emocional (sentimentos e relações) ou mesmo dentro do fator espiritual. Devemos direcionar as energias, porém sem jamais esquecer qualquer um dos pratos da balança da triplicidade de nossos ser.

Aprendi a trabalhar ainda mais na dificuldade, embora procure me reservar e evitar expor qualquer opinião em momentos de tensão. Aprender a falar menos também é uma lição desta vida.

Escrevo este pequeno texto como uma reflexão interior e um sentimento de grande satisfação ao saber que venci mais uma! Agradeço de coração a toda vibração e carinho recebido! Tenho absoluta certeza e consciência de que vocês fazem minha jornada mais suave, e este compromisso me desperta para a responsabilidade a cada novo desafio.

Uma vez mais registro um pedido de perdão pela ausência, mas sei que já entendem o porquê da minha decisão: era hora de canalizar para o lado necessário e dedicar-me ao trabalho espiritual direto, pois considero e sei, que estes pequenos textos também fazem parte da missão assumida.


Um fraterno abraço, Kazagrande

10 comentários:

Seus escritos são maravilhosos e nos trazem muito aprendizado da vida e da espiritualidade.
Parabéns pela etapa vencida, a custa de tanto sacrifício e trabalho. Certamente, que há propósitos maiores nos deslocamentos que se fizeram necessários e nas provações de cada momento vivido. Vencer e guardar a humildade é um mérito a mais. Deus te abençoe. Salve Deus!

O Sr já nos refez tantas vezes, Mestre! Refez nossas esperanças, a nossa fé na missão. Já renovou os nossos conhecimentos, despertando conciencias, renovou a nossa alma pela emoção, pelas lagrimas derramadas ao ler os seus textos, aqueles que nos tocaram profundamente... Assim como eu centenas, milhares... Tudo vai dar certo! Boa Sorte!

Seja bem vindo,irmão! Com o coração feliz o saúdo por mais esta vitória, em Cristo Jesus, Salve Deus!

Salve Deus Mestre Kazagrande! Que Pai Seta Branca ilumine sua jornada neste recomeço em terras brasileiras. Como novos Bandeirantes sempre temos renovados desafios, sendo dóceis ao planejamento de nossos mentores haveremos de aproveitar ainda mais o recartilhamento kármico proposto. Tenho a certeza de que a bravura e a persistência de você e sua Ninfa coroarão de sucesso esta nova empreitada. Boa sorte!

Salve Deus mestre Kazagrande! Não há do que se desculpar. Nós é que ainda temos muito o que agradecê-lo pelo exemplo que nos proporciona mesmo quando da necessidade de um tempo essencial para equilibrar os três pratos da balança da vida. Para muitos de nós Jaguares, ainda imersos no julgamento do alheio e no nosso próprio, pensamos que só os irmãos que são sabedores de grande parte do nosso acervo doutrinário estão imunes aos efeitos dos restos kármicos e dos nossos respectivos desatinos. Ninguém está. Dessa forma, o mestre nos dá essa rica oportunidade de perceber que sempre somos postos à prova, mais conscientes ou menos conscientes da nossa missão. Afinal de contas, só o trabalho incessante alivia nossa dores... Claro que uma conduta doutrinária exemplar também muito contribui para equilibrar essa tríplice coluna da balança da vida. Que tudo isso te fortaleça muito mais para que continue a compartilhar suas experiências e sua luz conosco. Que o Grande Simiromba de Deus te recompense por mais esta caridade.

Mestre lua Manuel
Templo Aleso do Amanhecer de Aracaju/SE

Abraço Mestre ótimo texto !!

Salve Deus!! ��������

Salve Deus! Abraço Mestre kazagdande ótimo texto!!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.