quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Dia de Reis



Hoje, seis de de janeiro, Dia de Reis, aproveito a data para recorder dos vários anos que integrei a Falange de Magos.

A Falange dos Magos durante muito tempo desfrutou de inúmeras prerrogativas dentro de nossa Doutrina. Fui Mago em um Tempo que todo Mago era “Filho de Devas”, não emitíamos como Mago Missionário. Podíamos comandar diversos trabalhos com a indumentária e até mesmo assumir a prisão colocando a ataca sobre a camisa de Mago. Recordo que minhas prisões assim foram mais fáceis...

Desta falange despontaram grandes comandantes, que, com o tempo e idade, foram deixando a falange, mas que passaram a destacar pelo poder de comando.

Quase todo Mago era polêmico e questionador! Queriam saber tudo, participar de tudo e a maioria dos Doutrinadores se tornava Janatã ou Representante da Lança Vermelha, ou ainda assumia as duas missões.

Era difícil um entendimento em reuniões e os assuntos levantados sempre traziam ainda mais questionamentos. Porém, trabalhando nos comandos, e muitos ainda bastante jovens já faziam parte destes comandos, eram os mais dedicados e precisos.

Registro aqui a minha saudade e meu respeito a esta grande Falange trazida por Tia Neiva. E afirmo que até hoje, quando realizo a minha emissão, muitas vezes ainda me visualizo vestido com a indumentária emitindo na Chama da Vida.


Kazagrande

3 comentários:

Que bom meu irmão... não sei se sabes mas hoje no templo mãe os magos podem comandar estrela e os demais trabalhos com a indumentária...

E tbm emitem como Mago Filho de Devas

Templo mãe mantem, o ideal jaguar

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.