quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

NOTA DE ESCLARECIMENTO – VISITA AO TEMPLO MÃE


Meus irmãos e minhas irmãs,
Salve Deus!

Ainda estou em viagem pelo Brasil, por isso a ausência de textos por estes dias, afinal, nem sempre a internet colabora e são muitas emoções também a serem vividas.

Porém, tornou-se necessário um esclarecimento mesmo antes de retornar ao lar.

Observei, com surpresa, uma publicação que afirmava que eu teria me registrado na ordem jurídica que rege o Templo Mãe. Salve Deus!

Realmente estive no Templo Mãe no dia 12 de dezembro. Visitei meu Tio Raul (Trino Ypoarã) e conversamos bastante. Falamos da vida em geral, de meu retorno ao Brasil no próximo ano, da afilhada dele (minha filha) e também um pouco de Doutrina, é claro. Porém em nenhum momento tratamos da filiação do Templo Anavo do Amanhecer à ordem que rege o Templo Mãe. Nem eu me ofereci e muito menos ele pediu qualquer coisa! Foi um encontro familiar apenas. Estávamos ambos sem uniforme. Sequer usei minhas armas durante toda a visita a Brasília.

Também almocei na casa de Tia Verinha (1ª Samaritana Vera Lúcia) e depois participei da confraternização das Muruaicys na casa de minha madrinha, Tia Lúcia (Carmem Lúcia, 1ª Muruaicy). Conversamos longamente com muita saudade!

Depois estive com nossa eterna Aponara Aluxã, Ninfa Helena e alguns Mestres de nossa origem (Paulo Mairink, Hordônio, Renato Castro, Castrinho), tarde da noite retornei ao Plano para poder seguir viagem.

Foi isso, nada mais! Amo a família que um dia me acolheu e que a tanto tempo não tinha a oportunidade de rever.

Deixei a missão de coordenador no meio do ano, mas nosso Templo continua na mesma posição de sempre. Inclusive com médiuns consagrados neste mesmo dia, em Campo Grande. Mestre Welvys, por exemplo, recebeeu a consagração de Filho de Devas (parabéns!).

No próximo ano o Templo passará às mãos de um componente preparado para esta missão e eu retornarei ao Brasil, seguindo minha caminhada. Não sou um homem de “siglas”, mas entendo a necessidade do Templo estar ligado a uma delas pela força decrescente de um Trino. Quando estiver sem a missão de “presidente de templo” estarei ligado ao Templo que for pertencer e agir dentro da força decrescente local, para poder cumprir minha missão. Foi assim que aprendi!

Entendo a decepção de alguns e a euforia de outros ao considerar que eu teria um posicionamento diferente, mas, não é assim! Sendo uma pessoa pública, qualquer posicionamento meu será sempre avisado e publicado por mim, mas quem me acompanha sabe que meu pensamento será sempre que Pai Seta Branca é o mesmo em todas as casas! As ordens físicas são apenas a formalidade necessária exigida pelas leis físicas. As diferenças entre elas são interpretações igualmente físicas, mas creio firmemente que o objetivo de todos é o mesmo: servir à Espiritualidade.
Um fraterno abraço,
Kazagrande


13 comentários:

Parabéns por sua lucidez e postura, Mestre Kazagrande. Imparcialidade é sempre bem-vinda em qualquer ação. Salve Deus!

Gosto muito da sua posição como filho de um pai que conhece a quem serve.Parabéns meu irmão e quando vier morar aqui e vir ao templo mae quero conhece-lo pessoalmente.Salve Deus.Cleide ninfa sol ismênia templo mãe.

Legal saber q esteve no templo mãe...pena não ter ficado, elevei espada nesse dia. Gosto muito dos seus posts, sempre muito esclarecedores. Salve deus

Legal saber q esteve no templo mãe...pena não ter ficado, elevei espada nesse dia. Gosto muito dos seus posts, sempre muito esclarecedores. Salve deus

Mestre não devemos esperar para tomar atitudes,templo mãe será sempre o começo de tudo é dali como dizia tia Neiva que José de Arimatéia preparar o caminho para a chegada do escolhido que aperfeiçoará todo o sistema náo mudará uma virgula que tia Neiva deixou salve Deus

“siglas”muitos mestres confunde,quando falamos que estamos manipulando e seguindo tal sigla,mas é como o mestre Kazagrande disse ,Pai Seta Branca é o mesmo em todas as casas! As ordens físicas são apenas a formalidade necessária exigida pelas leis físicas. As diferenças entre elas são interpretações igualmente físicas, mas creio firmemente que o objetivo de todos é o mesmo: servir à Espiritualidade.

Postura firme de um missionário consciente. Salve Deus!

Salve Deus Mestre Kazagrande por esta publicação. Obrigado pela sua lição. Um abraço.

Salve Deus Mestre Kazagrande. Sua postura sempre me dá esperança e me inspira a conduta que devemos ter, pois encaro a missão que me foi entregue, e graças a Deus, como uma filha de Deus, acolhida por Pai Seta Branca e o Mestre Jesus...e à serviço desta espiritualidade bendita.Sem siglas em nosso íntimo, mas respeitando as leis que nos regem, sem extremismos.

Salve Deus Mestre Kazagrande. Sua postura sempre me dá esperança e me inspira a conduta que devemos ter, pois encaro a missão que me foi entregue, e graças a Deus, como uma filha de Deus, acolhida por Pai Seta Branca e o Mestre Jesus...e à serviço desta espiritualidade bendita.Sem siglas em nosso íntimo, mas respeitando as leis que nos regem, sem extremismos.

Salve Deus Mestre Kazagrande. Sua postura sempre me dá esperança e me inspira a conduta que devemos ter, pois encaro a missão que me foi entregue, e graças a Deus, como uma filha de Deus, acolhida por Pai Seta Branca e o Mestre Jesus...e à serviço desta espiritualidade bendita.Sem siglas em nosso íntimo, mas respeitando as leis que nos regem, sem extremismos.

Grande mestre e jaguar. Salve Deus!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.