quarta-feira, 16 de setembro de 2015

O Médium que não trabalha, ou trabalha pouco…


Mestre, dizem que o médium que não manipula acaba adoecendo, é verdade?

Meus irmãos e minhas irmãs,
Salve Deus!

Vocês sabem o que significa “ser médium”?

Até pouco tempo atrás era considerado médium a pessoa que tinha “contato com os mortos”, incorporava, lia cartas, búzios, borra de café, bola de cristal, e outros inúmeros fenômenos físicos, psíquicos ou ainda produtos de charlatanismo.

O advento do Kardecismo iniciou uma modificação destes conceitos e, posteriormente, Tia Neiva esclareceu ainda mais uma mediunidade diferenciada que não provocava fenômenos físicos: O Doutrinador!

Com estes esclarecimentos, estudos sérios a respeito da mediunidade passaram a ser desenvolvidos e hoje podemos  afirmar que:

Médium é o ser humano que produz uma quantidade excessiva de energia vital e que necessita ser direcionada, descarregada, preferencialmente em favor da humanidade e por práticas ritualísticas.

Obviamente todos produzem energia vital, e por tanto todos podem desenvolver a mediunidade. Porém, algumas pessoas, possuem a NECESSIDADE de direcionar seu excesso de energia vital, a estes denominamos aqui “Médiuns”.

O acúmulo desta energia provoca reações físicas e psíquicas que geram desequilíbrio na vida de médiuns ainda não direcionados. É uma reação normal que acontece quando qualquer excesso ocorre com nosso corpo.

O médium esclarecido, ou desenvolvido, que abandona seus trabalhos espirituais, ou, tecnicamente falando, deixa de direcionar positivamente seu excesso de energia vital, passa a ser alvo certo de espíritos obsessores que desejam aproveitar-se de sua energia. Situações desagradáveis começam a aparecer, de maneira a provocar explosões emocionais ou depressões. Estas reações liberam a energia negativamente e permitem que seja aproveitada pelos “irmãozinhos”.

Outros acabam adoecendo, pois da mesma maneira a debilidade física permite a absorção da energia vital excessiva.

Agora, depois das explicações vamos responder de maneira simples a pergunta: Mestre, dizem que o médium que não manipula acaba adoecendo, é verdade?

Cada caso é um caso! Ninguém “vem” médium por acaso! Invariavelmente o médium é um espírito encarnado que possui muitas dívidas kármicas e que pediu a oportunidade de poder “pagá-las” mais rapidamente através da caridade. Ou seja... Tem uma MISSÃO!

Se ao afastar-se dos trabalhos espirituais irá adoecer ou entrar em depressão ou ainda viver sob maior pressão... isso não se pode afirmar, mesmo porque é o menor dos problemas! O grande problema é deixar de cumprir a missão, é abandonar as metas traçadas por seu espírito.

Então, se você tem problemas em cumprir sua missão em um local, vá a outro!!! Procure onde se sinta bem, não importa a denominação religiosa! Deus está dentro de você e qualquer lugar pode ser bom se ali se sentir bem e cumprir seu compromisso espiritual! O melhor lugar é onde se sentir bem.

Vejo médiuns insensatos que dizem: “Não vou ao templo porque não me adapto às pessoas de lá”; ou ainda “nunca me ajudaram em nada por lá”; Salve Deus! Você vai ao Templo por que, ou por quem? Pelos outros??? Vá ao Templo por você e por Jesus! É você que precisa de Deus!

Kazagrande

12 comentários:

Salve Deus! Eu mesmo me surpreendi pelo tamanho de minha necessidade; como são graves e numerosos os débitos contraídos durante a minha existência maior. Só tenho a agradecer ao Simiromba de Deus pela oportunidade que ele nos deu de aliviar esse fardo secular.

Saaalve Deeeus!!!

ameeeeeiiii!!! Bem esclarecedor! !!

Muito Bom!! Eu é que preciso de Deus.
Então, Eu que devo procurá-lo. Amém!!

sim de fato temos que ter um santuario uma especie de museu mas igreja somos nós uma igreja que fala anda dar auxilio guiado pela direção divina passei por varias igreja lugares até entender que só existe uma igreja verdadeira e original eu, conhece-ti a ti mesmo eu era limitada hoje tenho livre arbitrio estou sendo muito usada e estou aprendendo e tendo muitos mestres em vez de ficar sentada e manipulada em temores imaginarios

Muito bom mestre Kaza, tu és cara altíssima como se diz cá na Bahia.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.