quinta-feira, 10 de setembro de 2015

A Preparação na Pira



Dando um certo seguimento ao tema de segunda-feira, quando abordei a magia de nossos detalhes, por inspiração e sugestão do Mestre Paulo Mairink, vamos falar da Preparação e Encerramento.

Pode parecer um tema simplório para aqueles que já passaram por sua Centúria, mas os DETALHES, vão se perdendo... a Magia vai sendo esquecida!

Toda nossa Ritualística possui finalidade específica e é Iniciática, mesmo em templos ainda evangélicos.

A Preparação e o Encerramento são ritos Iniciáticos! Precisam de precisão, concentração e consciência!

Não é apenas fazer a chave direitinho e “dar a volta na mesa”!!! Paramos na Pira, na Presença Divina, na representação de nosso Deus, e proferimos a chave. Salve Deus! Se dão conta do que escrevi? Estamos diante de Deus! Nossa concentração, nossas intenções serão registradas ali, naquele momento. Não há como ser algo mecânico e inconsciente... Estamos diante de Deus sendo revistados em nosso Amor para Servir.

Por ser um ritual Iniciático exige precisão e jamais deverá ser interrompido. Se errou a chave, faça outra vez, não deixe como está. Faça direito e inicie sua jornada que não será interrompida por nada nem ninguém.

Não cumprimentamos ninguém, não olhamos em volta, não pensamos em nada além de nossa necessidade de estarmos preparados para servir à Luz. Nem seu Adjunto chamando você para! Se parar... Comece outra vez, pois o ritual foi interrompido e, portanto não está registrado.

Na fila de preparação não conversamos. Devemos estar imantrando e buscando sintonia e harmonia para nos apresentarmos perante a Presença Divina. Se alguém precisa atravessar a fila cruzamos com elegância nossos braços para dar passagem. Se um Arcano está presente devemos convidar que passe a nossa frente. E ainda se houver um comandante, ou mestre (ou ninfa) sendo requisitado para um trabalho, também permitimos que passe logo para evitar atrasos nos trabalhos. Nós estamos em trabalho espiritual, não deve haver pressa!

Devemos seguir o exemplo que a Espiritualidade registrou: “Meus filhos, nossos Mentores estão prontos quinze minutos antes de qualquer ritual”. Assim, que tal chegarmos quinze minutos antes também?

Kazagrande

Salve Deus!!!

Preparação: "Senhor, senhor! faze a minha preparação para que neste instante possa eu estar contigo"

Encerramento: "Senhor, senhor! encerro neste instante, meu retiro pedindo outra oportunidade de poder estar contigo"

3 comentários:

Gostaria de saber se ao abrirmos o plexo falamos (Salve Deus!) no ato da preparação e ou encerramento.

Trata-se de uma chave iniciática, portanto, no ato da preparação e/ou encerramento não é necessário pronunciar o Salve Deus (Cumprimento).

Sim Antônio! Em seguida: Senhor, Senhor...

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.