quinta-feira, 23 de julho de 2015

Por que não me avisaram?


Salve Deus!

Este período de recuperação está revelando muitas lições escondidas e necessárias compreensões para ajustes na vida até o momento levada.

Sim, meus irmãos e irmãs! É preciso sempre procurar os porquês, e buscar entender a lição contida em cada momento difícil atravessado.

Sei que muitos, ao passar pelas provações, erguem seus olhos ao céu e perguntam: “mas por quê?”. Alguns se revoltam, outros chegam ao cúmulo de colocar a culpa na Doutrina, ou querer confrontar os Mentores com: “Mas porque não fui avisado?”.

Aí eu pergunto: Estas atitudes de revolta, questionamento, falta de fé... Resolvem alguma coisa? Ou somente baixam ainda mais seu já combalido padrão vibracional e acabam por atrair mais tristeza para sua vida?

Todos sabem... Semana passada sofri dois, não um, mas dois enfartes! Quem me olha uma semana depois acha que foi uma coisinha simples. Mas na verdade foi bastante grave, não quero entrar em detalhes. Estive pertinho de “fazer as malas”. A maior dor física que já senti na vida... É realmente indescritível!

Mas... Em nenhum momento senti medo de morrer ou demonstrei algo de falta de fé ou cobrança da Espiritualidade. Encarei tudo com bom humor. Um dia deixarei minha esposa contar minhas atitudes para que não me achem pretensioso. Mas a grande verdade é que o único que me interessava era observar tudo e procurar aprender o que a vida naquele instante de dor ensinava.

Queria saber se estava desencarnando porque tinha chegado a hora ou porque estava fazendo alguma besteira. Queria entender a lição e poder cumprir as necessárias mudanças a partir daquele momento, se é que teria outra oportunidade.

Não senti nenhum medo de morrer... Eu sei o que tem do outro lado! Vivo isso todos os dias, sou um Doutrinador!

Quando a resposta chegou, e só chegou  porque meu padrão vibracional permitiu (lembre que você nunca vai entender nada e nem ter resposta nenhuma se seu padrão estiver baixo). Não adianta interrogar mentores se você não está pronto para ouvir ou para entender. Quando a resposta chegou me senti totalmente tranquilo. Soube que não iria desencarnar e me senti pronto para as necessárias mudanças. Agradeci e dormi em paz!

Sempre digo que sou muito falho ainda, que sou um Jaguar comum e me considero do povo, não das cortes e lideranças. E minha atitude não deve ser admirada, mas sim tomada como “comum” também entre aqueles que compreendem que esta vida é apenas uma caminhada de aprendizado.

No dia seguinte, nem os médicos e nem minha esposa, que tem uma grande fé, mas assistiu toda a cirurgia e entendeu a gravidade do quadro, acreditavam no paciente sorrindo, fazendo piadas e ameaçando fugir do hospital.


Kazagrande 

5 comentários:

Salve Deus! Se cada um de nós conseguir absorver um pedacinho que seja já devemos nos considerar abençoados. Seja bem vindo de volta!

Consciência é a senha para o agora! Salve Deus!

Salve Deus mestre! Ainda não eh a hora de nós deixar, temos muito a aprender e compartilhar. Apenas acho que foi aviso para ir mais devagar na caminhada e missão que recebeste! Calma filho, devagar, pois espírito está em êxtase para viver essa missão, mais físico precisa também de descanso! Um abraço e uma excelente recuperação! Que os médicos de cura dê sua saúde!

Aceitar o que nao pode ser modificado vem vindo amigo Adj Aron Mestre Aldemir

Entre as portas do invisível existe tênue, fios nos separando dos espíritos de luz, que nos protege a todo momento. Pois, o simples ultrapassa caminhos estreitos, amadurecendo seu espírito para uma caminhada renovada para a continuação da jornada. Pois, a caminha é longa e requer paciência.
Melhoras e um abraço para você e sua esposa Nilma e seus filhos, que Deus vos abençoe.
Do seu amigo, '' Nonato Pajé ''

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.