quinta-feira, 9 de abril de 2015

Entidade de Luz - 3ª PARTE


Quando incorporado, devido a sua consciência, o Apará “vê” o quadro do paciente. Nestes flashes, que chegam a sua mente, muitas vezes o futuro pode ser revelado, porém é um futuro que se projeta apenas pelo comportamento atual do paciente, jamais é imutável. A energia que o consulente carrega o está conduzindo para tais situações que aparecem como quadros na mente do Apará.
Salve Deus! Não é para comunicar isso! Estes flashes do futuro aparecem pelo contato com a Entidade e para maior segurança diante das comunicações que serão repassadas, mas uma Entidade de Luz não vai fazer previsões e profecias! O Mentor sabe que o futuro está sendo escrito a cada dia de acordo com nossas atitudes, palavras e pensamentos, e a energia que hoje projeta um futuro bom ou mau, amanhã poderá estar totalmente diferente.

Tia Neiva sempre avisava a respeito das previsões. Preferia abster-se de falar, de responder determinadas perguntas, e como já afirmei anteriormente: é melhor que saiam desacreditando de você, do que se si mesmo. Nem tudo que vê é para ser comunicado!

Outro ponto: Uma Entidade de Luz só revela fatos de uma vida passada se houver um propósito real, uma utilidade para a vida da pessoa, um esclarecimento absolutamente necessário! Não sai contando historinhas de vidas passadas que não servem para nada. Tudo que provem da Luz é útil! Recebemos o dom do esquecimento com um propósito Divino. Pode acontecer que no quadro formado do paciente apareça determinadas informações, mas novamente deixo claro que são flashes para a segurança do Apará, e não para contar contos. Qual é a utilidade de um Mentor dizer “olha meu filho, este aparelho foi sua esposa na vida passada”? Só irá trazer ansiedade e expectativas que podem inclusive colocar em risco a personalidade atual. Algumas raras situações, em que existe uma utilidade real e cujo esclarecimento de um fato do passado pode contribuir para o consulente despertar mais amor, humildade e tolerância, podem até acontecer. Mas tem que ser útil, se não serve para nada positivo, não é uma comunicação da Luz!

Para encerrar: Entidade de Luz não provoca superstições e fanatismos! Não tem isso “passe em três curas, sete induções”. Salve Deus! O paciente vai para a Cura, passa a primeira vez e é informado que somente em outro dia pode passar de novo. Para passar de novo obrigatoriamente terá que passar nos Tronos... Então para quê recomendar três curas??? Se passando de novo a Entidade irá avaliar se naquele dia a aura está em condições de receber o tratamento! Recomendação de trabalho é somente para o dia e apenas um. A exceção são os trabalhos Estrela, Cruz do Caminho, Randy, etc., que são realizados em horários que nem sempre permitem participar logo que saia dos Tronos.

Nosso “remédio” é água fluídica, e água fluídica é para beber, não para sair lavando a casa, jogando nos cantos ou tomar banho! A Entidade de Luz recomenda que leve a água para beber, nada mais!

Sal e Perfume do Templo, são do Templo! Não são fonte de superstição para que o paciente leve para casa e faça suas “bendições”. A Entidade de Luz não recomenda nada além de água para levar.

Novamente me desculpo pela objetividade destes textos, porém são fatos que devem ser tratados com a razão sem espaço para argumentos que contradigam a verdadeira missão de nossos Mentores.

Kazagrande

1 comentários:

Salve Deus meu irmão!!! Gosto muito da objetividade de seus textos, acredito que na simplicidade esta a felicidade do apará, alguns anos trabalhando nessa condição me ensinaram que quanto mais simples a incorporação, sem grandes estardalhaços ou manifestações, melhor! Como a tia descreve " alma livre e evoluida" sim a evolução do apará esta na simplicidade de suas manifestações!!! Salve Deus!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.