domingo, 21 de fevereiro de 2016

Sentimentos


Em nossas vidas as emoções trazem as maiores provações para o espírito encarnado.

Se observarmos com atenção iremos verificar que a maioria absoluta de nossas aflições somente acontecem no plano mental/emocional. Sofremos por antecipação qualquer situação que consideramos negativa. Nos apegamos a pessoas, a coisas, a desejos... e não percebemos que todo apego nos faz sofrer!

Nossos sentimentos de posse, de amor obsessivo, nossas fantasias, tudo conduz a expectativas que nem sempre podem ser realizadas pelo simples motivo de envolver o sentimento e o processo criativo de outras pessoas.

Cada um tem sua jornada na própria Individualidade! Não sabemos sequer do planejamento de nosso próprio espírito, que tantas vezes contradiz a conduta de nossa Personalidade atual, portanto não há motivo racional para sofrermos com frustrações trazidas pelo comportamento de outras pessoas, cujo planejamento pode estar ainda mais distante do que imaginamos.

Uma das máximas deixadas por Tia Neiva era que jamais deveríamos escravizar sentimentos! E muitos não entendem o sentido desta afirmação. Escravizar sentimentos é usar subterfúgios para ter junto de nós pessoas que desejamos.

Tantas vezes usamos desculpas e justificativas para manter relacionamentos, por diversos interesses. E isso não está correto! O amor verdadeiro é livre  e existe por existir, não por “algum interesse”.

Pior quando médiuns usam sua posição para criar ansiedades, expectativas... Sendo bem claro: Quando em uma incorporação surgem comentários inúteis, ou quando um Doutrinador, dotado do poder de persuasão, coloca-se na posição de que “sabe das coisas”. Estes tipos de “videntes” são os médiuns que normalmente perdem toda sua encarnação.

Não existe porque uma Entidade de Luz sair revelando fatos de um passado longínquo para criar ligações afetivas entre o Apará e o Doutrinador, ou paciente. Tudo que um Mentor diz deve ter utilidade! Eles não vêm para brincar de faz de conta. Trazem Luzes do Céu, semeando a esperança no coração dos que recebem a mensagem, jamais ansiedades e desejos de “saber mais”. Qualquer revelação é rara e deve ter uma utilidade prática real, ou... não é da Luz! É interferência ou mistificação.

Não tem super-doutrinador-vidente! As revelações de um Doutrinador são intuitivas e somente para ele mesmo. Sair falando demais e semeando expectativas, ou tentando conseguir “aproximações afetivas” usando a Doutrina ou sua habilidade de manipular as palavras... Salve Deus! Como o preço é alto... Normalmente muitos e muitos séculos de solidão em um etérico sombrio ou em encarnações isoladas.

Excluindo estes “falsos profetas”, nos resta buscar o controle e a liberdade de nossos sentimentos. Amemos por amar! Amemos com um pouco mais de pureza, sem tantos desejos... Ter uma pessoa ao lado para compartilhar nossas fantasias é algo que todos querem, mas não precisa apego e obsessão. Liberte e seja livre!


Kazagrande

1 comentários:

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.