TIA NEIVA

TEU PADRÃO VIBRATÓRIO É A TUA SENTENÇA

O CENTURIÃO

Todos os direitos autorais e edições impressas doadas à Doutrina do Amanhecer.

ADJUNTO ANAVO

MESTRE KAZAGRANDE

PÉROLAS DE PAI JOÃO

Todos os direitos autorais e edições impressas doadas à Doutrina do Amanhecer.

MINHA MISSÃO É MEU SACERDÓCIO

EXÍLIO DO JAGUAR - KAZAGRANDE.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Mensagem de Pai Seta Branca – 09


Resulta, portanto, que vossos pensamentos e esclarecimentos, vivereis cada dia melhor a força criadora das coisas deste Universo.

A Terra, sem precipitação, é vista do alto como uma grande nave, onde seus passageiros não sabem como e nem onde irão desembarcar.

Pedindo a Deus, filhos, com todo amor, que a tua evolução não vos deixe voltar, digo, o mais rico dos pais.


Pai Seta Branca – 31/12/1979

Escravizar Sentimentos


Meus irmãos e minhas irmãs,
Salve Deus!

Uma das recomendações maiores, e que inclusive faz parte de nossos compromissos espirituais, é “não escravizar sentimentos”.

Os médiuns, quando no uso de suas faculdades mediúnicas, normalmente são vistos como seres especiais, pois refletem a Luz de seus Mentores. Os pacientes, ainda sem o conhecimento no que tange a esta Luz, tendem invariavelmente a demonstrar uma fascinação por aqueles que o atenderam.

É preciso muito cuidado para jamais se aproveitar desta fascinação quando fora dos trabalhos e procurados pelos pacientes. Fora da mediunização tendemos a demonstrar nossas opiniões pessoais, nossas crendices e suposições, que podem se tornar objeto de escravidão dos sentimentos alheios.

Ao refletirmos a Luz de nossos Mentores as pessoas encontram em nosso olhar a paz que precisam para suas vidas! Eles também desejam ter esta paz, e muitas vezes nós mesmos ainda não a possuímos em nossas vidas cotidianas.

Por isso o grande cuidado: Jamais escravizar os sentimentos dos que nos cercam! Jamais permitir que acreditem que nossas vidas são perfeitas e que se eles nos seguirem, acreditando em tudo que dizemos em nossas personalidades, poderão ser felizes.

Em nossa vida “fora do Templo”, nos momentos em que inspirados, ou intuídos, proferimos grandes lições de vida, este fascínio igualmente pode ser despertado, gerando uma legião de “fãs” de nossas palavras.

É preciso ter humildade, abandonar o orgulho e a vaidade e assumir que também somos seres encarnados passando pelas mesmas dificuldades de todos os humanos. Nossa conduta deve sim despertar a atenção daqueles que procuram uma maneira de encaminhar suas vidas e energias, mas nós não podemos nos acreditar como “exemplos” se ainda nos falta tanto em amor, humildade e tolerância.

A decepção, e, por vezes, a raiva e ódio, podem nascer após a constatação que somos iguais. Que nossa diferença está no caminho evolutivo que encontramos e tentamos trilhar, mas que ainda falhamos, erramos e tantas vezes frustramos quem nos observa.

Por isso é preciso libertar a todos! Deixar claro que somos pessoas comuns, com as mesmas dificuldades cotidianas, os mesmos atropelos, paixões, reajustes e cobranças. A diferença ocorre quando estamos em sintonia, pois neste instante buscamos a Luz Espiritual para ser compartilhada por nós. Luz que ainda não é nossa, mas que faz parte do caminho que escolhemos seguir.

Como sempre...: Nosso padrão vibratório é nossa sentença! Tia Neiva


Kazagrande

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Mensagem de Pai Seta Branca – 08


Àqueles que ainda murmuram de mal grado, sinal evidente que sua percepção não alcançou a sublime mensagem.

Unificação! Unificação no Amor em Jesus e em Deus, que talvez, pelo desenrolar de seu destino kármico não teve sensibilidade para o contato do seu mundo transcendental e do poder extra-sensorial.

Procurai filhos conhecer a vós mesmos, para que tenhais excelso valor no avanço final.

E mais uma vez preciso dizer: Não vos isenteis de culpa, porque filhos, a Lei Física que vos chama à razão é a mesma que vos conduz a Deus.


Pai Seta Branca – 31/12/1978

domingo, 19 de outubro de 2014

Prioridades


Uma das grandes dificuldades que encontramos para exercitar nossa tolerância é compreender as prioridades dos outros.

As pessoas ao nosso redor, por mais próximas que sejam, possuem suas próprias prioridades e não temos o direito de julgar fúteis ou tentar “enfiar” em suas cabeças as nossas prioridades, por mais que pareça claro aos nossos olhos que deveriam ter uma atitude diferente.

Não podemos avaliar seus pensamentos, devemos apenas aceitar o nível de compreensão que cada um possui. Claro que aceitar, compreender, é muito diferente de concordar!

Podemos discordar, considerar que tudo poderia ser diferente, mas temos, pela nossa consciência, a obrigação de compreender as diferenças nas prioridades de cada um. Aquilo considerado fútil para nós, pode ser verdadeiramente importante para o outro, e ponto! É importante para a pessoa, devemos respeitar.

Às vezes isso é muito difícil... Pois agiríamos de maneira completamente diferente, falaríamos, sentiríamos... Mas cada um é cada um e sequer podemos exigir que sejamos compreendidos. Compreender antes de ser compreendido! Esta é a máxima!

Evolução não é algo que podemos impor aos outros com nossas palavras e justificativas. Não vamos mudar os pensamentos e convicções por conta de nossos discursos e justificativas. A evolução é muito individual, e tão particular que sequer podemos avaliar quem é mais evoluído: se nós com nossas certezas e boas intensões, ou o outro com seus rompantes que também são certezas pessoais.

Nos magoamos inutilmente por pensar que os outros poderiam pensar ou agir de maneira diferente, principalmente quando estamos diretamente envolvidos. E, a grande verdade, é que não podemos exigir que compreendam nossas mágoas... Não podemos querer mudar os outros, pois quem deve mudar somos nós!

Recordemos sempre que o sofrimento é uma escolha e que qualquer mágoa inicial pode ser manipulada com a tolerância e a compreensão.

Nem sempre conversar adianta! Pois na maioria das conversas  um dos lados tenta prevalecer, e quando existe mágoa, esta mágoa não poderá ser sanada com a imposição das idéias ou justificativas dos fatos. Mágoa é sentimento, e sentimento não some por um bom discurso.

Respeitemos ao outro! Compreendamos as prioridades de cada um! Aprendamos a nos magoar menos e principalmente buscar a compreensão (mesmo sem a concordância) para não mantermos a mágoa e transforma-la em ressentimento.


Kazagrande

sábado, 18 de outubro de 2014

Reajuste Psicológico


Meus irmãos e minhas irmãs,
Salve Deus!

Muitos de reajustes, ou cobranças como alguns preferem chamar, ocorrem somente em nível emocional ou psíquico.

Literalmente nos torturamos com pensamentos negativos a respeito de determinadas situações que enfrentamos, sem que nada acabe por concretizar-se no físico.

Sofremos pensando com “o que pode acontecer?”. Perdemos o sono, a concentração, e por vezes chegamos ao desequilíbrio, por conta de nossas conjecturas a respeito de um possível desfecho que nos levaria a um desastre na vida física.

E, na maioria das vezes, tudo acaba bem! Tudo que imaginamos de mal se desfaz em um encerramento proposto por nossa própria intuição de última hora.
No auge do problema encontramos apenas preocupações com o desfecho de tudo e não visualizamos a simplicidade com que tudo pode ser resolvido. É natural agirmos assim, pelo nosso condicionamento social e televisivo de que tudo pode acabar em desgraça.

Desta maneira, a maior parte de nossos reajustes termina acontecendo apenas mentalmente. Nossos Mentores permitem que certas situações, as quais inevitavelmente teríamos que passar, pois são inerentes ao nosso Karma, provoquem angústia. Assim, a concretização do reequilíbrio ocorre por um sofrimento mental, “sem a necessidade que um único fio de nossos cabelos seja tocado”. Salve Deus!

Quando os reajustes se aproximam e a energia de um passado remoto começa a se fazer presente, desequilibrando nossas ações e pensamentos, é preciso buscar com maior intensidade nossos trabalhos espirituais. Pois “uma energia negativa se neutraliza com em face da mesma quantidade e intensidade de energia positiva” é uma lei física.

Vejo com tristeza quantos Mestres e Ninfas, com todas as ferramentas do Céu nas mãos, resolvem “se afastar um pouco para cuidar da vida material”... ou ainda “para viver suas emoções”. Acreditando que ao se afastarem da vida e dos trabalhos espirituais terão mais tempo para se dedicar ao trabalho ou ao coração e passar mais rapidamente pelas dificuldades.

Mas não é assim! Eu mesmo durante um período de minha vida, acreditei que poderia ser assim! Mas não é! Ao afastar-se do trabalho espiritual deixamos de receber energia positiva com a mesma intensidade. A Lei do Auxílio nos permite receber a mais intensa proteção para os duros momentos a serem atravessados.  Também recordemos que nosso Karma é acelerado em função do trabalho espiritual, pois dispomos de condições para manipular já, situações que ainda levariam algum tempo para se apresentarem. Ao nos afastar ficamos a mercê de nosso karma sem a possibilidade de emitir energia positiva na mesma intensidade. Tudo é equilíbrio!

Nosso padrão vibracional nos protege de tudo, mas a intensidade de nossas forças chega de acordo com nosso compromisso espiritual.

Voltando ao “reajuste psicológico”... Quantas vezes só lembramo-nos de nossos Mentores nos momentos de desespero? Falo de lembrar do Mentor para agradecer, para rezar um pouco... fora do Templo!!! Sim! Fora do Templo nós rezamos? Lembramos da Espiritualidade? Ou somos apenas Jaguares quando estamos de uniforme?

Quando sofremos mentalmente, emocionalmente, por conta de nossas suposições, invariavelmente procuramos nossos Mentores, lembramos de rezar com mais frequência e o reajuste acaba passando, sem sequer a necessidade de concretizar-se além da fronteira mental.

Kazagrande



quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Mensagem de Pai Seta Branca – 07


Jaguar, filho Jaguar! Barreira intransponível do mal, barreira doutrinária.
Na dependência de uma disciplina doutrinária, vereis em breve o elo de luz unindo o Céu e a Terra.

Não exigirei nada deste vosso sacerdócio, porém, vos prometerei tudo no cumprimento desta missão.

Cuidado! A Fé se, a Ciência é o perigo iminente do Espírito empreendedor nesta Era atual, enigma intraduzível do homem piedosos, inseguro, que, distante da crença, é lançado às velhas estradas, destruindo sua personalidade, renunciando às conquistas e permanecendo em suas crenças, perdendo-se na busca real do caminho, e se distanciando de suas origens e de seus mundos colonizados.


Pai Seta Branca – 31/12/1977

Mensagem de Pai Seta Branca – 06


Filhos, cuidado com as grandes filas que avançam dizendo estar em busca de Deus, pois o homem em sua maioria busca apenas a segurança individual.

Se vos pedirem, dai-lhes ouro e dai-lhes prata, porém de vós nenhum fio de cabelo de vossa cabeça, pois jamais alguém poderá contaminar-se por vós, querendo dizer com estas palavras: “Comunicar sem participar”.


Pai Seta Branca – 31/12/1976

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Mensagem de Pai Seta Branca – 05


Lembrai-vos somente do que disse Jesus, o Caminheiro:

“Amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a si mesmo”.

Procurai, filhos, a natureza, buscai o aroma das martas frondosas e os frutos que caem e se perdem no solo deserto.

Jaguares do Amanhecer!

Alertai para não cairdes no padrão dos demais!

As leis físicas que vos chama a razão são as mesmas que os conduzem a Deus!

Nunca vos isenteis da culpa, aceitai-a como vosso destino kármico.

Sempre vos disse que a dor não vem do Céu, e sim das vossas próprias falhas!


Pai Seta Branca – 31/12/1975

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Mensagem de Pai Seta Branca - 04


  • Cuidai do vosso padrão vibratório, porque de vossas bocas sairão Mantras Luminosos, curadores, como ondas sonoras para alcançar a dor.
  • Pai Seta Branca – 31/12/1973

  • Era do Amor e Respeito, do homem que ama o Anjo e, com a mesma intensidade o demônio, sabendo distinguir as duas forças.

  • Porque sois filhos do Sol e da Lua em portanto, nada devereis temer.
  • Pai Seta Branca – 31/12/1974


quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Mensagem de Pai Seta Branca - 03


  • ·       Assumistes o compromisso desta Era e, portanto, tereis que cumpri-lo, confirmando, em cada coração, o Espírito da Verdade, na missão designada do Terceiro Milênio.

  • ·       E vós, filhos meus, luminosos atravessareis as densas nuvens, que irão desabar da própria imaginação mediúnica, pois o homem jamais edificará nos seus próprios escombros!

  • ·       O trabalho incessante vos livrará das dores.

  • ·       Jesus prescreverá vosso resto kármico, e melhor cumprireis esta missão simétrica.

  • ·       Esta faixa que atravessais no peito, da Cura e do Conhecimento, simboliza o Cristo em Sua caminhada, fronteira vívida da técnica da salvação.



Pai Seta Branca – 31/12/1972