sábado, 22 de novembro de 2014

Troca de Mediunidade por "desequilíbrios"...


Salve Deus!

Trecho de um e-mail recebido: ... “Mestre, tenho sofrido tanto com julgamentos dentro do Templo que sinto uma mudança em minha mediunidade, devo refazer o teste mediúnico?”...

Sua história descreve o drama de um reajuste kármico que não pode ser feito por amor, por isso, veio a dor!

Observe os detalhes, o início de sua caminhada e veja que no momento da revelação das cobranças, todos os envolvidos mergulharam na triste energia emitida pelos pensamentos e palavras de cada um...

No Vale do Amanhecer só não tem “coitadinho”, assim dizia Tia Neiva. Não são os bonzinhos que se reúnem ali para praticar a caridade, mas sim espíritos com grandes reajustes, que somente por uma Doutrina que permita o uso da mediunidade na Lei do Auxílio, é que poderia buscar a evolução.

Creia: é melhor encontrar estas pessoas como companheiros de uma missão espiritual do que como seu chefe, vizinho, parente... Imagine como poderia ser a cobrança se esta sua amiga fosse sua mãe, ou sua chefe? Salve Deus!

Tenha a consciência de que seu karma não é leve. Você tem muito para fazer e um grande potencial para ser desenvolvido. Tire qualquer predisposição a esta ou aquela mediunidade, e vá refazer seu teste para poder começar da maneira que for determinada pela Espiritualidade:

Se der Doutrinador, esqueça a incorporação! Pode ser perigoso para você na atual faixa kármica que atravessa.

Se der Apará, comece suas aulas e prepare-se pra uma jornada em que atrairá as forças como um para-raios... As positivas e as negativas.

Se estiver pronto, o teste será correto.

Conduza sua vida mediúnica longe das fofocas, das maledicências... No Templo não tem o João e a Maria, tem o médium! E este tem companheiros de jornada, e não amiguinho e amiguinha! Fora do Templo é diferente! Mas lá dentro existem centenas de forças circundando, esperando o momento em que o padrão de alguém abaixe, e entrem para fazer a “festa”. O Templo é para sua Individualidade!

Perdoe, esqueça e siga adiante! Sua condição de homossexual não importa lá dentro, pois lá você é médium e não alguém com esta ou aquela preferencia sexual. Por tanto, ninguém precisa ficar sabendo! Não entre nessa de que todo mundo é igual e que vai ser aceito por todas as personalidades locais. Na Individualidade não tem isso de sexo, portanto, em  um trabalho espiritual não importa, mas cada pessoa tem sua opinião, e se não ficar se expondo, ninguém  precisará demonstrar esta opinião.

Em nosso Templo temos muitos homossexuais,  mas ninguém fala disso ou se expõe “livremente” dentro do Templo. Lá é para ir praticar a caridade.

O melhor médium é aquele que chega, coloca seu uniforme, realiza seu trabalho, verifica se pode ajudar em algo na parte material, e vai embora! Não fica de conversinhas e fofocas, não fica apresentando suas opiniões, e, consequentemente seus julgamentos. Se for ao Templo apenas para cumprir sua missão com a consciência de seu karma, jamais terá problemas,  em nenhum templo, com nenhum Adjunto. O grande erro é considerar que a Doutrina faz parte de sua vida social! Não!!! A Doutrina é vida espiritual! Se você formar amizades dentro do Templo, deixe para desfruta-las lá fora. Por isso Pai João fala tanto em Conduta Doutrinária. Dentro do Templo tem o médium, não o amigo,  parente, conhecido, colega...

Siga sua missão Jaguar! Não misture com o restante e poderá ser feliz e encontrar o caminho da evolução!


Kazagrande

4 comentários:

Salve Deus! Maravilhoso. Muito objetivo e esclarecedor.
Obrigada mestre!

Uma verdadeira aula, excelente texto. Parabéns pelo belíssimo trabalho que vem desenvolvendo em seu blog. A cada texto que leio e releio acrescento mais aprendizado para o meu desenvolvimento espiritual e para minha vida. Salve Deus! Que Pai Seta Branca lhe abençoe a cada dia mais, para que continue a nos ensinar através de seus textos.

parabéns irmão, texto muito bom!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.