terça-feira, 18 de novembro de 2014

Nas suas mãos!


Meus irmãos e minhas irmãs,
Salve Deus!

Tudo está em nossas mãos!

A riqueza de nosso Sistema Doutrinário abre as portas para nossa evolução e entrega a passagem “de volta para casa”.

É possível realizar grandes curas, libertar espíritos acrisolados no etérico por tempos imemoráveis, trazer a esperança e a Luz para tantos, encarnados e desencarnados, que nos são confiados nos trabalhos espirituais e na vida material.

Vivemos um momento em que o despertar da consciência precisa se traduzir em mansidão de espírito. Aprender a moderar nossas expressões, controlar nossa voz, suavizar nossos encontros e opiniões, pois precisamos estar abertos à perspectiva de evolução que nos é ofertada no cumprimento da Lei do Auxílio.

“Estou cansado, sem ânimo” não devem mais ser desculpas para deixar de lado as oportunidades que nos foram confiadas.

Passamos do tempo de brincar, de aventurar-se, de embriagar-se com os prazeres deste mundo. A Hora do Jaguar não é mais a guerra e a grande aventura civilizatória que um dia vivemos. A Hora do Jaguar hoje se traduz em disciplina e raiz sólida! Em construir algo, em deixar um legado de fé!

Muitos vivem de suas aventuras do passado nesta mesma vida. Outros vivem de aventuras que sequer têm certeza, de um passado distante em outras vidas.

É preciso deixar o passado no passado, não vivemos mais nele!

Viver o presente dentro da sua realidade e não da realidade dos outros!

É preciso semear um futuro estável, digno! Entender que quem semeia vento inevitavelmente vai colher tempestade.

Escrevo de coração aberto, como quem já viveu tantas aventuras no passado, nesta e em outras vidas, mas que um dia compreendeu a necessidade de criar raízes e semear um futuro passo a passo.

Não basta ter princípios fortes de lealdade e comprometimento com os outros. Não basta a honestidade e o bom caráter. É preciso pensar em sua vida! Em começar paulatinamente a semear a estabilidade. Quase nada vem “de graça”, e quando vem não valorizamos... Perdemos as oportunidades pela nossa arrogância na capacidade de dizer “eu faço tudo de novo, eu começo do zero de novo”.

Recordo as duras lições que recebi para entender a necessidade de verdadeiramente recomeçar, mas não apenas materialmente,  e sim de estar pronto para ouvir, para seguir! Quando o discípulo está pronto, o Mestre aparece!

Gostaria que ninguém passasse por tudo que passei um dia para poder começar a entender a lição da consciência. Por isso escrevo! Sei que cada um tem seu tempo e sua própria jornada, mas o despertar pode chegar da maneira mais inesperada.

Um fraterno abraço,
Kazagrande

1 comentários:

Salve Deus querido mestre! O que foi dito acima foi escrito para este meu momento. Estou sentindo um sufocamento, uma necessidade enorme de dividir tudo o que está acontecendo e ouvir algumas palavras conscientes e assertivas, como as suas meu irmão em Cristo Jesus. Obrigada

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.