quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A Porta Estreita - em 12/11/2014 - Texto Novo


Comecei a receber alguns e-mails perguntando por que não haviam novos textos e também com a preocupação se eu estaria passando por alguma dificuldade.

Sim, meus irmãos e irmãs, eu devo uma satisfação! Sei que muitos vibram e até contam com estes pequenos escritos, reconheço que muitos se sentem gratos por chegarem em uma hora precisa.

Pela emanação que os textos transmitem, que invariavelmente provem de nossos próprios Mentores, seja na escrita ou na leitura, muitos são auxiliados. Sinto um grande peso por não estar escrevendo. Nunca passei tanto tempo “travado”.

Mas estas últimas semanas foram extremamente difíceis para mim! Na verdade, pela maioria dos e-mails que diariamente recebo, o ano todo está sendo muito difícil para os Jaguares de Seta Branca. Decepções, prejuízos, angústias, traições e enfermidades, fazem parte deste novo fechamento de Ciclo para os membros de nossa Tribo, e não foi diferente comigo.

Sempre encarando com bom humor, esperança e fé, passei a maioria das provações sem maiores consequências. Porém, sou humano, e igualmente sinto as tristezas das decepções. Como dizia... As últimas semanas têm sido minha “porta estreita”. Não cabe falar de minhas dificuldades e decepções, pois as coloco de lado ao me dirigir a vocês.

Estamos encerrando um Ciclo e o foco central deve ser passar pela transição da melhor maneira possível. Nestas horas é que auferimos nossa evolução e o quanto ainda falta para tanto.

Hoje, ao ler o e-mail que acabou de chegar, senti que independente de minha vida pessoal, de tantos compromissos com a vida material, com o Templo, com a Coordenação, com a família, etc., eu não poderia deixar de escrever por tanto tempo.

Assim, humildemente venho pedir desculpas pela ausência dos textos, e pelo atraso nos e-mails. Perdão! Seguirei em frente de qualquer maneira, e que venham as outras “portas estreitas” que conduzem à evolução.

Também humildemente conto com suas vibrações. Sei que muitos contam comigo e nunca esqueço de vocês em nossos pequenos trabalhos do Templo, mas hoje peço suas orações em favor de minha esposa, Nilma Mayrá, que ainda se recupera de um enfermidade; e em favor deste pequeno Adjunto, para que possa brevemente terminar esta passagem difícil e seguir adiante com a experiência de quem sempre escreve para vocês daquilo que viveu, e não do que “ouvir dizer”. Está difícil, mas sinto que depois de hoje tudo começa a mudar!

Um fraterno abraço,

Kazagrande

Adjunto Anavo

10 comentários:

SALVE DEUS MESTRE,
NO CAMINHO DA EVOLUSAO ESSES MEIOS SAO NESSESARIOO, SALVE DEUS...

Salve Deus! Em sintonia sempre com você e por você! Vibrando muito também em favor da Nilma! Tudo vai se acertar ;)
Abraço carregado de saudades pra vocês!

Meus respeitos com ternura, admiração pelo mestre que és. Abraço fraterno!

"Agradeço todas as dificuldades que enfrentei; não fosse por elas, eu não teria saído do lugar." - Chico Xavier.

FORÇA, FORÇA!
E OBRIGADO POR ESTAR DE VOLTA!

Salve Deus!

Agradeço de coração sua mensagem repleta de boas vibrações em favor da recuperação de minha esposa.

Entendo que mesmo em horas difíceis igualmente cumprimos nossa missão e provamos nossa fé.

Na última quinta-feira, após esgotados os tratamentos médicos convencionais, nos dirigimos ao Templo para a realização de um trabalho de Cura. Com tantas boas vibrações e mais este auxilio espiritual aliado a nossa fé, na sexta-feira amanheceu muito melhor. Hoje resta apenas a torcicolo de tantos dias acamada.

Obrigado de coração! Muito obrigado mesmo!!!

Um fraterno abraço,
Kazagrande

Fico feliz que sua esposa já esta bem melhor! Sentimos quando não escreve, mais tudo tem um porquê! Mais que importa que você, sua família estão bem! De certo que todos nós passamos por nossas provações, só nos resta aprender com tudo :erros e acertos , para melhor nos conduzirmos e evoluirmos! Abraço fraterno!

Me fortaleço a cada mensagen que tenho oportunidade de ler. ..Salve Deus

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.