segunda-feira, 11 de agosto de 2014

AGRADECIMENTO PELO DOMINGO 10 DE AGOSTO DE 2014


Venho agradecer de maneira profunda e sincera aos Jaguares Leopoldo Elear (), Maciana Farias () e Bruno Figueiredo () pelo seu trabalho no dia ontem em nosso pequeno Templo!

Por alguns instantes pensei em manifestar minha tristeza, mas prefiro ater-me às alegrias que revigoram o espírito e elevam nosso padrão vibratório.

- Olha Mestre, veja quem veio sozinho! – disse a Ninfa Maciana.

Olhei surpreendido o jovem que entrava pelo portão do Templo, ainda tremendo a mão esquerda, mas carregando um indisfarçável sorriso nos lábios. Não sabia seu nome... Apenas recordava da primeira vez que veio, há umas três semanas, sendo contido pelos parentes e terrivelmente obsediado. Desesperados, os pais tentavam segurá-lo, depositavam em nossos trabalhos talvez uma última esperança depois de terem passados em tantos lugares. Hoje ele voltava só! Caminhando e sorrindo!

Conter as lágrimas nestas horas é difícil...

Horas depois chegou sua mãe, repetindo tantas vezes quanto possível: “Gracias, gracias...” (muito obrigado!).

Prefiro guardar esta lembrança do dia ontem, tão triste para mim como Adjunto.

Prefiro guardar a recordação da Ninfa Cremilda, ainda de branquinho, em seus primeiros passos, feliz por trazer um pudim e vê-lo devorado em poucos minutos em meio a incontáveis elogios a sua perícia de cozinhar.

Prefiro guardar as lágrimas da Ninfa Maciana, ao desincorporar depois de atender todos os pacientes sem importar-se com o resfriado a incômoda coriza. Prefiro recordar a vontade contida de nos abraçarmos ali mesmo nos Tronos, ao fim do trabalho com a missão cumprida.

Prefiro recordar o Leopoldo organizando os trabalhos seguintes, o Bruno imantrando sem ausentar-se de dentro do Templo...

Nada mais!

Peço perdão ao Pai pelos momentos que me senti só! Agradeço aos Jaguares que me acompanham e esqueço as tristezas de Adjunto, compreendendo agora as muitas das lágrimas derramadas por Tia Neiva.

Obrigado! Salve Deus!
Kazagrande – 10 de agosto de 2014.

2 comentários:

Salve Deus!
Um lindo depoimento que mais retrata a alegria de servir e prêmio de ver o trabalho espiritual em plena evolução, em terras distantes.Deus! Derrame Sua Luz sobre esses abnegados servidores do Além e sobre os seus médiuns dedicados.
Abraço fraterno.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.