segunda-feira, 16 de junho de 2014

Reflexão Cotidiana


Pelo Adjunto Nayon – Mestre Bruno

Viver é algo precioso, quando entendemos que toda experiência é uma oportunidade de aprendermos a cada dia.

As nossas escolhas, baseadas nas nossas crenças, constroem tudo que hoje vivemos e o quê ainda vamos viver. Cada pensamento que povoa nossa mente nos incita a agir dessa ou de outra maneira, ou seja, o nosso ambiente é aquilo que somos para nós mesmos e para os outros! É reflexo do que pensamos e fazemos.

"Conhecemos a árvore pelos frutos que ela dá."

Toda árvore que produz muitos frutos é atacada por aqueles que têm fome. Qual criança nunca jogou uma pedra para que caísse uma deliciosa manga? Vejo que é assim em nível de alma para alma, pois durante a nossa jornada terrestre somos testados em vários níveis: aplaudidos, amados, invejados, idolatrados,... Em suma: Somos seres em aprendizado, buscando um caminho mais próximo do Criador!

Então devemos compreender com a mente e com o coração (psique e alma), que quando somos perseguidos, alvo de calúnias, ciúmes, entres outros sentimentos primitivos, não devemos responder por impulso! Existe um Criador, tudo é observado.

Aquele que agride é como uma criança que quer pegar a manga da árvore, essa pessoa precisa de ajuda, de amor e de muita compaixão. Porque um dia ela vai entender que o respeito, a honra e um amor sincero, são bases para qualquer relacionamento pessoal, profissional e principalmente para o relacionamento com Deus!

“Aquele que não tem pecado atire a primeira pedra.” “A boca fala do que o coração está cheio.”

O maior poder, e amor, desse planeta, Nosso Senhor Jesus Cristo, foi mutilado pelo povo que recebia seu Amor. Nós somos meros aprendizes, não podemos querer sermos mais que o Mestre!

O preço da libertação...a fé! O segredo da saúde mental e física está em não lamentar-se do passado; não preocupar-se com o futuro; e viver sabiamente o presente.

“Nenhum poder é demasiado ao poder dinâmico do meu espírito!”

Salve Deus!
Adjunto Nayon – Mestre Bruno

0 comentários:

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.