segunda-feira, 9 de junho de 2014

Promessas e Vaidades - O sofrimento cíclico


Meus irmãos e minhas irmãs,
Salve Deus!

Não podemos simplesmente esquecer nosso passado ao nos depararmos com novas dificuldades. A encarnação neste planeta é o ingresso em uma escola onde verificamos se as lições passadas ao nosso espírito foram realmente aprendidas.

Quando estamos nos preparando para nosso regresso a este plano físico, nosso espírito está cheio de planos e promessas. Boas intenções não nos faltam! Queremos provar que aprendemos com os erros do passado, queremos nos deparar com situações que provem que poderemos regressar e ficar junto à alegria de nossos familiares espirituais, junto ao trabalho gratificante.

Em conjunto com nossos Mentores planejamos nossos encontros, reencontros e desencontros. Programamos grande parte de nossas decepções para mostrar que não é apenas da “boca para fora”, pois acreditamos ter aprendido e saberemos nos conduzir, mesmo com a benção do esquecimento...

Porém uma lição somente está verdadeiramente assimilada quando, independente de nossa consciência, agimos e reagimos com a compreensão de nosso espírito.

As revoltas, os questionamentos a Deus, as lamentações, fazem parte apenas de nossa real condição espiritual. Significam que não aprendemos de verdade. Que ainda falta!

Juramos antes de encarnar que aprendemos a lição do orgulho e da vaidade (por exemplo), mas ao nos depararmos com situações que nos testam, revelamos nossa verdadeira natureza e sofremos absurdamente por estes tristes sentimentos. Vencer estas imperfeições é difícil e só tem valor real quando não é “da boca para fora”.

Tudo se resume aos nossos “apegos e quereres”. Por estas vontades é que encontramos nossos irmãozinhos presos em um etérico sem Luz, e é para lá aonde iremos se não superarmos estas predisposições.

Muitas vezes a pessoa encarna humilde e pelos próprios méritos vai conquistando espaço, agregando conhecimento, tornando-se popular e até obtendo poder... Então começa a esquecer de sua origem... Deixa de lado as promessas do espírito e permite que a vaidade tome conta. Então, a vida que sempre será cíclica, apresenta a prova para ver se entendemos realmente tudo que prometemos “lá em cima”. O primeiro período de exames passa logo, pois também é cíclico. Não importa se aprendemos ou não a lição, vai passar... Mas logo também volta!

Já repararam quantas vezes passamos pelas mesmas situações? Quantas vezes entramos em períodos de dificuldade que acabam simplesmente passando? E logo, quando parece que tudo se acalmou de vez, outra onda chega carregando nossa pretensa paz.

A lição não aprendida sempre regressa. Temos todas as chances de entender nossos períodos de dificuldades enquanto estivermos encarnados. Não adianta olhar para o céu e gritar “que querem de mim?”. É preciso despir as máscaras, olhar para dentro e não para fora.

As respostas não estão no céu, ou nas pessoas, ou nos lugares: estão dentro de nós mesmos!


Kazagrande

2 comentários:

Que lindo mestre! Salve Deus! Obrigada mais uma vez. Esta mensagem vem para acalentar o meu coração que anda inquieto, com dúvidas e triste. Deus te abençoe!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.