domingo, 19 de junho de 2016

FANTASMAS DO PASSADO


Meus irmãos e minhas irmãs,
Salve Deus!

Será que vale a pena prender-se ao passado? Sofrer por recordações ou pessoas que fizeram parte de nossa vida?

Para responder estas questões olhemos por um lado doutrinário primeiro: Por que tantos espíritos ficam presos no plano etérico? Por que temos tanto trabalho encaminhando a irmãozinhos que por vezes insistem em seguir sofrendo, ao invés de seguirem o caminho evolutivo, de irem em busca de suas verdadeiras jornadas?

A resposta é “APEGO”.

Tudo a que nos apegamos nos faz sofrer! Prender-se aos sentimentos do passado, aos bens perdidos, e até mesmo aos seres amados distantes, pode gerar uma séria obsessão traduzida pelo APEGO.

É o apego às tristezas, aos sentimentos de perda e vingança que resumem o acrisolamento no Etérico. Se não aprendermos, ainda na vida encarnada, a nos libertarmos de tudo que não nos faz bem, mesmo Iniciados em uma Doutrina Crística sem igual, como a Doutrina do Amanhecer, ainda estaremos sujeitos a ficar vagando em um plano paralelo, lamentando nossas decepções e procurando os seres e as coisas às quais alimentamos com apego.

Salve Deus! Tudo é energia! Magnetizamos nossos próprios pensamentos pela energia, criando ou destruindo. Se vibrarmos no presente, procurando viver cada momento, aproveitando as oportunidades, passamos a construir um futuro que cada vez mais apresentará novas oportunidades. Porém, se insistimos em vivenciar o passado, recordando as vitórias ou lamentando os infortúnios, não teremos o quê construir... é energia passada, já manipulada! Passamos então a viver algo mais imaterial que o futuro.

Falo assim porque o futuro se constrói a cada dia! Somos fruto e reflexo absolutos de nossos pensamentos, palavras e ações. O passado é “mais” imaterial porque não pode ser mudado.

Sentir saudade somente será bom se trouxer as lembranças de momentos felizes, mas viver destas lembranças não trará novas e construtivas energias. Os sentimentos positivos do passado jamais podem trazer a frustração pelo presente que esteja decadente.

É preciso renovar os sentimentos! Semear NO PRESENTE o que verdadeiramente desejamos, através de nossos pensamentos, palavras e ações!

Libertar-se ainda de toda frustração, esquecer os erros e preservar as lições apenas.

Perdoar!!! Perdoar a si mesmo e a qualquer pessoa, por qualquer situação vivida. Entenda: Já passou! Não tem como consertar! Siga adiante e deixe de lamentar, e trazer para o presente, dores e tristezas.

Sorria porque o passado passou. Houve tristezas ou alegrias... Restaram as lições e a inspiração.


Kazagrande

3 comentários:

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.