sexta-feira, 9 de agosto de 2013

TEXTO NOVO - O Caboclo “Gritador”


Um Caboclo nos Tronos e na Linha de Passes, e a incorporação da Sessão Branca.

A “Vovozinha” atendia com sua voz tranquila ao paciente que vinha pela primeira vez. Em determinado momento dá passagem para um sofredor. A doutrina é realizada com precisão e o irmãozinho encaminhado, mas...

- AAAAAAAEEEEEEEEEEEIIIIIIIIIIOOOOOOOOUUUUUUUUUU

O Caboclo incorpora com um grande grito e literalmente esmurra o peito do Apará com tamanha violência que o paciente quase cai dos Tronos e dá um grito junto!

Vocês já imaginaram o trauma deste paciente? Será que ele vai acreditar que era uma Entidade de Luz que veio dar um passe?

Salve Deus! Meus irmãos e minhas irmãs! Um Preto Velho e mais ainda, uma Preta Velha, é ternura! Vem com “jeitinho”, falar brejeiro, com carinho vai conscientizando o paciente dos problemas espirituais que enfrenta... Fala de Deus, está sempre saudando “Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo”. O paciente de primeira vez vai ficar chocado! Às vezes tudo que o Preto Velho conseguiu quebrar (preconceitos, medos, etc) vai por água abaixo. Não foi isso que aprendemos!

O Apará tem controle da incorporação, pois é um médium consciente, isso é um ponto pacífico. Devemos esclarecer no Desenvolvimento que realmente a energia da incorporação do Caboclo é intensa. Que na maioria das vezes sente-se o ímpeto de gritar e liberar com toda força as três pancadas no peito, mas... aprendemos que nossa Doutrina prima pela elegância! Não tem gritaria de Caboclo, quem grita é o índio vivo na Sessão Branca! Lá o índio vem para falar, para gritar, para emitir seu magnético animal puro e levar a energia Iniciática que emitimos neste intercâmbio. É um índio vivo, sem a consciência de uma Entidade de Luz!

O Caboclo é uma roupagem de uma Entidade de Luz, e, portanto jamais viria para chocar um paciente, vem ajudar e não atrapalhar o trabalho de um Preto Velho. A intensidade da energia propõe, no subconsciente do Apará, a vontade de gritar para liberar esta forte projeção. Mas não é o Caboclo que grita, é o Apará! Todos nós sabemos que se você, Apará, “resolver” que não vai abrir a boca depois de incorporado, não sai nada! O Preto Velho não vai agarrar sua mandíbula e forçar que se mova. A mesma coisa é o Caboclo! O controle existe e é seu!

Existe sim a vontade, provocada pela energia que deseja se expandir, mas a Entidade respeita o paciente, suas possíveis crenças, medos e preconceitos...

Gritar não é um sinal de “força” da Entidade e tão pouco é um sinal de desequilíbrio (atenção Doutrinadores), é uma falha no desenvolvimento, que deveria ser alertada no tempo correto.

Algumas vezes os “branquinhos” observam um médium mais antigo gritando e consideram isso como o “correto”, por isso devem ser alertados sempre sobre o quê é certo e o quê são “vícios de incorporação” (tema interessante para desenvolver em outro texto).

Entendam que não é uma “chamada de atenção”, mas uma preocupação pelos nossos pacientes.

Kazagrande


10 comentários:

salve deus, mestre sou aprará e aconteceu um dia de eu tá atendendo uma mãe desesperada porque seu filho de 12 anos não queria mais lhe obedecer e eu tentava com muita força de vontade dizer para aquela mãe dár lhe um castigo a ele( poderia ser lapadas , puchão de orelha ou etc...) e tentava , tentava e uma força na minha mandibula não deixava eu falar, só quando a vovozinha queria falar , ai é que eu conseguia dizer aquilo que a vovozinha queria. E ás vezes eu tento interferir nas comunicações mas a vovozinha não permite. Salve deus

Salve Deus mas meu caboclo fala um pouco mas auto com determinação ....

olha o que falta e instrutores preparados, esclarecidos para preparem os aparas eles só deveriam emplacar depois de realmente estarem prontos!!! hoje mal os mentores dão o nome já são emplacados e iniciados..... ai e fácil ficar falando que o caboclo e cantor ou gritador!!!! eu tenho visto isto muitas vezes e vários templos do amanhecer!!!

Concordo! Parabéns pelo texto!

Interessante as observações! Não sou apará mais eu sei da dificuldade de controlar as incorporações. O Apará deve pedir a luz de Cristo e aos seus mentores para ajudar nesse controle, se harmonizar quando chegar no templo ter uma boa conduta doutrinaria ajuda. Tronos é caridade. Abraço seus textos são belos.

Bom texto. Creio que cada incorporação tem sua particularidade. E quem de fato sabe da própria é aquele que incorpora.

Meu preto velho não fala brejeiro, não muda minha voz, me deixa assistir todos os trabalhos que faz. no inicio já calou minha voz em momentos em que eu estava prestes interferir na comunicação, e já me fez dizer coisas que eu tentei segurar. Mas no geral me sinto com muito controle.

Já o caboclo complicou. Tive que soltar a voz e o tapa, no inicio a garganta doia e o peito vivia com ematomas, ai apenas fui moldando o timbre pra não doer a garganta e o jeito de bater peito. Agora, apesar de saudar alto e forte, noto que ele dá passes um pouco diferentes conforme o paciente, tenho pra mim que ele identifica e respeita o paciente, então apenas deixo ele fazer o trabalho. Não me preocupo com incorporações de outros mestres nem tento copiar. Enquanto eu não permiti que assim fosse, minha incorporação do caboclo era horrivel, sentia dores no corpo ou as vezes tinha a impressão de não estar incorporado.

Salve Deus
Participo da Umbanda e nunca vi caboclo gritar, apenas no Vale vejo isso, nao sei se eles utilizam do grito pra manipular uma energia mais forte ou não, mas os caboclos podem soltar o seu "grito" de guerra o que na verdade nao se constitui literalmente em um grito mas numa vocalização mantrica, que inclusive é um som muito agradavel e pacificador. O texto está correto quanto a isso, caboclos nao gritam assustadoramente.

Olá pessoal. Gostaria de saber se os caboclos do Vale também consome oferendas como na Umbanda?

O que falta na verdade é estudo e preparo dos médiuns, muitas vezes é indentificado a mediunidade no paciente ele já vai no castelo pega a autorização e domingo já começa as aulas, o paciente muitas vezes nunca nem leu um evangelho esta totalmente obsediado e recebe alta porque consegue identificar a entidade de "luz" que esta ali. Como que ele vai trabalhar se ele nem sabe o que é e como "funciona" os espíritos? Um médium desse é totalmente desequilibrado pois não fez sua reforma íntima em Cima do evangelho do Cristo. Graças a Deus que antes de ser emplacado tive a grandiosa oportunidade de ser orientado por p.Joaquim das matas virgens onde ele conseguiu me esclarecer como deveria me preparar para os trabalhos.
Desde a alimentação ate os pensamentos antes dos trabalhos durante e depois.
Acho de suma importância deixar aqui um pouco dos ensinamentos desse grandioso irmão.
Pelo menos 2 dias antes dos trabalhos não se deve COMER mais CARNE vermelha pois no vale se trabalha com a manipulação de energia. Quanto o boi pressente que vai desencarnar ele libera substâncias na carne (medo,dor,angustia e revolta) e advinha quem ingere todas essas energias?

Outro ponto é o SEXO o sexo não tem nada de errado com ele mas... Quando se trabalha com manipulação se deve evitar pelo menos com 1 dia de antecedência pois como tudo é vibração quanto se prática o ato sexual você continua naquela vibração por varias horas e ate dias lembrando do ato ( o que dificulta o trabalho dos trabalhadores espirituais).

O médium ao contrário do que muitos dos meus irmãos jaguar dizem não tem que ser tudo doido como já VI muitos comentarem todo médium de incorporação é desequilibrado.
O médium tem que tentar manter-se o mais equilibrado e sereno possível pois assim ganhará a simpatia dos bons espíritos ate pq todos os pretos velhos são tranquilos.

Outro ponto que ele entrou foi com a seguinte indagação: meu filho quantas vezes por dia meu filho se alimenta? E eu sem hesitar respondi E ele fez outra pergunta sem titubear e meu filho quantas vezes você alimenta seu espírito? E eu perguntei como assim p. Joaquim? E ele meu filho quantas vezes você lê o evangelho de nosso senhor Jesus Cristo? E fui orientado a fazer evangelho no lar pelo menos 1 vez ao dia e perguntando se eu comia só 1 vez ao dia.

E por ultimo mas não menos importante todo médium do vale é CONSCIENTE ou seja tem plena consciência do que faz e diz nos tronos ou em qualquer outro trabalho e tem o pleno controle do seu corpo entidade nenhuma faz nada se eu não permitir.

Aos médiuns devemos nos conhecer para que possamos distinguir o que é animismo do que é do espírito.

Meus caros amigos só trouxe um pouco de um grandioso ensinamento de um preto velho que serviu para mim mas as vezes o que é bom para mim não é bom para você leia tire suas conclusões se servir abrasse se não deixe para outro que sirva.
Que Deus nosso pai possa nos abençoar hoje e sempre.
SALVE DEUS!

Não amigo no vale não é feito pedido por parte dos espíritos
Pelo menos ainda não vi

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.