quarta-feira, 13 de maio de 2015

Sobrecargas



Em muitos momentos de nossas vidas nós acreditamos estar sobrecarregados com tantas ocupações e responsabilidades, perante a família, trabalho, estudos e templo.

Porém, nunca recebemos algo que não buscamos, consciente ou inconscientemente.

Deixando a vida fluir com naturalidade, aceitando os desafios que se apresentam, sem sofrer pelas novas propostas que surgem espontaneamente, e não buscando envolver-se com o quê não nos pertence; teremos sempre as forças necessárias para seguir em frente.

As dificuldades, em sua maioria, proveem de duas vertentes: quando abraçamos uma causa, um problema ou mesmo uma cobrança que não nos pertence, que faz parte da ¨cruz¨ do outro; ou quando nos enredamos em nossos ¨quereres¨. O estres é inevitável quando fazemos isso. A sobrecarga do peso dos karmas alheios, ou de nossos desejos desmedidos, trazem o esgotamento físico, mental, e as consequentes enfermidades.

Dividir nosso tempo, de maneira útil e equilibrada, é o primeiro passo para o real e necessário equilíbrio pleno de nossas vidas, para a felicidade.

Deixemos de nos envolver nas vidas alheias, deixemos a vida seguir seu curso natural, e nada que você não possa resolver irá se apresentar.

Tia Neiva afirmava que quando enxugamos as lágrimas dos outros, não temos tempo para ficar enxugando nossas próprias lágrimas. Enxugue as lágrimas de todos que lhe forem enviados, confiados ou que naturalmente aparecerem em seu caminho. Mas nunca tente carregar a cruz alheia... Ela não lhe pertence! Não temos como saber que espírito está carregando aquele karma. Ensine, aconselhe, abrace, chore junto se sentir que deve, mas não tente trazer para você o quê não lhe pertence, o quê faz parte da evolução daquele ser.

Deseje seu progresso, trace seus objetivos, sonhe! Sonhe até com o quê possa parecer impossível. Mas não condicione nenhum de seus desejos. Não exija que a realização venha da maneira que você quer. Apenas saiba o quê quer, não precisa ficar pensando em como vai obter.

Escrevo todas estas coisas hoje, refletindo sobre minha própria vida. Lembrando como era difícil obter qualquer coisa ou atingir qualquer objetivo, quando ficava planejando o caminho de chegar até ele. Lembro quando percorria quilômetros a pé, para chegar até o centro da cidade sem gastar o dinheiro da passagem, para comprar um bilhete de loteria, como uma esperança de mudar meus destinos. Em um país estranho, com idioma e costumes diferentes, sem perspectivas, com todas as opções viáveis esgotadas, sem dinheiro, restava sonhar e escrever... Nada mais! A esperança naquele bilhete parecia a última.

Pai João – Oh, meu filho, vai ser com trabalho! Você vai recuperar tudo que já teve e vai ter muito mais, mas será com trabalho.

Eu ficava pensando: “Agora estou frito! Vou ter que trabalhar 200 anos neste país só para poder comprar uma casa”. Eu fazia as contas de caso encontrasse um bom emprego e conseguisse economizar (coisa que nunca havia conseguido), ainda levaria pelo menos três anos para comprar um carro velho. Isso continuando a morar mal e fazer a compra dos mantimentos para o almoço com moedinhas.

Um ano depois eu olhava aquele passado recente e não acreditava! Não havia emprego para mim, então eu criei meu próprio trabalho! Hoje imitado por muitos aqui. Havia editado um livro com recursos próprios (O Centurião) e doado integralmente, tanto a edição impressa como todos os direitos autorais. Estava morando em uma boa casa, em um excelente bairro, tinha um carro fantástico, a família unida e dezenas de e-mails para responder diariamente.

É... foi com trabalho! Muito trabalho! Trabalho material, trabalho espiritual e trabalho em prol da união e amor familiar.

Por isso escrevo estas linhas, e volta e meia recordo deste passado ainda recente. Recordo que é possível. Observo que, se acho que estou sobrecarregado, reflito primeiro se existe alguém se “encostando”, ou se estou querendo demais e do meu jeito. Concluindo que está tudo correto, é agradecer e seguir adiante! Dividindo o tempo de maneira equilibrada entre físico (trabalho e saúde), mental (emocional e família) e espiritual (trabalhos no novo Templo e no Exílio do Jaguar).

Por isso algumas vezes demoro um pouco mais para responder os e-mails, sempre procuro equilibrar o tempo. Mas quando me dedico é com todo o amor do mundo e com total respeito por aqueles que me escrevem.

Obrigado por fazerem parte de minha vida, da vida desta pequena família! Amo vocês e esta pequena missão com todas minhas forças!

Kazagrande

8 comentários:

obrigado mestre .......sabe eu sempre falo com o pai para dar a você muita saùde......mestre sou de Goiàs ,,,sou uma narayama....ninfa lua .....obrigado por fazer parte da minha vida..um grande abraço.

Oh grandioso mestre Kasagrande, como e divina a sua sabedoria e sua sintonia,....... é tão simples assim mesmo, .........quando permitimos o nosso querido Pai Seta Branca faz chegar até nós a pessoa que trás nós alegria transformando os momentos em uma grande felicidade. É verdade baseada na experiência, é o nosso padrão vibratório que atrai os cobradores, que em suas iras querem nós afastar da doutrina. O cobrador só nos traz a infelicidade, e vontade de sumir, de largar a doutrina. As pessoas boas, a pessoa certa nos faz querer ficar em maior sintonia com a doutrina, aumenta o amor em nossos corações, e começamos a ter uma vontade enorme de ajudar todos os nossos irmãos a encontrar o caminho certo. Perdemos até mesmo a preguiça de trabalhar.
Diante ao texto exposto, fica bem claro, somente nós exclusivamente nós, podemos decidir se queremos ser felizes ou infelizes. A nossa FELICIDADE não é determinada pela Espiritualidade, ou pelas pessoas que estão ao nosso redor, mas unicamente por nós mesmos, de acordo com nossas vibrações a atraímos ou a expulsamos.
Salve Deus!ninfa lua.. templo de santa barbara Goiàs......obrigado mestre por fazer parte de minha vida...

Salve Deus!
Belas palavras, lindo conteúdo de fé e esperança. Que Deus ilumine cada vez mais o seu caminho e obra que realiza nesse vizinho País.
Lendo o seu texto me lembre que em anos recentes eu e minha esposa sofremos muito com uma separação de familiares, de forma abrupta. O choro e a tristeza foram companheiros constantes dos momentos de solidão. Sempre nos rebelávamos contra aquela situação, embora sempre confiando que Deus é Justo e que deve haver propósito em tudo que nos acontece. O tempo passou e quando já nem cogitávamos do problema, eis que chega a solução bem melhor do que pensávamos. Quando deixamos nas mãos de Deus a solução aparece.
Quando não nos parece haver solução, Deus já tem a solução para nós, desde que paremos de tentar resolver da forma que queremos, por nossa conta e risco.

Como queria mudar minha vida ter vontade de ser feliz,mestre mas tudo cospira ao contrario para mim nada vejo de mundancas faco minhas preces acredito mas sinto que tudo estar do mesmo jeito,suas palavras me acalma me anima,me ajude mestre pois as minhas forcas parecem tao pouca diante da sua.

Como queria mudar minha vida ter vontade de ser feliz,mestre mas tudo cospira ao contrario para mim nada vejo de mundancas faco minhas preces acredito mas sinto que tudo estar do mesmo jeito,suas palavras me acalma me anima,me ajude mestre pois as minhas forcas parecem tao pouca diante da sua.

Salve Deus Mestre, que o Pai te ilumine sempre para ter inspiracoes e escrever textos maravilhosos que nos fazem refletir, e te confesso o quanto tenho mudado depois de ler seus textos
ninfa sol
templo amançuy


É IMPRECIONâNTE COMO TODA VIDA QUE ESTÃO PASSANDO POR UM PROBLEMA , venho aqui nesse sait e lá está exatamente a menssagém q eu estou precisando ! salve deus querido Kazagrade obg por nós auxilia principalmente nós momentos mais difíceis de nossas vidas . era tudo que eu estava precisando ouvir .

Hoje estava me sentindo doente e sobre carregada, a pois está leitura vi que não tenho nada. Obrigada Mestre, Eurico sol

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.