sábado, 1 de junho de 2013

Texto Novo - A SIRENE DO TEMPLO


Temos conhecimento de que os horários precisam ser obedecidos para o Trabalho espiritual, com precisão, uma vez que o Mundo Espiritual age e exige esta precisão para o êxito das manipulações necessárias aos benefícios dos encarnados e desencarnados.

No Plano em que vivemos é comuns o desrespeito aos horários e os atrasos são sempre justificados ou justificáveis; quantas vezes deixamos as pessoas nos esperando, quantas vezes esperamos outras pessoas. Porém, para a espiritualidade isto não é justificável, pois para a realização dos nossos Trabalhos, se deslocam para o plano terrestre, Cortes, Falanges, Legiões, com uso de grande carga energética e isto demanda muito esforço, que não pode ser desperdiçado por atrasos de encarnados que se “distraem”, se detém por questões que poderiam ser resolvidas em outros momentos.

Procure fazer o possível para cumprir os horários dos Trabalhos, conforme determinado na Corrente. Tendo consciência que você já está "EM TRABALHO" desde sua saída de casa para se dirigir ao templo e, esta ciência deve determinar o seu comportamento desde este momento. Da mesma forma que você cumpre o horário na vida material, pois pode sofrer as sanções do patrão ou até mesmo da lei física, assim também deve ser sua atitude no trabalho espiritual!

Lembre-se, quando a sirene toca, temos 15 minutos para nos apresentarmos ou para encerrar o Trabalho.

CÓDIGOS DA SIRENE:

*   1   TOQUE LONGO - Encerramento do Trabalho especial e Retiro.

*  2 TOQUES MÉDIOS - convocação para: Reuniões, Trabalho Especial, Determinados Trabalhos.

*   3 TOQUES - ( 1 curto- 1 médio- 1 longo) - Intercâmbios de Retiro e Abertura de Trabalho Oficial.

*  4 TOQUES - Emergência: reunião de todos os que se acharem no Vale

* TOQUES DE MEIA EM MEIA HORA, das 10:00 horas às 18:00 horas: em caso de desencarne de Mestre.

Considere curto 2 segundos, médio 4 segundos e longo 6 segundos.
Salve Deus!



1 comentários:

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.