TIA NEIVA

TEU PADRÃO VIBRATÓRIO É A TUA SENTENÇA

O CENTURIÃO

Todos os direitos autorais e edições impressas doadas à Doutrina do Amanhecer.

ADJUNTO ANAVO

MESTRE KAZAGRANDE

PÉROLAS DE PAI JOÃO

Todos os direitos autorais e edições impressas doadas à Doutrina do Amanhecer.

MINHA MISSÃO É MEU SACERDÓCIO

EXÍLIO DO JAGUAR - KAZAGRANDE.

domingo, 30 de setembro de 2012

Prece “A Paz”



Por Tia Neiva

Salve Deus!
Meus irmãos e meus Filhos!

Vamos dedicar neste instante à Paz! Que essa busca incessantemente seja por Deus ouvida e bem aproveitada.

Nesse instante, em nome de minha Clarividência, dessa luz que haverás me fez Sacerdotisa, que é a continuação suprema deste Universo, me envolveu em Cristo, meus irmãos e meus filhos.

Quero também dedicar todos os meus dias, minhas horas, e sempre ouvir dizer por essa Clarividência iluminada por Jesus, quero ouvir dizer: Salve Deus!

Meus irmãos, aqui tens a cura do Espírito, aqui tens a cura da tua Alma, a Evolução, a Evolução, a busca do homem da era do século vinte.

Meus irmãos e meus filhos!

Estamos no limiar do Terceiro Milênio e o homem, em sua grandeza, em sua cultura, em sua humildade, em suas dificuldades mesmo de entendimento, não pode se negar a este fenômeno, que é o fenômeno que o Terceiro Milênio nos trará.

A inovação, a evolução, a busca de um Cristo Único, de Jesus Nosso Senhor. Meus Filhos Doutrinadores, se aproximam os nossos últimos dias...

Meus filhos Doutrinadores, com toda a grandeza dessa Sublimação, com toda grandeza dos vossos conhecimentos trazidos de um único coração, da Mãe que se levanta e leva à presença de Jesus.

Não se esqueçam que não somente essa Elevação, não consiste somente da entrega desse planejamento, da invocação, do transportar para outros Planos, depende também do seu coração!

Se preocupe meu filho, com o destino que tomarão esses Espíritos quando elevados por vós outros. Façam suas preces, emane do seu coração esse Ectoplasma perfeito, luminoso, o mesmo que em palavras, caminhos e Amor coloquei em vossas mentes e em vossos corações. Não somente a elevação do Espírito, erguer um Espírito para um outro Plano.

Existe algo mais profundo que vós outros, meus filhos, tereis que fazer, se preocupar com o destino desses irmãozinhos que carinhosamente devolvestes a Deus na Elevação na Linha de Obatalá.

Lembre-se que sob os Poderes de Olorum será perfeitamente registrados e então meus filhos, emane também dos vossos corações o Amor, a preocupação. Faz, meu filho, desta tua Missão o teu Sacerdócio.

Sem Amor, sem a preocupação em teu vizinho, nunca chegarás à Evolução prometida que eu tanto desejo. Eu, a Tua Mãe em Cristo!

Meus filhos, nesta Bendita hora, vamos fazer a chamada dos Mundos Encantados. E como, com toda coragem de um Espírito único, elevei aos vossos pés, e com a grande arrancada os transportei às barreiras de som.

Porque na Faixa Iniciática que vos conduzi, Olorum, o Senhor do Universo Iniciático ouve o teu Obatalá. Ouvirá mais perfeito quando entenderes que a tua Missão é o Teu Sacerdócio.

Salve Deus, Doutrinador!
Salve Deus Doutrinador Jaguar!
                                                                        Tia Neiva

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Um vazio no peito...


Mestre, estou afastado por diversos motivos e sinto um vazio no peito...

Este vazio que sente em seu peito é o amor que sente pela Doutrina e a conseqüente necessidade de sentir que continua contribuindo de forma relevante para a cura de tantos, encarnados e desencanados que estão a espera do amor do Jaguar.

Não sou vidente e muito menos tenho o direito ou capacidade de julgar qualquer pessoa ou situação, porém, como você pediu minha opinião, permita-me dizer tudo que a intuição neste instante aproxima.

Você passou uma importante faixa cármica e espiritual em sua jornada terrestre. Trabalhou muito, dedicou-se com amor e viu todo este trabalho crescer e frutificar. Guarde esta lembrança, acima de todas as outras! Não importa que houveram desentendimentos, desvios por parte de outros envolvidos... Nada disso importa! Você fez sua parte e agora é hora de preencher este vazio que ficou.

Acabou o tempo de descanso, de reflexão... Agora é hora de encontrar-se novamente com a nova missão que vai se apresentar. Desligue-se do passado, das lembranças, das mágoas, da falta de reconhecimento... Tudo isso faz parte da personalidade, da vaidade... É hora de erguer a cabeça e ir preencher este vazio com o amor de tantos espíritos que você ajudou a encaminhar nestes anos e que hoje já estão em condições de poder auxiliar também! Você não tem idéia de quantos fieis e verdadeiros amigos semeou no plano espiritual, eles estão vibrando e pedindo por você, para que retorne com o mesmo entusiasmo e os auxilie a resgatar seus entes queridos que ainda continuam presos nas armadilhas do plano etérico e dentro da falta de esclarecimento e Luz.

Meu irmão! Você é um guerreiro, é um Jaguar! Isso não quer dizer que é hora de ir para guerra, mas sim hora de despertar disciplina espartana e com muita dignidade e humildade, retomar o ânimo que sempre lhe caracterizou.

Em frente meu irmão. Não importa em qual templo, em que posição ou situação. Você é Jaguar, é respeitado nos Planos Espirituais desta maneira e mesmo aqui na Terra não deixará de ser o valente filho de Seta Branca, compromissado e com coragem de cumprir a missão, seja como general ou como o mais simples soldado.

Kazagrande

terça-feira, 25 de setembro de 2012

O caminho do Amanhecer



Pelo Adjunto Oganã, Mestre Farlley Lessa

No passado, por não sabermos amar, matamos, destruímos, e levamos ao acrizolamento, diversos espíritos, que igualmente buscavam o reajuste e o reequilíbrio. Os conduzimos ao caminho da escuridão, das trevas... Tudo pelo nosso desamor, egoísmo, prepotência e abuso de poder! Muitos ainda hoje se encontram em profundas cavernas do submundo etérico. Roma... Antes da vinda do Cristo, do Messias, de Jesus de Nazaré!

Mas Sua vinda não bastou para que todos nós entendêssemos Seus ensinamentos. Em sucessivas encarnações nos negamos seguir o verdadeiro Caminho da Vida, não compreendendo a essência do Sistema Crístico!

Nossa incompreensão não bastou para que o Divino Mestre desistisse de nos. Mesmo considerando outras oportunidades que desprezamos pela dureza de nosso coração guerreiro.

Hoje chegamos à última oportunidade! Chegamos como Missionários do Terceiro Milênio, com o compromisso de realizar a verdadeira caridade, a caridade ao desconhecido, encarnado ou desencarnado.

Temos nas mãos a compreensão pelo perdão e não precisamos mais nos prender à velha estrada do dente por dente, olho por olho. Entendemos que semeando o perdão poderemos aliviar nossas graves faltas do passado e sermos dignos de receber também o mesmo perdão semeado.

A Doutrina do amanhecer é a Doutrina do Amor e do Perdão! É a nova estrada que se apresenta rompendo os viciosos ciclos kármicos e nos permitindo a oportunidade de evoluir pela prática da Lei do Auxílio!

Não é a doutrina do medo, do temor, da revanche, da vingança, da sede de poder. Não é mais a velha estrada palmilhada por mil espíritos, subscrita a mil teorias sem práticas.

É Doutrina livre das superstições e farsas, traçada pelo suor do trabalho incessante e pelo amor de nossos Mentores.

Vamos sentir o carinho do Amanhecer, sem superstição e sem teorias de pensadores. Vamos sentir pela vivência na prática, na execução dos ensinamentos e seus fenômenos extra-sensoriais. No respeito da dor alheia, no carinho dos humildes, no afeto das Ninfas, no progresso e na compreensão de nossa família. Este é o caminho traçado para o homem na Doutrina do Amanhecer: Conduzir espíritos desencarnados que necessitam de perdão, carinho, oportunidade e tratamento espiritual. Conduzir os que deixamos para trás por não sabermos amar.

Pelo Adjunto Oganã, Mestre Farlley Lessa

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Atraindo Luz


Quando vibramos positivamente tudo em nossa vida efetivamente muda, e para melhor!

Existem, em nossa Doutrina, dois ensinamentos fundamentais deixados por Tia Neiva, que parecem sintetizar todo o necessário roteiro de nossa passagem por este plano:

Primeiramente, a conduta doutrinária. Através de nosso comportamento, face ao conhecimento que adquirimos e nosso compromisso como “encaminhadores de espíritos”, encarnados e desencarnados, angariamos condições de manter nossa moral e nos tornarmos verdadeiras luzes, perante uma sociedade carente de exemplos práticos de conduta.

Por vezes torna-se muito distante de nossa realidade pensar em ser como grandes personagens de nossa história, que semearam o bem e foram um exemplo para toda a humanidade, como São Francisco de Assis, por exemplo. Mas torna-se simples pensar que temos o exemplo de um Adjunto, um homem “comum”, com uma vida tão parecida com a de qualquer pessoa “normal”, com os mesmos problemas e sonhos, mas que se conduz de maneira a semear a luz e recordar tudo de bom que temos nas mãos.

Em segundo lugar, apenas por ordem de citação, mas de igual importância, reside o padrão vibratório.

Somos o real reflexo dos nossos pensamentos, palavras e ações! Não há qualquer dúvida que a cada novo dia semeamos e construímos o nosso futuro imediato.

Quando estamos bem, olhando com bons olhos os fatos e pessoas ao nosso redor, tudo parece “conspirar” em nosso favor. E não só parece, é assim mesmo! Nossa mente, nossas palavras e atitudes, moldam o quê vamos atrair.
Ao mergulharmos na sintonia de fazer o bem, de estar disponível para auxiliar, sempre que for solicitado, nos colocamos em condições de sermos ajudados também, e é somente isso que nossos Mentores precisam para poder nos auxiliar de maneira efetiva. Falo isso, não me referindo ao Trabalho Espiritual, mas ao nosso dia a dia. Dentro do Templo deveria ser fácil estar sempre em sintonia, uma vez que nossa obrigação é estar ali mediunizados, mergulhados na Individualidade e totalmente a disposição para servir. Porém, é na vida cotidiana que somos conclamados a atrair para nossa realidade, todo o bem que projetamos aos outros quando estamos “de uniforme”.

Olhe com “bons olhos”! Procure ver no outro o quê ele tem de bom. Procure compreender que quando alguém não está bem, não podemos nos envolver pela energia do outro e perdermos a paciência, baixando nosso padrão ao nível de quem chega. Temos a obrigação de mudar o padrão do outro, de mudar a tônica vibratória do outro e não o contrário!

Os pequenos aborrecimentos, os choques, os encontros e reencontros desagradáveis, e tudo o mais que acontece na vida e que nos “leva para baixo”, devem ser encarados com naturalidade e procurando encontrar o quê de bom pode vir a conduzir. Seja uma necessária mudança de atitude ou mesmo um esforço para ao menos mudar como pensamos.

Colocar-se no lugar de quem não concorda com a gente é outro segredo. Podemos não concordar com a atitude de certas pessoas, mas somente olhando com os “olhos dela” é que podemos compreender. Compreender não é concordar! É entender porque o outro age daquela maneira.

Pensar no bem que queremos e não nos problemas que nos atingem é o melhor caminho sempre. Pensar em problemas, atrai problemas.

No meu trabalho material, atendo milhares de pessoas, que aparecem com os mais diversos problemas e muitos chegam revoltados, sem soluções para o que lhes está acontecendo e procuro sempre “parar tudo” perguntando: Vai resolver? Vai fazer bem para você?

Martirizar-se procurando soluções distantes ou fantasiosas não resolve nada. Ficar revoltado e com raiva, muito menos. Então para quê? Se não resolve e não me faz bem, tenho que mudar de atitude, mudar meus pensamentos. Desprender dos problemas, para dar espaço às soluções que precisam chegar.

Pense nas soluções reais e elas virão. Se não há nada de bom para pensar sobre um assunto, ou sobre uma pessoa, simplesmente mude o canal! Pense em outras pessoas, em outros assuntos. Fuja de tudo que não lhe faz bem e que não é possível solucionar de imediato. Encaremos nossas reais possibilidades e aguardemos a abençoada intuição para resolver tudo, e na hora certa.

Uma dica... Música! As músicas têm um poder incrível sob nossa mente, pois integram nossos sentidos às nossas emoções. Ao iniciar pensamentos improdutivos, experimente procurar uma música que goste, cante um pouco, mude o canal!!! Ajuda muito no dia a dia.

Kazagrande

Atraindo boas pessoas


Semelhante atrai semelhante! Este é um dito popular repleto de uma inata sabedoria.

Já pararam para perceber que quando estamos mal e começamos a reclamar da vida, sempre aparecem outras pessoas reclamando também? Desfiando suas mágoas, frustrações e tristezas... Colocando você ainda mais “para baixo”?

Ao mesmo passo, quando estamos bem e falamos de nossas alegrias e compartilhamos nossas esperanças e projetos, outras pessoas também se aproximam falando de seus sonhos e do quanto desejam também obter coisas boas na vida?

Bem... Parece que voltamos outra vez à tão repetida frase de nossa Mãe Clarividente: Seu padrão vibratório é a sua sentença!

Salve Deus! Meus irmãos e irmãs, tudo em nossas vidas pode ser simplificado por esta pequena frase! Descobrir que todos nossos ensinamentos podem ser traduzidos de forma prática pela realidade de nossa sintonia é algo fantástico e palpável.

Observemos nossos Rituais... Toda a ritualística existente dentro de nossos Trabalhos Espirituais tem como principal objetivo inicial, nos levar a mediunização e ao conseqüente aumento de nossa tônica vibracional, para que “estejamos bem” na hora da realização dos trabalhos.

Aprendemos, deste as primeiras aulas, que devemos deixar de fora do Templo a nossa vida particular... E sabem por quê? Para que nosso foco de atenção seja “os outros”! A verdadeira caridade se dá pelo desprendimento e o esquecimento da personalidade.

No dia a dia, em nossas vidas materiais e sentimentais, também temos que aprender a “ter foco” no que possa ser bom e produtivo, atraindo coisas e pessoas boas, como natural conseqüência de nosso padrão vibracional.

Estando dispostos a ajudar, tendo boa vontade, disposição e abandonando a preguiça, também colocando um sorriso no rosto para saudar amavelmente quem nos encontra, sem dúvidas iremos encontrar o melhor de cada pessoa. Também atrairemos, para perto de nós, pessoas que se sentem bem com nossa presença e, por vezes, dispostas a ajudar.

O “grande amor de sua vida” poderá afastar-se ou aproximar-se de acordo com sua vibração... Muitas Ninfas reclamam que só “aparecem tranqueiras” em suas vidas... Mas como estarão os pensamentos e as vibrações que permitiram estas aproximações?

Muitos Jaguares sentem-se sós e precisando de ajuda, mas acabam atraindo ao seu redor somente mais pessoas com necessidades e reclamações... Será que estão vibrando na solução dos problemas, ou simplesmente remoendo as dificuldades e agravando-as pela sintonia mental em que vivem?

Semelhante atrai semelhante... Voltamos ao princípio! Se você procura um amor, esteja aberto(a) a receber! Sorria, semeie amizades e bons sentimentos e atrairá pessoas com o mesmo desejo. Não fique choramingando para Tiãozinho dar um jeito em sua vida sentimental! Procure ser mais alegre e atrairá pessoas alegres. Mergulhe nas decepções e encontrará outros decepcionados ou aproveitadores!

Se precisar de ajuda, não fique reclamando que tudo vai mal! Fale para você e para os outros que tem confiança que hoje será um grande dia. Que sente (e verdadeiramente sinta) que neste dia tudo vai dar certo! Em algum lugar existe uma pessoa vibrando para encontrar alguém como você: alto astral, com fé e segurança de que tudo é possível. Ninguém vai ajudar ou mesmo dar um emprego para quem vive colocando todo mundo para baixo com seus dramas e problemas. É uma dura realidade, mas é realidade! Você prefere ter ao seu lado alguém “por pena” ou “pela energia positiva” que emana?

É difícil? Será? Será tão complicado levantar um pouco mais cedo para dar tempo de rezar antes de sair de casa? Não é rezar pedindo para Deus resolver seus problemas... Não é ficar pedindo para o Teacher ajudar você a resolver suas dívidas, ou para Tiãozinho arrumar um grande amor! Nada disso!

Você reza para elevar seu padrão vibratório! Para atrair energia positiva e sair de casa com o sorriso de quem sabe que neste dia tudo será possível, que minimamente será melhor que ontem!

Medite em cada termo da sua emissão! Lembre de cada conquista que significa cada frase proferida! Faça a Prece de Sabá e a invocação da Bendita Luz do Reino Central, com elas é impossível “ficar mal” depois.

Olhe para as pessoas com ternura e pense quantos ainda não sabem o quê você sabe a respeito da verdadeira vida! Somos abençoados e só nos falta equilíbrio e vibração para que possamos ser plenamente felizes nesta jornada física.

Agradeça, sorria e comece um novo dia de verdade!

Kazagrande

Interferências


A manipulação de mensagens por parte de um sofredor, ou mesmo por conta de um médium mal formado, pode acarretar em uma dívida cármica de difícil resgate. Influenciar na vida de uma pessoa, em especial, de um paciente, que já chega totalmente fragilizado para o atendimento, implica em tornar-se parte de um processo, que por vezes nós teríamos a missão de sanar e o acabamos agravando.

Este é um assunto muito delicado, pois os médiuns de conduta ilibada podem sentir-se ofendidos. Mas Tia mesmo nos alertava que quanto maior a classificação, maior o risco de uma interferência.

Às vezes as interferências, por parte de um sofredor, podem acontecer sem qualquer sinal perceptível para o médium de incorporação, cabendo exclusivamente ao Doutrinador a responsabilidade de identificar, e com toda gentileza sanar a situação: “Salve Deus Vovó, em Cristo Jesus, podemos dar uma passagem?” Vejam... é simples. Não precisa, e não deve, chocar o Apará. Que, por vezes, sequer sabe do quê se trata. Um Doutrinador não pode trabalhar em dúvida, e uma Entidade de Luz jamais vai ficar “irritada” pelo “excesso de zelo”.

Tanto a Entidade, quanto o Apará, devem sentir-se felizes de saber que ali está um Doutrinador atento, e que não vai trabalhar em dúvida.

E quando a interferência é do Apará? E quando há mistificação?

Infelizmente, existem aqueles que não compreendem a responsabilidade que assumem ao sentar em um Trono para lidar com vidas humanas. Com pessoas que muitas vezes depositam sua última esperança naquele atendimento.

Estes se tornam insensatos, e podem colocar a perder toda sua encarnação, quando deveriam estar tendo a oportunidade de aliviar o seu já pesado carma. Os sintomas deste desvio de missão podem ser percebidos facilmente, mas infelizmente muitos acabam sendo envolvidos por eles, ao invés de ficarem alertas com o quê está se passando.

Começam a “ver coisas” em demasia. A todo instante existe um entidade, uma Amacê, um sofredor... Enxergam a tudo! Mas sem qualquer aplicação prática. Salve Deus! As visões podem acontecer, mas sempre existe um motivo para isso!

Depois começam as “profecias”. Onde tudo que se diz é o quê acontece, bastando para isso olhar a forma como justificam tudo.

Por último vêm os sonhos, onde encarnações inteiras são desvendadas e sempre o “sonhador” é a vítima! Todos são maus e podem estar sujeitos a cobrança dele. Novamente recordamos: uma Entidade de Luz jamais vai te contar qualquer passagem de uma encarnação pregressa sem que tenha um motivo real e extremamente necessário. Você não precisa saber que fulano foi seu primo, irmão, marido, etc... Somente acontecem revelações por parte da Luz, quando é para nosso aperfeiçoamento, e de forma que seja imprescindível e já programada.

Estes três fatores unidos transformam a missão em algo sumamente desprezível: Escravidão de sentimentos!

Manipular as pessoas por conta visões, “sonhos e lembranças” e profecias, é um erro que tem um custo muito alto, pois está se usando a mediunidade para escravizar sentimentos!

Claro, que eventualmente, temos estes conhecimentos, ou vemos alguma coisa, mas se tal se dá, é para sua individualidade. Jamais para se promover!

O médium que chega a esta condição necessita de ajuda urgente! Jamais se podem apoiar suas alucinações, e tão pouco zombar delas. O quê precisa é de orientação, considerando que um dia entrou para esta corrente com o firme propósito de servir ao próximo. Precisa ser alertado, levado a refletir sobre o motivo de tudo isso, se realmente algo de bom está sendo realizado, ou se somente um falso respeito se levanta junto com inveja e dúvida. Precisa compreender que: Da Luz, nada emana por acaso ou sem sentido. Se não há algo de bom acontecendo por conta do “vê” é hora de se perguntar se isso vem da Luz, ou não?!

Nada de caçar bruxas nesta hora, apenas fazer com que cada um reflita acerca de seu papel.

Que este texto possa servir de alerta para não nos envolvermos jamais nos contos de fadas, e sim vivermos a nossa jornada com segurança, fé e razão. Tudo devidamente equilibrado. Perguntando sempre: Isso é útil? Faz bem a quem, e como?

Kazagrande

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Festa Cigana - HOJE 21/09


terça-feira, 18 de setembro de 2012

Existe o impossível?


No decorrer de nossa jornada missionária nos deparamos com soluções que aos olhos comuns seriam ditas como impossíveis. Já testemunhei curas de câncer e outras graves enfermidades, tidas como irreversíveis e inclusive com prazo de vida estipulado; já presenciei reencontros de familiares perdidos há décadas; já vi paralítico andar e cego recuperar a visão.

Mesmo assim, quando o calo que dói está no nosso pé, ficamos preocupados com o “impossível”. Com o quê parece não ter solução, e às vezes, física e materialmente, esta solução não existe mesmo. Mas espiritualmente tudo é possível!

Ontem foi um dia de grandes decisões na minha vida no exílio. Deveria participar de uma reunião com uma pessoa de personalidade muito difícil e que não aceitaria a realidade. Em todas as conversas anteriores a tônica era muito baixa e os olhos da ganância se sobrepunham a qualquer possibilidade de acordo, por mais justo que fosse, ou por mais vantagens que fossem concedidas.

Passei quase dois meses me preparando e assumi que o choque seria inevitável. Não havia solução aparente! Não é possível mudar a personalidade e os pensamentos de uma pessoa envolta em suas próprias energias e cobranças... Não??? Não parecia...

Mas, não existe impossível! O pedido de ajuda de ontem se concretizou com a chegada de forças indescritíveis e minha aura parecia palpável fisicamente. Não conversei com uma pessoa ontem, conversei com seu espírito! E em um breve encontro tudo foi acertado de maneira justa e saímos abraçados, rindo e pensando nos novos caminhos a percorrer! Ninguém do meu convívio pessoal acreditou quando contei. Até minha esposa, que dedicou-se muito em suas orações, ficou muda... “como assim já terminou e tudo bem?” Sim! Terminou tudo bem!

Meus irmãos e irmãs! Obrigado! Tudo é possível de ser preparado primeiramente no espiritual. Podemos projetar nossos objetivos, traçar nossos planos e primeiramente vivencia-los a nível espiritual, restando apenas materializá-los depois!

Obrigado pelas dezenas de e-mails recebidos e pelas milhares de mentes que vibraram em favor desta solução, silenciosamente, anonimamente.

Sem qualquer pretensão, sinto-me neste momento como um Adjunto agraciado pelo amor de seu povo! Tenho muito a agradecer e cumprir, e hoje agradeço ao Pai a presença de vocês em minha vida, na vida desta pequena família exilada! Somente peço que eu possa continuar digno desta missão, que por ora me é confiada.

Um fraterno abraço,
Kazagrande
“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez”.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Pedido de Ajuda – 0 –



Meus Irmãos e Irmãs, Salve Deus!

Neste fim de semana não pude colocar em dia os e-mails e revisar os textos que devo postar. Perdão!!!

Em nossa vida enfrentamos ciclos kármicos que, vez por outra, exigem um foco maior de atenção, e nada mais sensato que redistribuir nosso tempo com a meta de apresentar rapidamente a solução natural exigida.

Porém, nem sempre o Caminho Natural, que se apresenta é simples, pois pode envolver outras pessoas e nossas decisões interferem diretamente na vida delas. A única certeza é que, atendendo aos clamores do espírito e seguindo com naturalidade o rumo traçado, tudo sempre se finaliza da melhor maneira e o reajuste, o reequilíbrio, é inevitavelmente atingido.

Pelo amor ou pela dor... Desta máxima aprendi que sempre é melhor pelo Amor e mesmo que não seja o quê a personalidade deseja, espiritualmente estará tudo certo. Lembremos sempre: “o preço mais barato que se pode pagar por uma cobrança é com dinheiro”.

Assim, venho humildemente pedir a vocês que lembrem deste Jaguar Exilado no dia de hoje! Dia de grandes decisões e que preciso da sabedoria milenar deste povo para reajustar com amor, para trazer o equilíbrio necessário da energia que um dia desajustei por não saber amar. Não importa o quê foi, pois aprendi que de nada adianta questionar o passado longínquo e que o esquecimento das outras encarnações é uma Dádiva Divina. Sei apenas que devo e quero com muito amor trazer o equilíbrio.

Tenho absoluta certeza de que tudo será como deve e que amanhã já poderei retornar a habitual tranquilidade, atendendo a tantos que me escrevem, talvez com problemas iguais aos que tive a experiência de passar, para poder ensinar agora.

Preocupação? Nenhuma! Sei apenas que posso contar com estes que vibram com esta pequena jornada e por isso peço a sintonia unificada para despertar a sabedoria e força do Jaguar. Repito: não se preocupem, pois está tudo, tudo como deveria ser. Esta passagem será ainda mais um relato a ser publicado para trazer a segurança a outros que tiverem de passar pelo mesmo caminho.

Assim, hoje em nossas Preces Iniciáticas, lembrem-se deste irmão mais velho que jamais os esquece!

Um fraterno abraço,
Kazagrande

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Saudades Aluxã



Certa vez escrevi sobre as pessoas que “passam” em nossa vida. Também já falei de efemeridade da grande maioria dos relacionamentos físicos. Hoje, porém, recordemos um pouco dos laços espirituais que nos unem.

Estes dias de grandes batalhas e também de grandes conquistas, em todos os campos de nossa tríplice natureza, recordei com muita saudade de meu Adjunto: Aluxã!

Confesso que escrever “Adjunto” para mim é entrar na acepção correta da palavra. O Adjunto é um pai, amigo, irmão mais velho, guru, exemplo, confidente, e outros adjetivos que estreitam o relacionamento e procuram humanamente definir uma ligação espiritual.

Mário Kioshi, Adjunto Aluxã, era tudo isso para mim! Um Adjunto na verdadeira acepção da palavra!

Sinto a falta de seu riso e brincadeiras, e também de seu comprometimento com a missão e seriedade nos trabalhos. Recordo os momentos das duras confissões e da total segurança na fidelidade. Lembro-me dos momentos em que também pude ser o confidente e ombro amigo.

Não, não estou triste! O tempo da tristeza e dos questionamentos já passou! Resta a energia positiva da lembrança que vibra em seu favor, onde quer que esteja, e a certeza da reciprocidade.

Recordar das pessoas amadas que partiram é algo que devemos aprender a manipular. Não podemos nos entristecer, clamar pela presença, chorar a ausência. Temos que vibrar com saudade, mas com um “sorriso no canto da boca”, uma segurança de que a ligação, quando espiritual, sobrevive, e aumenta nosso laço de acesso mediúnico, como se estivessem asfaltando nosso caminho de volta e colocando placas de sinalização, bastando que, agora, cumpramos nosso roteiro na estrada de terra, da Terra.

A saudade não pode nos trazer dor, afinal somos médiuns conscientes e sabemos que “tudo está certo”. Um aperto no peito, um nó na garganta, não se devem converter em lágrimas tristes, mas sim em um olhar de esperança e em um compromisso de “cumprirmos bem” nosso papel, para merecermos o reencontro, para alcançarmos aquele que já partiu.

O Mário deve estar lá na sua mansão e aqui vou me esforçando para quando chegar minha vez, ver se encontro um lote por perto... Nem precisa ser uma “casa grande”, pode ser uma quitinete mesmo!

Com muita saudade, e um sorriso no canto na boca, registro meu grande amor pelo maior exemplo de cumplicidade, companheirismo e alegria, que tive nesta encarnação: Mestre Mário Kioshi, Adjunto Aluxã!

Kazagrande

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

1.000.000 de Visitas - Apostila para Comandantes Janatã



Estrela Candente e Indução

Salve Deus!
Meus irmãos e irmãs!

Esta pequena jornada no Exílio hoje registra um marco: 1.000.000 de visitas oficiais! É muito para um pequeno trabalho doutrinário dirigido aos médiuns da Doutrina do Amanhecer.

Na verdade, os acessos múltiplos passam de 3.000.000, considerando 4.800 cadastrados que recebem quase diariamente estes humildes escritos, sem a necessidade sequer de acessar ao site.

Foram dois anos de jornada, onde a cada dia peço ao Pai, poder continuar digno da missão que por ora me é confiada.

Em comemoração a este marco, durante esta semana estarei com algumas postagens especiais e totalmente inéditas. Creio que é uma maneira de registar o agradecimento pela vibração de carinho e respeito que recebo a cada dia, nos incontáveis e-mails e dos milhares de seguidores do Facebook, Orkut, Twiter, etc..

Tenho total consciência que qualquer mérito cabe somente aos nossos Mentores, que nos inspiram e emanam estes pequenos escritos. Sem eles nada faria, nada seria! Sou apenas o mais imperfeito instrumento nesta jornada de semear a Luz. Somente pela emanação de nossas Entidades é que se torna possível chegar ao coração de outro irmão/ irmã Jaguar.

Obrigado de coração!

Hoje deixo para vocês um excelente trabalho de autoria do Adjunto Numanto, Mestre Juliano, que preparou a apostila de Comandantes Janatã, devidamente aceitada, elogiada e recomendada pelo próprio Adjunto Janatã. Um trabalho imprescindível para todos que são Comandantes, ou almejam chegar ao Radar do mais importante trabalho espiritual/desobsessivo deste planeta: A Estrela Candente. Também uma leitura quase que obrigatória para todos os Mestres e Ninfas, para total segurança nas realizações dos rituais de Estrela e Indução.

Para baixar gratuitamente basta clicar no link abaixo, sem qualquer restrição ou propaganda.

Havendo dificuldade, solicite pelo e-mail kazagrande!@bolivia.com e enviarei a seguir.

Um fraterno abraço,
Kazagrande

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

O Senhor tem o seu Templo em meu íntimo!


Nossa “convivência tribal” sem dúvida é difícil, e tornar-se ainda mais difícil para os questionadores que ainda não compreendem a essência do elã espiritual que nos une.

Tudo tem um verdadeiro sentido e ninguém chega â Iniciação sem um verdadeiro objetivo espiritual.

São compromissos que assumimos quando nos predispusemos a mais esta jornada neste planeta escola. Tudo foi traçado previamente, com metas claras a serem cumpridas e objetivos determinados por nós mesmos.

O aprendizado para dominarmos nosso orgulho, para compreendermos que sempre existe algo a ser aprendido com qualquer irmão, por mais humilde e sem cultura que possa parecer.

Não posso crer que um verdadeiro missionário seja conduzido para comunidades iluminadas onde todos se respeitam e são felizes! Creio sim, que os verdadeiros missionários estão onde são necessários. Onde precisam ensinar aos menos esclarecidos ou principalmente remover de nosso espírito a chama da vaidade do “tudo saber e nada compreender”. Ninguém é tão pobre espiritualmente que não tenha nada a oferecer e nossos antagonistas são justamente os que mais nos ensinam o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, tão brilhantemente sintetizado por Nosso Pai Seta Branca em Amor, Humildade e Tolerância.

Quando tratamos com a LUZ, temos que considerar que tudo que dela provêm é bom e produtivo. Nada é sem objetivo claro e sem aplicação prática. Tudo o quê foge a nossa imediata realidade, que se apresenta sem que tenha objetivos práticos, ou aplicação prática, pode até ser bom, mas não está sendo direcionado pela LUZ. Muitos de nossos “irmãozinhos” se aproveitam de informações luminosas para confundir aos missionários e desviá-los de seus reais objetivos, pela pureza de suas mentes.

Semeiam as dúvidas e trazem a tona questões improfícuas, que nada vão acrescentar ou alterar produtivamente. A LUZ nunca é revolucionária! Ela é tolerante pela sua essência e conquista esclarecendo sob a égide do conhecimento prático.

A compreensão, a necessidade de aculturamento e a conseqüente modificação interior e exterior vem com o tempo e com prática  diária deste sacerdócio de amor.

Muitos ainda são pessoas embrutecidas pela encarnação que escolheram, mas não podemos ver que espíritos aqueles corpos e personalidades abrigam! Por vezes o grande Rei nasce humilde e sem condições de buscar a educação e cultura para que possa sanar esta mancha de desequilíbrio provocada por ações passadas. A energia jamais se perde, tem que ser manipulada, reequilibrada.

Pai João chega sempre para disciplinar! Aproxima-se de nós nos momentos em que podemos nos perder pelas divagações da mente, mescladas com desejos e ambições. Ambicionar a Luz, o conhecimento, não deixa de ser uma ambição e  muitos se perdem pelo excesso de busca externa, quando a resposta é tão simples: O Senhor tem o seu Templo em meu íntimo!

Kazagrande

Pérola de Pai João (sem data)


Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!(3x)

Filhos queridos do meu coração! Salve Deus!

Sempre que este nêgo véio se faz presente já se espera palavras sobre a Conduta Doutrinária, mas hoje vamos falar de algo igualmente grave: A banalização de nossa Doutrina!

Sim, meus filhos, existem atitudes que extrapolam as normas de conduta que tanto cobro de vocês, chegam ao ponto de banalizar tudo que existe em vossas mãos.

A falta de comprometimento com a grandeza que lhes foi confiada, desmerecendo as armas que carregam e pelas quais vossa Mãe tanto lutou em recuperar. Vocês não são espíritos sem procedências! São Jaguares! Espíritos milenares que, em sua maioria, têm o conhecimento adormecido na individualidade sobre tudo que passa neste e nos outros planos!

Como podem vir ao Templo como se fosse uma obrigação a ser cumprida? Como podem esquecerem-se de nossa presença, de seus Mentores ao lado vocês? As conversas da personalidade estão dominando as áreas do Templo, onde somente a Individualidade deveria predominar. Não falo de suas vidas pessoais, nelas vocês fazem o quê bem entenderem e assumem suas conseqüências como qualquer espírito. Mas aqui no Templo vocês não são o João, ou o José... Usam o nome de seu Ministro, estão lado a lado com Cavaleiros e Guias Missionárias. Vocês nunca se perguntam como ficam seus Mentores diante do comportamento de descaso e das conversas perdidas pelos caminhos do Templo?

Salve Deus! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Não se pode olhar uma Ninfa com os olhos da Terra se vocês estão com suas armas! Desrespeitar uma Ninfa, nem que seja com o olhar, é pedir para que seus Mentores se afastem e os deixem a mercê do próprio Karma.

Não se pode olhar os aspirantes como dependentes de vocês e que ainda nada sabem. Muitos deles sabem muito mais que um instrutor, apenas aguardam o carinho e as instruções iniciais para despertar seu conhecimento adormecido e serem os guias físicos deste Terceiro Sétimo.

Filhos queridos, este nêgo velho não vem puxar a orelha, como vocês costumam dizer, vem apenas trazer a necessidade de abrirem os olhos! Abram os olhos, meus filhos, e enxerguem a grandeza de tudo ao seu redor! Vejam o quanto lhes é confiado e o quanto podem fazer por este planeta inteiro. Existem milhões de espíritos esperando que vocês estejam verdadeiramente mediunizados no cumprimento de suas missões, pois vocês nada fazem quando estão aqui pensando “lá fora”. Está aqui, tem que estar por completo! Tem que manter seus pensamentos no trabalho que está sendo realizado e nada mais. Quando tirarem o uniforme e saírem da área do Templo é que vão voltar a ser o homem do dia a dia.

Pai Seta Branca não pede a ninguém para virar santo, mas pede de coração que ao vestirem seus uniformes e pisarem na área sagrada do Templo, sejam o Jaguar que ele confiou para esta missão e cumpram o juramento que espontaneamente fizeram... Ou alguém aqui foi obrigado a jurar? Jurou, meu filho, agora tem que cumprir! Ou abandone suas armas e nada lhe acontecerá, viverá os caminhos e reajustes que pediu no tempo certo.

Que as palavras deste nêgo velho possam chegar ao espírito que vocês, pois este, seu espírito, é que se comprometeu com esta jornada.

.... Pai João de Enoque (Extraído de gravação sem data)

O Terço de Pai João


O terço fica em frente ao local onde Tia Neiva realizava seus atendimentos, representando também um alerta de Pai João de Enoque, dado à Clarividente em 1958, momento em que se processa a formação de seus fenômenos mediúnicos.

Nesta passagem Pai João deu a ela uma dura “lição de Conduta Doutrinária”. Sua colocação no Templo, e seu enorme tamanho foram para que ela jamais esquecesse a lição recebida. (Chico Xavier conta que certa vez recebeu uma “surra de Bíblia”, Tia Neiva recebeu uma “surra de Terço”).

Tia Neiva contava que Pai João trazia um Terço e não um Rosário, quem levava o Rosário era outra entidade, Pai Nagô.

O “rosário” (Terço de Pai João) também representa uma corrente, com pedras unidas, em que cada uma das contas representa um elemento, formando a Corrente dos Abnegados Pretos Velhos.

Kazagrande

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Furando filas


Uma das piores atitudes de desrespeito doutrinário é “furar fila”.

Infelizmente os médiuns que manifestam esta atitude parecem que realmente não compreendem o quê estão fazendo dentro do Templo.

Um trabalho espiritual é realizado na Individualidade. Sempre repito que somente com uma mediunização perfeita é que encontramos nosso verdadeiro “eu”, nosso espírito, e nos tornamos aptos a desempenhar a caridade construtiva. Construtiva porque vai beneficiar a todos, inclusive ao praticante, que com ela semeia a ruptura de seus próprios círculos kármicos.

Quem tem responsabilidades no Templo, nas escalas, nos comandos, tem a obrigação de chegar primeiro e por isso não existe real necessidade de “furar fila”. Ao saber de seu compromisso, deve entrar chegar com antecedência e posicionar-se de acordo com sua realidade.

Existem situações excepcionais, mas são excepcionais! Não podem virar justificativas permanentes para preguiça ou irresponsabilidades.

Um Adjunto de Povo, deve dar o exemplo e chegar antes, porém ele dispõe da prerrogativa de passar na frente para emitir e acrescentar forças ao Trabalho.

Mestres sem função definida não irão acrescentar em nada passando na frente. Apenas receberão as vibrações dos que estão percebendo sua falta de conduta.

Conduta, hierarquia, respeito... Acima de qualquer preceito está o Evangelho: Amor, HUMILDADE e tolerância.

Passar na frente na realização da Estrela Candente... O trabalho será executado com sua presença no começo ou no fim da fila! A harmonia deve estar acima de qualquer necessidade pessoal ou vaidade. A fila do coroamento deve ser na ordem hierárquica, mas o preço do posicionamento não deve jamais ser a desarmonia. Entre um Arcano e um emplacado a diferença que vemos é somente física, não sabemos quem é quem nos Planos Espirituais. Sua hierarquia espiritual não está no colete, está em seu coração, em seu espírito, em seu Amor, Humildade e Tolerância.

Recordo de um Mestre, que não citarei o nome porque sei que sua humildade não permitiria. Um Rama 2000 antigo (posteriormente consagrado Arcano de forma indiscutível e de aprovação unânime). Este Mestre, do Templo Mãe, viajava muito em missão pelos Templos do Amanhecer (viaja até hoje), mas sempre que estava em Brasília participava da Estrela. Aproveitava ao máximo as oportunidades para se “reabastecer”. Bem, eu sempre o via no fim da fila. Conhecido como era e com as responsabilidade que tinha na Doutrina, ninguém o questionaria ou se desarmonizaria se ele fosse direto para o começo da fila, mas ele insistia em manter-se no final. Logo que ele foi consagrado Arcano, e observando que ele mantinha a mesma atitude, eu lhe perguntei por que não ia na frente junto com os outros Arcanos. Ele me respondeu:

Meu irmão, eu quase sempre aproveito uma oportunidade para vir trabalhar e quase nunca tenho a oportunidade de convidar uma Ninfa. Então, como vim Apona, meu lugar é no final, se conseguir uma Ninfa ainda assim não seria justo passar na frente daqueles que chegaram cedo já acompanhados e que na maioria das vezes já ficam lá de pé esperando o início, para poder passar antes. Além do mais, o trabalho se realiza comigo aqui atrás ou lá na frente, na minha Individualidade o quê vale é o trabalho, não a posição!

Mas agora você é um Arcano, e a fila não é em ordem hierárquica?

Sim, mas todos aqui são Centuriões e representam um Ministro. Quem sou eu para passar na frente do representante de outro Ministro? Ele chegou antes, o lugar é dele. Eu fico aonde eu chegar e vou sem pressa. Pressa não combina com trabalho espiritual. Temos horários, não temos correria!

Nunca esqueci esta lição e deste dia em diante larguei mão de querer exigir um lugar.

Kazagrande