quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Coisas do Passado



Certa vez pediram a um Mestre:

- Mestre, fale do seu passado...

E ele respondeu:

- Meu passado? Não sei! Eu não vivo mais lá!

Meus irmãos e irmãs, não é possível consertar o passado. Ao encarnarmos recebemos o Dom do Esquecimento justamente para não lembrarmos nossas inúmeras faltas e possamos construir um novo futuro. Para que possamos encontrar nossas vítimas, nossos amores e desamores, e vivenciarmos uma nova realidade, de acordo com os princípios que adquirimos e com nossa vontade de “fazer o bem”.

Mesmo depois de encarnados seguimos com a possibilidade de semear um novo futuro.

Não, não podemos consertar o passado e não encarnamos para isso. A consciência despertada nos faz refletir e nos proporciona a oportunidade de semear, em seu solo fértil, a esperança de poder fazer “tudo bem daqui em diante”.

As culpas, as lembranças dos erros, que acontecem independente de nossas intenções, não devem ser regadas para frutificarem com novos desacertos.

Vá dormir e desperte como uma nova pessoa. Olhe para frente, mas vivendo presente no sentido de semear um futuro melhor. Não é isso que falamos para nossos irmãozinhos recebidos nos trabalhos espirituais?

Pare de sofrer com o quê não apresenta solução! Se não existe solução aparente, de nada adiantará sofrer. É melhor seguir em frente e, se houver real necessidade, a solução irá se apresentar no momento correto, não tenha dúvidas quanto a isso. Sempre escutamos “pelo amor ou pela dor”, e é assim mesmo! A escolha é nossa: Seguir sofrendo pelo que não se pode consertar; ou despertar a consciência de que todos têm o maior problema do mundo e cada um sofre na medida em que se permite sofrer.

Não vale a pena sofrer. É necessário olhar para frente e ver suas reais possibilidades. Pare tudo! Mediunize-se e escute seu espírito. Deixe tudo acontecer naturalmente, sem forçar, sem correr atrás e forçar a barra. Tudo foi traçado de maneira a você cumprir todos seus compromissos kármicos e ainda poder ser feliz nesta encarnação. O quê estraga o planejamento e nos faz sofrer, são os nossos “quereres”... Eu quero isso, quero aquilo, quero deste jeito, quero assim... Ao passo que se nos permitimos seguir o caminho que naturalmente se apresenta, tudo seria mais fácil, os reajustes, as dores, iriam passar e poderíamos ser felizes, porque nem o mais endividado dos espíritos é mandado de volta pra a Terra somente para sofrer. Todos chegam com todas as ferramentas para cumprirem o proposto e serem felizes ainda neste plano!

Não olhe para o passado, para as coisas mal resolvidas, pois simplesmente não adianta! Deixe seus “quereres” e siga o Caminho Natural, que foi traçado pelo seu próprio espírito e por seus Mentores, para que possa “regressar ao lar”.

Tudo que já aconteceu estava programado, o problema é que insistimos em nossos desejos e modificamos a maneira como deveria ter passado. Os fatos marcantes iriam passar de qualquer modo, mas nosso comportamento e reação é que nos faz sofrer mais. Faz com que não permitamos compreender e passar pelos reajustes com amor. Temos que ficar “querendo” e acabamos sofrendo, acabamos passando pela dor.

Não, não falo da boca para fora. Já errei e sofri muito nesta vida. Mas um dia despertei e compreendi o quanto vale a pena deixar a vida acontecer com naturalidade. Entendo que existem os reajustes, mas que só sofremos quando nossa incompreensão e “quereres” nos dominam. Não vale a pena insistir em portas que naturalmente se fecharam. Quantas oportunidades perdemos ao ficar presos a uma porta fechada? Quantas portas ao lado se abrem e nem enxergamos, porque em nossa frente está somente o nosso “querer” abrir aquela determinada porta?

Sei que seu espírito vai compreender estas palavras! Sei que ainda voltará a ler estes pequenos escritos e recordar do momento em que decidiu seguir o Caminho Natural.

Kazagrande

4 comentários:

Quanta grandeza nesta escrita! Esse blog é alimento a meu espírito em sua busca! Gratidão meu mestre! Deus o abençõe!

Salve Deus!
Boa licão para quem só fica olhando para traz em vez de prosseguir...

Ainda hoje de minha fiz uma reflexão acerca desse assunto. Deixar tudo correr natural, e o que tiver que ser será. E fiquei radiante quando abro o blog na hora do almoço e me deparo com este texto onde esclarece com sabias palavras esta pratica. Que sintonia, que maravilha , o mestre sempre adivinhando o que seus discípulos precisa ouvir, até parece saber o dia certo e a hora certa de postar cada texto. Salve Deus, mestre que toda a espiritualidade maior lhe cubra de luzes de bençãos e de energias, para que possa sempre ter a condição de ser o porta voz, o elo que transmite as mensagens que todos os jaguares precisa ouvir do mundo espiritual.
Ninfa Lua : Cigana Tagana em Cristo Jesus.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.