quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Furando filas


Uma das piores atitudes de desrespeito doutrinário é “furar fila”.

Infelizmente os médiuns que manifestam esta atitude parecem que realmente não compreendem o quê estão fazendo dentro do Templo.

Um trabalho espiritual é realizado na Individualidade. Sempre repito que somente com uma mediunização perfeita é que encontramos nosso verdadeiro “eu”, nosso espírito, e nos tornamos aptos a desempenhar a caridade construtiva. Construtiva porque vai beneficiar a todos, inclusive ao praticante, que com ela semeia a ruptura de seus próprios círculos kármicos.

Quem tem responsabilidades no Templo, nas escalas, nos comandos, tem a obrigação de chegar primeiro e por isso não existe real necessidade de “furar fila”. Ao saber de seu compromisso, deve entrar chegar com antecedência e posicionar-se de acordo com sua realidade.

Existem situações excepcionais, mas são excepcionais! Não podem virar justificativas permanentes para preguiça ou irresponsabilidades.

Um Adjunto de Povo, deve dar o exemplo e chegar antes, porém ele dispõe da prerrogativa de passar na frente para emitir e acrescentar forças ao Trabalho.

Mestres sem função definida não irão acrescentar em nada passando na frente. Apenas receberão as vibrações dos que estão percebendo sua falta de conduta.

Conduta, hierarquia, respeito... Acima de qualquer preceito está o Evangelho: Amor, HUMILDADE e tolerância.

Passar na frente na realização da Estrela Candente... O trabalho será executado com sua presença no começo ou no fim da fila! A harmonia deve estar acima de qualquer necessidade pessoal ou vaidade. A fila do coroamento deve ser na ordem hierárquica, mas o preço do posicionamento não deve jamais ser a desarmonia. Entre um Arcano e um emplacado a diferença que vemos é somente física, não sabemos quem é quem nos Planos Espirituais. Sua hierarquia espiritual não está no colete, está em seu coração, em seu espírito, em seu Amor, Humildade e Tolerância.

Recordo de um Mestre, que não citarei o nome porque sei que sua humildade não permitiria. Um Rama 2000 antigo (posteriormente consagrado Arcano de forma indiscutível e de aprovação unânime). Este Mestre, do Templo Mãe, viajava muito em missão pelos Templos do Amanhecer (viaja até hoje), mas sempre que estava em Brasília participava da Estrela. Aproveitava ao máximo as oportunidades para se “reabastecer”. Bem, eu sempre o via no fim da fila. Conhecido como era e com as responsabilidade que tinha na Doutrina, ninguém o questionaria ou se desarmonizaria se ele fosse direto para o começo da fila, mas ele insistia em manter-se no final. Logo que ele foi consagrado Arcano, e observando que ele mantinha a mesma atitude, eu lhe perguntei por que não ia na frente junto com os outros Arcanos. Ele me respondeu:

Meu irmão, eu quase sempre aproveito uma oportunidade para vir trabalhar e quase nunca tenho a oportunidade de convidar uma Ninfa. Então, como vim Apona, meu lugar é no final, se conseguir uma Ninfa ainda assim não seria justo passar na frente daqueles que chegaram cedo já acompanhados e que na maioria das vezes já ficam lá de pé esperando o início, para poder passar antes. Além do mais, o trabalho se realiza comigo aqui atrás ou lá na frente, na minha Individualidade o quê vale é o trabalho, não a posição!

Mas agora você é um Arcano, e a fila não é em ordem hierárquica?

Sim, mas todos aqui são Centuriões e representam um Ministro. Quem sou eu para passar na frente do representante de outro Ministro? Ele chegou antes, o lugar é dele. Eu fico aonde eu chegar e vou sem pressa. Pressa não combina com trabalho espiritual. Temos horários, não temos correria!

Nunca esqueci esta lição e deste dia em diante larguei mão de querer exigir um lugar.

Kazagrande

Tags:

10 Responses to “Furando filas”

Anônimo disse...
25 de novembro de 2011 09:55

CONCORDO EM GÊNERO, NÚMERO, GRAU E CIRCUNSTÂNCIA. APRENDI COM AS CANTIGAS INFANTIS A SEGUINTE MELODIA: "QUEM VAI CHEGANDO, VAI FICANDO ATRÁS, MENINO EDUCADO É ASSIM QUE FAZ!" MESTRE MÁRCIO ROBERTO. ADJUNTO AZIDAM. SALVADOR-BA


v_junior disse...
25 de novembro de 2011 11:48

É mestre realmente um valioso encinamento
de Amor ,Tolerancia e Humildade
A VOZ DA RAZÃO......
Sauve Deus!


Anônimo disse...
26 de novembro de 2011 20:09

Espíritos como este são faróis encarnados a nos ajudar a nos orientar em nossas jornadas. Salve Deus!


Anônimo disse...
28 de novembro de 2011 04:51

SALVE DEUS MEU IRMÃO!

SEMPRE ME QUESTIONEI MUITO SOBRE O PROCESSO DE FILAS ONDE ESTAMOS AGUARDANDO EM UM RITUAL E, UM MESTRE CHEGA PELA SUA HIERARQUIA CORTA AQUELA CORRENTE PARA OCUPAR SEU LUGAR, GOSTARIA DE SABER SE A SUA ENTRADA NÃO PROVOCA UMA QUEBRA E, NO CASO SE EXISTE UMA FÓRMULA PARA QUE NEUTRALIZE TUDO ISTO.
UM DIA EM UM TEMPLO ASSISTIR UM COORDENADOR, COLOCANDO O PULSO DIREITO E ESQUERDO UM DE FRENTE PARA O OUTRO E OCUPANDO SEU ESPAÇO. SERÁ QUE ISTO É ALGO QUE LHE FOI PASSADO E, ESQUECIDO PARA O RESTANTE DOS MESTRES (meu teclado não aciona a interrogação, desculpe). CASO SAIBAS DE ALGO, NOS MANDE UM ARTIGO A RESPEITO.


Anônimo disse...
28 de novembro de 2011 09:28

Nós necessitaríamos escutar os mestres que são humildes, para ver se aprendemos ou melhor, sentimos no coração. Pois é uma palavra linda, mas dificil de seguir, como a Tolerância. Hieraquia é bom, mas escutem mais a voz da humildade, tolerância e amor. Salve Deus!

Regina Cláudia
Templo Ogaleiro
Paraíba


Anônimo disse...
28 de novembro de 2011 18:34

Salve Deus que ensinamento heim cada dia aprendo mais e mais , que doutrina maravilhosa Deus Pai Todo Poderoso usa mestres (anjos) para passar grandes ensinamentos .Obrigada por grande perola.
Salve Deus


Reflexões Proibidas disse...
3 de dezembro de 2011 18:02

Sobre a Hierarquia do Mestrado, se por um lado pertencer ao corpo mediúnico do Vale do Amanhecer nos uniu e nos deu orgulho como povo escolhido por Pai Seta Branca, nós que fomos banidos de Capela por sermos a escória do planeta, por outro lado, as reclassificações desenvolveu em nós um orgulho, que cria a falsa impressão que estamos evoluindo espiritualmente por isso, e não pelos hercúleos trabalhos internos de eliminação das mazelas interiores.

No entanto, somos físicos, e a maioria precisa de algo material; vários broches (radares) e a plaquinha de Arcano no colete para que possam professar sua fé. Creio que a Tia tenha permitido a manifestação do físico dessas formalidades para facilitar o trabalho e a organização, mas o ser humano tende sempre a idolatrar o imaterial.


umcaipiraumaviola disse...
14 de dezembro de 2011 21:13

Fura-se filas aqui, neste plano terrestre e quando fizer o retorno descobrirá a duras penas que furar fila é um hábito nada saudável ao espírito.


Anônimo disse...
16 de fevereiro de 2012 06:00

Salve Deus A humildade, a tolerância e amor, mostra a conduta do jaguar. Queria passar primeiro na entrega de energia porque tinha que roda 430 km de volta pra casa e o mestre que passou comigo quis ficar no fim da fila. Esperei calada e contrariada. Assim que saio do lado de fora do templo fui convidada com muito amor para participar da cura, aceite e fiz as 5 curas ,rodei de volta os 430 km debaixo de chuva e chegamos em casa muito bem. E desse acontecimento tirei uma lição, se estamos fazendo a caridade, não temos que marcar hora, vamos para doar, e a espiritualidade e divina, me mostrou sutilmente, que eu estava errada. Salve Deus : Ninfa Lua....


Anônimo disse...
27 de fevereiro de 2012 12:45

Muito lindo a conduta do mestre só q isso é raro aconteçer muito raro geralmente passam na frente msm. Acho q tds deveriam ter uma atitude como a desse mestre.


Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.

RECEBA POR EMAIL

Inscreva seu e-mail e receba todas as publicações do EXÍLIO DO JAGUAR !!!

© 2013 O Exílio do Jaguar. All rights reserved.
Designed by SpicyTricks