Obsessor encarnado

quinta-feira, 20 de março de 2014


Em determinados momentos de nossas vidas temos que tomar a decisão de escolher nossas companhias.

Em nosso círculo de convívio, familiares, amigos, colegas, vizinhos, encontramos pessoas que têm a habilidade de nos colocar para baixo, e que literalmente sugam nossas energias e derrubam nosso padrão vibratório. A maioria destas pessoas atua de forma inconsciente, por uma característica da própria personalidade, e do padrão que carrega, que os impede de absorver as energias disponibilizadas pelas forças da Luz, gerando um desequilíbrio em suas vidas pessoais.

Necessitando da energia, porém, fora da sintonia de equilíbrio, a buscam na fonte mais próxima: você! Médium. Atuando igualzinho a um irmãozinho obsessor desencarnado, que ao aproximar-se, procura baixar seu padrão, de maneira que entre em uma sintonia que permita ser “vampirizado”.

Afastar-se destas pessoas não é uma falta de caridade, mas sim uma necessária preservação de nosso padrão vibratório. Podemos tolerar, mas nunca se envolver nas situações provocadas, pois a desestabilização emocional e energética é certa!

Ao encontra-las, saímos derrubados, enfraquecidos e muitas vezes envolvidos por um padrão vibratório inferior, que poderá levar a atração de obsessores desencarnados também.

Verifiquemos se não temos parte das características abaixo, e eliminemos estes nefastos comportamentos de nossas vidas!

O cobrador: Cobra sempre, de tudo e todos. Cobra porque não ligou, não visitou, não lembrou, em uma tentativa de gerar culpa no cobrado.

O crítico: Critica a tudo e a todos, e somente criticas negativas e destrutivas. Vê a vida somente pelo lado sombrio.

O adulador: é o famoso "puxa-saco". Adula seu ego, cobrindo-lhe de lisonjas e elogios falsos, tentando seduzir pela adulação, levando seu padrão para o orgulho e vaidade.

O reclamador: é aquele tipo que reclama de tudo, de todos, da vida, do governo, do tempo, etc. Opõe-se a tudo, exige, reivindica, protesta sem parar.

O inquiridor: sua língua é uma metralhadora. Dispara perguntas sobre tudo, e não dá tempo para que você responda, pois já dispara mais uma rajada de perguntas.

O lamentador profissional: Passa o tempo chorando suas mazelas. Lamenta-se e faz de tudo para despertar pena. É sempre o coitado, a vítima.

O pegajoso: investe contra as portas da sensualidade e sexualidade, é o verdadeiro mosca-de-padaria. Sempre procurando uma forma de aproximar-se pela sedução.

O falador: fala, absoluto, durante horas, enquanto mantém sua atenção, suga sua energia vital.

O hipocondríaco: cada dia aparece com uma doença nova. Adora colecionar bula de remédios. Desse jeito chama a atenção dos outros, despertando preocupação e cuidados. Descreve os pormenores de seus males e conta seus infindáveis sofrimentos.

O encrenqueiro: para ele, o mundo é um campo de batalha onde as coisas só são resolvidas na base do tapa. Quer que você compre a sua briga, provocando nela um estado raivoso, irado e agressivo.

Todas estas atitudes descritas, não resolvem nossas vidas!

Cobrar, criticar, adular, reclamar, inquirir, lamentar, brigar... A grande pergunta é Resolve??? Se não resolve, porque agir assim? Como já afirmei, a maioria age inconscientemente, mas ao médium consciente não é mais aceitável que entre nestes padrões. Um conselho? Afaste-se de gente assim!

Kazagrande
Share this article :

14 comentários:

  1. Salve Deus. Mestre texto difícil... (Cobrar, criticar, adular, reclamar, inquirir, lamentar, brigar...)... E algum momento de nossas vidas todos nós passamos por alguma semelhança como estas citados pelo mestre, estas são as fraquezas mais freqüentes de um ser humano. Já chegamos à doutrina impregnados por elas, pelo negativismo, pois já havíamos tentado de tudo, e só nós restou a desesperança. Eu diria que busquemos trabalhar com amor, com conduta, para que possamos nos fortalecer e ficarmos livres de tais situações. Ninguém chega pronto na doutrina, todos tem o direito de se moldar, não vamos criticar quem age assim, e nem vamos abandona los a mercê de sua própria ignorância ,quanto chegar ate nós alguém com tais atitudes vamos mostrar com o nosso exemplo . Não vamos cair em suas sintonias e nem abandona los a mercê de suas próprias ignorâncias, vamos estender lhes a mão e deixar que o nosso amor, o amor que temos pelos nossos irmãos de doutrina ,nossos irmãos jaguares chegue ate coração deles plantando a sementinha que os transformara. Salve Deus. Ninfa Lua. Tagana em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir
  2. Meu Estimado irmão, Salve Deus!

    Não é questão de abandoná-los a própria sorte, mas de verificarmos se realmente temos condições de estar ao lado de quem derruba nosso padrão.

    Como você mesmo afirma, meu irmão, não estamos prontos ainda. Todos nós chegamos com alguns destes "defeitos" e vamos nos burilando... Um cego não guia ao outro, portanto, busquemos primeiro estar em condições de ajudar de verdade sem comprometer nosso padrão na sintonia deles.

    Quando estivermos prontos, em condições de identificar e ajudar... Salve Deus! Aí sim é o momento de auxiliar, orientar ou ao menos deixar nossa semente de amor.

    Um fraterno abraço,
    Kazagrande

    ResponderExcluir
  3. Caro irmão Cazagrande,
    gostei muito de sua resposta é ocmo nosso Mestre Jesus disse:Tirar primeiro a trave do teu olho e depois ajuadar seu irmão.
    Salve Deus.
    Cleide ninfa sol ismenia templo mãe

    ResponderExcluir
  4. Me sinto tambem na condição de dar minha contribuição com relação a este texto. Acredito que estamos em processo de reajuste e reoraganização de nossas proprias medidas e atitudes. Existem pessoas que tem condições plenas de seguir suas vidas sem pestanejar, sem reclmar, criticar, cobrar, lamentar, mas sinceramente neste nivel conheco poucas. Infelizmente estamos rodeados de pessoas que ainda não possuem as condições plenas e necessarias de uma vida com um excelente padrão vibratorio em alta. Não cabe aqui nosso julgamento, nossa falta de conduta doutrinari de dizer quem está certo, quem está errado, quem é um ser humano evoluido e quem não é, a doutrina nos auxilia pelo tripé: humildade, tolerancia e amor, então cabe a cada um de nós agir dentro dessa tríade para ajudar a todos. A tia nos deixa isso com muita clareza: Quando temos a missão de enxugar as lagrims dos outros nao temos tempo de secar as nossas. SAlve Deus meus irmo e tudo de bom.

    ResponderExcluir
  5. Salve Deus, sabia colocação.
    ...Amor, tolerância, humildade... Esta é a solução para muitos impasses que encontramos em nosso caminho. Ninfa Lua Tagana.

    ResponderExcluir
  6. Gostaria que fizesse uma matéria sobre almas gêmeas.Porque algumas almas gêmeas não conseguem ficar juntas?

    ResponderExcluir
  7. No começo do texto pensei em minha mãe, depois em minha vó, depois com tantas características sugadoras começei a pensar em todo mundo. Concluo que grande maioria do mundo é assim, pelo menos pessoas que eu conheço. E olhe que eu nem pensei em mim mesma. >.<

    ResponderExcluir
  8. Minha estimada irmã Kariny,
    Salve Deus!

    Na verdade o objetivo do texto é justamente para que olhemos em nós mesmos estas características, afim de poder corrigi-las com a consciência adquirida.

    Um fraterno abraço,
    Kazagrande

    ResponderExcluir
  9. consciência é tudo!

    ResponderExcluir
  10. Acredito que quase todo mundo se enquadra em alguma dessas qualidades negativas, o que vai nos diferenciar disso tudo vai ser o nosso padrão, só assim podemos lhe dar com pessoas que pensam e agem diferente de nós.

    Um Forte Abraço mestre Kazagrande.

    ResponderExcluir
  11. achei o texto mto bom. e em nenhum momento, percebi q nosso irmao kazagrande disse abandonar essas pessoas no sentido de ''te vira'', ou seja, no sentido de falta de tolerancia, pelo contrário.
    todos nós temos um pouco disso q ele falou. algumas pessoas em demasia.
    nesse caso, devemos pensar em nosso padrao vibratorio, sim! a evolução é individual. podemos ajudar sim, mas primeiro precisamos saber se essas pessoas estao dispostas a mudar!
    acabei de passar por uma experiencia como essa. criei amizade com um mestre q vivia reclamando de tudo. vive com dores, principalmente no dorso(nunca tive pbmas com isso) até tirava uma com ele, dizendo q ele era dramático e tal, e q procurasse elevar o padrao. de tanto conviver e ouvir suas lamúrias passei a sentir essas msm dores, e a ter o msm pensamento. hj faz 3 dias q nao tenho mais contato com essa pessoa. decidi me afastar pq estava me prejudicando. voltei ao meu padrao inicial e nao tenho mais akela cara de cansada e de q tudo q acontece é o irmaozinho qrendo atrapalhar minha vida

    ResponderExcluir
  12. Duro mesmo é quando o obsessor em questão é familiar, pai ou filho, e não se pode viver em casa separada. Exaustivo.

    ResponderExcluir
  13. exausta pela convivência com esse obsessor, que no caso é minha mãe e que não posso deixar sua casa pois iria para a prisão por abandono de incapaz. Exausta.

    ResponderExcluir
  14. Duro mesmo é quando o obsessor em questão é familiar, pai ou filho, e não se pode viver em casa separada. Exaustivo.

    ResponderExcluir

Comente com amor! Construa e nâo destrua! Críticas assim serâo sempre bem vindas.

 
Kazagrande : Página no Facebook | Siga pelo Twitter | Também no Celular
Copyright © 2013. O EXÍLIO DO JAGUAR - All Rights Reserved
Tecnologia e Modelo by Kazagrande Templo Anavo do Amanhecer Cochabamba
Bolívia Valle del Amanecer