sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Agradecimento ao Povo de V.Velha



A oportunidade que me foi concedida em comandar o Leito Magnético no Templo Olamor foi muito mais do que eu poderia avaliar! Representou o marco do início do retorno a pátria amada.
A receptividade do povo, do presidente e dos amigos trouxeram, a este coração espartano, a certeza da necessidade de uma convivência direta com meus irmãos e irmãs, que vibram comigo, em todas as partes do Brasil, nesta pequena jornada no exílio e no Exílio do Jaguar.

O marcante encontro com “Tia Rosalba” e a família do saudoso Adjunto Magano, onde pude verificar o carinho com a memória deste Mestre, no memorial criado em sua homenagem, com tantas fotos de um passado que me levou às lágrimas; e com uma emanação de respeito autêntica e repleta de carinho  e amor sincero!

Rever meu compadre Paulo Mairink, e toda esta família, que me acolheu em minhas primeiras visitas ao Espírito Santo, ainda sem a companhia do Adjunto Aluxã, trouxe a certeza da presença de amigos, de irmãos com um elã de ligação espiritual que deve datar de muitos séculos.

Mestre Rafael Colona, mais que amigo, meu irmão!!!

Mestre Lélio e sua Ninfa, com o coração aberto, receberam-me com total dedicação contando a história de suas jornadas e projetos, dando a oportunidade da palestra de Domingo e deixando as portas abertas para novas visitas!

Mestre Leonardo Loubak, que em sua condição de Devas, apresentou-se com total disponibilidade em auxiliar-me.

Mestres e Ninfas de origem Aluxã, que reencontrei depois de tanto tempo...

O carinho de tantos irmãos e irmãs, que vibram com esta pequena jornada, buscando um livro, uma palavra, um aperto de mão... Como descrever a emoção? Não há um pingo de orgulho, eu lhes asseguro, mas sim, uma consciência total da responsabilidade de preservar e ser digno de tudo que recebi.

E, meu “mano novo”, Mestre Juliano Leite, editor do Diário do Jaguar, que, com as lágrimas do reencontro transcendental, abriu as portas da Morada da Barra, para a vibração deste velho irmão exilado. A ele, e aos leitores do Diário do Jaguar, concedi a entrevista que pode ser conferida no link: http://diariodojaguar.blogspot.com/2012/02/entrevista-com-o-adj-anavo-mestre.html

Somente pela união e pela emanação é que se pode aproveitar o potencial físico. Físico (participação), Alma (vibração) e Espírito (trabalho espiritual). Kazagrande

2 comentários:

Kazagrande meu irmão, é mesmo emocionante ler e ver as fotos dessa linda visita a um templo do amanhecer. Lembro-me de fazer visitas missionárias e ter todo carinho e receptividade de irmãos de amor.
É bom saber que podemos somar e que juntos num só pensamento e num só coração, doutrinamos, emanamos e curamos. Graças a Deus!
Espero sim que um dia possa nos agraciar com sua visita aqui em Portugal no templo Albano do Amanhecer em Braga.
Estamos a sua espera, grande abraço desse irmão além mar. Adjunto Albano

Quis a vontade de DEUS que nosso encontro físico viesse a nos fazer sentir as lembranças de um transcendental ainda velado, e queiram vossos mentores que você possa sempre estar visitando mais que Templos, que continue sempre a visitar os nossos corações! Forte abraço, Adj. Numanto, Mestre Juliano (Seu irmão mais novo).

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.