TIA NEIVA

TEU PADRÃO VIBRATÓRIO É A TUA SENTENÇA

O CENTURIÃO

Todos os direitos autorais e edições impressas doadas à Doutrina do Amanhecer.

ADJUNTO ANAVO

MESTRE KAZAGRANDE

PÉROLAS DE PAI JOÃO

Todos os direitos autorais e edições impressas doadas à Doutrina do Amanhecer.

MINHA MISSÃO É MEU SACERDÓCIO

EXÍLIO DO JAGUAR - KAZAGRANDE.

domingo, 26 de junho de 2011

Respondendo Comentários dos Textos


Meus Estimados irmãos e irmãs,
Salve Deus!

Normalmente não respondo os comentários postados diretamente nos textos, deixando este local apenas para experiências compartilhadas e sempre solicitando que enviem qualquer pergunta para o email kazagrande@bolivia.com .

Porém, nos últimos dias houveram vários comentários e hoje reservei um tempo para respondê-los. Postei as respostas diretamente onde foram postados, mas volto a solicitar que enviem perguntas diretamente para o email e que os comentários sejam pertinentes ao texto.

Respondo a todos, sempre! AS vezes posso demorar um pouquinho, devido a grande quantidade, mas invariavelmente não demoro mais que uma semana, pois aos domingo se esforço-me para colocar tudo em dia.

Para os que esperavam as respostas dos comentários postados, podem conferir! Estão todas lá nos textos: Armas e Uniformes, Editorial – Junho de 2011, Fora da Contagem – 1, Novas Perguntas, O Adjunto é Santo?, Sem Vidência!, Sua Guia Missionária e Vou Deixar a Doutrina.

Um fraterno abraço, sempre agradecendo a presença de vocês nesta pequena jornada,

Kazagrande

quinta-feira, 23 de junho de 2011

UM MISSIONÁRIO PODE FALHAR?


Texto de Anderson Augusto - Mestre Lua

Certamente. Podemos constatar isto ao relembrarmos a história do Equitumans, que já eram espíritos de grande “evolução”, receberam corpos físicos quase indestrutíveis e resolveram usar suas forças em benefício próprio, desequilibrando com maior negatividade o ambiente por onde passavam, chegando ao ponto do Simiromba de Deus ter recebido a drástica missão da primeira nave “Estrela Candente”. A perfeição absoluta é qualidade inerente somente a Deus, aos demais estarão disponíveis caminhos para libertação em suas consciências e a opção de atalhos ilusórios na identificação com suas vontades de sempre ganhar.

Até o maior Consagrado a passar por este plano terrestre, o Divino Mestre Jesus, sabia da possibilidade de falhar, enfrentou também as aflições humanas e conseguiu sua vitória por não se deixar levar pelas tentações de dominação ao próximo e sim por tornar-se servo de Deus, demonstrando os passos do amor incondicional.

O plano terreno é abundante em propostas de prazer das sensações físicas e morais. A decisão do equilíbrio dos três reinos da natureza é pessoal, onde cada um receberá conforme seu esforço individual, ainda que chamado à prática do seu conhecimento, por vezes se mantém como portadores de contrariedade ou de negativismo.

Missionários da última hora, alertai! A vaidade será uma sombra a propor seu conforto para que a igualdade seja esquecida; estará mais acesa quando acreditarmos sermos melhor que o menor dos servos. A grandeza não está nos títulos ou conquistas e sim no trabalho dedicado ao próximo, em que estes itens são melhor utilizados, e todo trabalho começa em nós mesmos, pois a freqüência de afinidade sempre existirá. Sejamos merecedores desta mesma freqüência de nossos Mentores Espirituais.

Todo encarnado possui uma missão consigo mesmo, mesmo sem assim saber, já que o Universo único é a junção de todas as consciências. Ao missionário a responsabilidade é maior, pois lhe foram trazidos conhecimentos transcendentais e noções das conseqüências de escolhas sentimentais. Mas Cristo Jesus trouxe os ensinamentos a todos, e sua maior lei, o amor a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, é a Chave.

A busca por sempre ganhar, em contínua prática da autodefesa, de achar-se emanado pela própria força, sem ver Deus Pai todo Poderoso em todas as realizações, é o começo da falha, do afastamento do Deus Único e a aproximação do deus Ego.

Foram muitas nações de muitos deuses, mas os tempos são outros. Akhenaton chegou com uma proposta ousada para época, onde poucos o entediam, pois estavam entregues aos seus desejos individualistas e às suas divindades, que acreditavam atendê-los.

Quando sua mente lhe disser: “eu sou melhor que o outro”, identifique este alerta. O “Ser” não precisa da sensação de “ser melhor” e não recebe nenhuma verdade de estar abaixo de alguém. Como tudo que já é, o “Ser” vai tornando-se uno com o Pai, assim como Cristo Jesus tornou-se. As imagens que vemos, quais não forem espelhos, se tornarão apenas mais um ponto na imensidão do Universo a compartilhar o brilho dos que alcançaram a plenitude da doação na obra geral, como o astro-rei Sol.

Sim, os Equitumans poderiam ter feito mais com suas capacidades em prol dos menores às suas vistas, e assim hoje não precisariam ter deixado e esquecido suas origens. Sempre aprendemos, até com as nossas falhas de outros tempos. Salve Deus!

Anderson Augusto - Mestre Lua

Festa Cigana en Icó - CE / Templo Oremano


Festa Cigana do Povo Oremano - Icó-CE  // Publicado a pedido do Mestre Adil

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Um dia na vida do Exilado

(postagem de 8 de agosto de 2010) - Leiam o editorial de hoje 20/06/2011 para compreender o porquê.


Acordei exatamente às 5h55. Fantástico este meu relógio biológico! Sempre desperto uns minutos antes do alarme soar.

Pulo da cama, banheiro e Aledá. Emissão e Canto, agradecimentos, pedidos a Pai João, proteção do Cavaleiro e de minha Mãe Yemanjá.

Tomei um café e criei coragem para olhar a pia da cozinha, na noite anterior havia despejado um litro de ácido para ver se desentupia. Nada! Do mesmo jeito e agora sem poder mexer por conta do ácido.

Pensei no trabalho parado, nos posts do blog, no aluguel que vencia e a grana não estava completa. Respirei fundo e senti que deveria concentrar-me no que havia começado antes, ou seja, a pia da cozinha.

As maravilhosas construções bolivianas têm um sistema de tubulação que somente pode ser decifrado por quem a constrói. Deve ser uma técnica do período pré-incaico. O pedreiro deve estar exatamente com a mesma quantidade de folhas de coca na boca para poder lembrar-se do que fez ali!

Resolvi usar minhas energias desconhecidas para poder entender o “circuito”. Mas não deu muito certo... Tive que abrir as inúmeras caixas de piso do condomínio para ir “testando”.

Às 9 da manhã desisti dos ferros e pedaços e fio, e me recompus, dentro do possível, para ir comprar uma mangueira maior.

Fui de ônibus para economizar, comprei tudo o que precisava e às 10 horas já estava “virado no que é aquilo”, todo imundo, fedido, mas feliz por estar dando certo o serviço. Aproveitei para limpar todas as outras caixas dos outros apartamentos, afinal já tinha aberto todas as pesadas tampas, não me custaria mais que algum tempinho, e quando já se sabe o que fazer é mais fácil. Exatamente quando estava mais imundo e feliz, chegou a dona do condomínio... Pensei: “Putz! O aluguel!”, tinha que ir receber a grana que faltava para paga-la.

Quando ela chegou e viu o que eu estava fazendo, ficou uns 20 minutos ali parada me elogiando. Chamou minha esposa para repetir os elogios e tudo! Eu ali... Todo sujo, não era nem sombra do diretor de TV de algum tempo atrás, mas sinceramente não me senti humilhado. A senhoria aproveitou para pedir se eu não poderia fazer outras manutenções dentro do condomínio, que há tempos buscava alguém responsável para fazer, etc, etc.

Lembrei das coisas que tinha para fazer, do dinheiro do aluguel, do blog, dos emails acumulados, de uma visita a um cliente, de um laptop prometido para o dia seguinte... Mas para mim dizer não, eu realmente tenho que sentir que não posso ou não devo, e naquele momento acreditei que poderia fazer.

Foram portas fora de esquadro, torneiras, chuveiros e até uma revisão elétrica geral, que realmente estava perigosa.

Terminei tudo por volta das dez da noite. Pregado! Tomei um banho, postei um “artigo de reserva” no blog (sempre tenho alguns para uma emergência) e pensava em desmaiar na cama, sentindo que no dia seguinte o corpo iria cobrar o preço por sair tão bruscamente do sedentarismo. Neste momento batem na minha porta e eu não pude evitar pensar: “Pronto! Deve ser a dona! Se ela gostou vai pedir mais, se não gostou ainda vai reclamar depois de toda minha boa vontade”.

- Senhor, minha mãe pediu para lhe trazer isso.

Era a filha da dona com um recibo na mão! Ai meu Deus, ainda vou ter que me desculpar e pedir para esperar eu pagar o aluguel depois.

- Hoje não saí para sacar o dinheiro...

Ela riu e disse:

- Não senhor, este é o recibo do mês. Minha mãe espera que seja o suficiente pelo seu trabalho de hoje, mas se não for, é só dizer a diferença.

Salve Deus!

Assim as coisas fluem. Quando estamos abertos a receber com amor nossos reajustes. Nada chega até nós por acaso! As situações difíceis, as cobranças, aquilo que podemos julgar humilhante, tudo faz parte de um bendito processo de reequilíbrio, que, se conseguimos superar, recebemos a dádiva da segurança nos três planos. Estaremos equilibrados espiritualmente, emocionalmente e materialmente.

Todas nossas dificuldades naturais, aquelas que não surgem pelo que criamos ou fazemos de errado, têm uma origem de manipulação natural, e se bem nos conduzimos, tudo acaba bem, de acordo com o quê fazemos por merecer.

Podem considerar uma maneira um tanto simplória de ver as coisas, mas é exatamente na simplicidade de nosso dia a dia que cumprimos a jornada, que identificamos as felizes oportunidades. Dias assim, que pareceriam, para uma pessoa “normal”, um desastre (exceto pelo final), na verdade têm sido cada vez mais freqüentes. Senti que deveria de vez em quando compartilhar algo meu, coisas comuns que todos nós passamos. Pois aprendi a ver, também no dia a dia, uma forma de aprender a me conduzir, e sinto que para muitos falta apenas a reflexão sobre o lado positivo de tudo, para que as coisas fluam e dêem certo em suas vidas.

Kazagrande

terça-feira, 7 de junho de 2011

Novas Perguntas


Videntes – Linhas Orientais – Nomes – Mantras de Luz da Iniciação – Linhas de Falange

O médium vidente pode ver as energias circulando nos pontos de força do Vale do Amanhecer?

Sou muito suspeito para falar de videntes. Aprendi que, somente nos é revelada alguma coisa (pela Luz- bem entendido), se houver uma serventia. “Ver” energias, naves, passado e futuro, encarnações... Salve Deus! Só acredito se houver um motivo produtivo e que jamais escravize sentimentos. Não digo que não existam videntes, mas a maioria colhem frutos da vaidade. Se eu ver alguma coisa, saberei que foi revelado para mim e não para ficar falando aos outros e me envaidecendo da “visão”.

Sou aspirante e recebi por intuição o nome da preta velha, caboclo e médico de cura, entretanto, não consigo me desvencilhar da idéia de animismo. Não sinto segura para o emplacamento; o que devo fazer?

Não se preocupe com nomes... Seu Mentor lhe atenderá se chamá-lo de João ou José. Para um espírito de Luz, usando uma roupagem, o nome é apenas um pequeno detalhe. A segurança somente virá com a prática dos trabalhos espirituais, e depois de emplacada, terá um bom tempo para decidir se prepara-se para a Iniciação, ou se ainda espera mais um tempo para assumir e registrar seu compromisso espiritual.

O que são linhas de falange?

Linhas de falange são a origem que segue a roupagem de uma determinada falange. Esta roupagem é que determina características fundamentais de atuação de cada grupo espiritual.

A falange do oriente é importante para o Vale do Amanhecer? Que energias são trabalhadas por esta falange?

Sim, temos uma linha oriental atuante, presente e de suma importância em nossos trabalhos. As energias manipuladas nesta linha são as mais diversas. Não existe “exclusividade” no plano espiritual. Por exemplo, a energias de cura física são amplamente manipuladas pela linha oriental, mas também fazem parte do Povo da Águas, Falange do Dr. Ralph, etc...

Quais são os sete Mantras de Luz?

Os Sete Mantras de Luz que temos a nossa disposição, ao realizarmos a Iniciação, são:

DHARMA OXINTO: O Padrinho ou Madrinha apresenta o neófito: “Tenho ordem divina para te colocar a Caminho de Deus”. Este Mantra abre as portas dos Mundos Encantados.

DAMO: Recebe o sal e perfume, simbolizando o contato com a Individualidade e permitindo que seu próprio espírito seja o agente desta Iniciaçao, sem as impurezas do físico.

GUMA: Recartilhagem – Primeira revista.

EVO: A entrega total para o Início da Missão. Também é o momento de preparar o escudo, confirmar sua decisão e verificar sua capacidade mediunização.

JANÁANA: A recepção por Pai Seta Branca.

MUDRA: A abertura dos chakras para maior possibilidade contato com o mundo espiritual.

EUTENASIA: Participação com os Mundos Encantados dos Himalaias. Último retoque dos pequenos Mestres.

Cada um destes passos é chamado de Mantra, pois a cada passagem você estará, ou não, presente e em sintonia na Individualidade. Estando em condições e em sintonia, a cada passo aumenta a “força” de sua Iniciação e passa a ter mais possibilidades de manipulação energética. É o verdadeiro preparo do seu plexo.

Kazagrande

sábado, 4 de junho de 2011

Sugestão para o Pequeno Pajé e Jovens Devas


No mês de Outubro celebra-se o Dia das Crianças, a Consagração de Adjuntos, O aniversário de Tia Neiva e ainda lembramos o 4 de outubro, dia de São Francisco de Assis.

Estes dias encontrei uma bonita peça teatral que deixo como sugestão para ser encenada por ocasião das festividades do referido mês. Que tal?

Existe a participação de várias crianças e nossos jovens Filhos de Devas, adolescentes em desenvolvimento, poderiam unir-se ao Pequeno Pajé em uma bela e motivadora apresentação!

Deixo a sugestão e o peça para baixar no seguinte endereço:


Um fraterno abraço,
Kazagrande