segunda-feira, 15 de outubro de 2012

O Paciente na Junção


A Junção é um trabalho Iniciático, de poderosíssima força Luz e só podem passar neste trabalho, pacientes devidamente recomendados.

Seu poder é tão grande que pode realizar a libertação de elítrios!

Aí vem a pergunta: mas se pode até libertar elítrio, todos não deveriam passar por lá?

Salve Deus! Um elítrio é agregado ao ser encarnado pela necessidade de reajuste. Muitas vezes a encarnação da pessoa é totalmente embasada no reajuste com estes elítrios. Se forem libertados antes da hora, podem até mesmo tirar o sentido da encarnação da pessoa e ela desencarnar! (sob a responsabilidade do incauto que recomendou o trabalho por conta própria).

As libertações ocorrem pelo poder da Cura Luminosa ali manifestada, e não em um atendimento particular, como ocorre na Cura. O poder Iniciático se manifesta recebendo a tônica do magnético dos mantras emitidos pelos Doutrinadores e Doutrinadoras, impregnados do necessário ectoplasma.

O controle espiritual é realizado no conjunto e não de maneira individual, por isso o risco de uma libertação extemporânea.

Antes de descrever o paciente dentro da Junção, lembremos que determinados espíritos das sombras podem aprisionar elítrios, removidos fora das bênçãos Divinas (em outras manipulações energéticas de outras correntes igualmente efetivas), e usá-los em trabalhos de magia negra, prendendo à aura de encarnados para sugarem suas energias. Assim a Junção é eficaz não somente para o elítrio cobrador pessoal do paciente, mas também para os que indevidamente estão sendo utilizados para o mal.

O paciente ao entrar no Castelo da Junção, sente o clima favorável de imediato. Ele já passou pelos Tronos e na maioria das vezes pela Cura (digo na maioria porque nada impede de que uma Entidade recomende que o paciente passe apenas pela Junção, sem a necessidade de passar pela Cura antes), e assim está tranquilo e cheio de esperanças.

Encontra-se com a luz tênue e logo passa a sentir a emanação impregnante dos mantras que vão sendo emitidos.

Recebe os passes magnéticos como se estivesse recebendo uma benção de valor incalculável. Está susceptível a tudo que passa ao seu redor, por isso o cuidado na hora dos passes, evitando gestos bruscos e toques além do necessário. Os mantras são a base de todo o trabalho, por isso, ao ingressar no trabalho o médium tem que realmente emitir (cantar).

Quando ocorre uma libertação, o paciente sente de imediato um vazio na área que era afetada. Por vezes pode achar que está com fome ou mesmo que aconteceu algo muito estranho (ele poderia já estará acostumado com a situação). De qualquer maneira, sempre sairá melhor do que entrou. Se houver alguma manifestação negativa, por parte do paciente ao sair da Junção, ele deverá ser abordado e esclarecido. Não tem como sair “passando mal dali”, é realmente algo psicológico. É necessário mostrar para ele a grandeza que está se passando desde sua chegada e levantar seu padrão vibratório para que continue a ser beneficiado.

Kazagrande

2 comentários:

salve deus sou de itabuna tenho uma duvida em relaçao ao mantra quantas vazes devemos emantra o mantra por completo na junçao.salve deus

salve deus os mestre tbm reseben as energias na junçao.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.