quinta-feira, 7 de julho de 2011

Globo Repórter


Não sou a favor de divulgar reportagens que ainda desconheço o teor, porém o Vale do Amanhecer deverá ser citado na reportagem de amanhã (hoje), sexta-feira 8 de julho no Globo Repórter.

A chamada para o programa é, como sempre, sensacionalista, mas creio que devemos conferir qual o enfoque que darão à nossa Doutrina, em um tema que gera tantas crendices.

Segue abaixo a chamadinha do programa.


Globo Repórter investiga se é possível prever o futuro

Nesta sexta (8), o Globo Repórter investiga se é possível prever o futuro,  um assunto que mexe com a cabeça das pessoas. Qual  é a diferença entre previsão e adivinhação? Será que a astrologia pode mesmo explicar como o movimento dos astros determina nossos destinos? É verdade que a combinação de letras e números pode influir na vida de uma criança? E quais são os segredos da cabala?

8 comentários:

SALVE DEUS!GOSTO MUITO DO SEU BLOG, SEUS ACERVOS são muito ultil para o desenvolvimento dessa corrente. SEI QUE VC NÃO É A FAVAVOR DESSA REPORTAGEM, POIS NO VEU VER, UMA REPORTAGEM QUE ELEVA A DOUTRINA DO AMANHECER A TODO O BRASIL UMA POSITIVIDADE SERIA BOM. NOSSA NÃE FALA QUE OS PEQUENOS PAJE SERIA OS GRANDES MESTRE QUE VAI CONDIZIRAR A DOUTRINA, LEVANDO A DIVULVAÇÃO QUE NOSSO PAI MERECE.
VAMOS ESPERAR PARA VER O TEMA DA REPORTAGEM.
SALVE DEUS!

e eu vi a chamada," sera que podemos ver o futuro " este e o tema, penso que sera algo de grande importancia para a doutrina tirar mitos e fanatismos.

A reportagem foi ótima para a doutrina, o mestre que deu a entrevista, o neto de nossa querida mãezinha Tia Neiva, falou a verdade que o Brasil precisava ouvir, falou muito bem, que o futuro somos nos que construímos apartir, de como resolvemos os nossos compromissos karmicos. Que esta é uma doutrina onde buscamos praticar o amor, onde se foca somente seguir Jesus.
Mostrou sutilmente que na doutrina aprendemos a amar, a ser luz, verdade e amor, e fez entender que o misticismo só existe na mente dos que ainda não entenderam seus compromissos karmicos aqui nesta terra. Foi tanta energia, tanta seriedade e tão lindo, que na minha casa estávamos vendo a reportagem seis pessoas, eu e meu sobrinho somos da doutrina, e as outras quatro pessoas não. Quando mostrou os mestres e as ninfas, e a energia que circulava na estrela, falaram (nisto ai, eu acredito só de ver agente sente a paz e a tranqüilidade que tem este lugar.). É como eu já ouvi de um texto onde pai João falava (até mesmo os meios de comunicação moderno desta era tem a capacidade de transmitir e espalhar a energia.) e todos na sala fizeram um silêncio absoluto como se estivessem inebriados recendo algo. E assim que acabou a reportagem uma das minhas irmãs disse quero ir neste lugar um dia. Salve Deus, nem todo mal e mal, muitas vezes as pessoas vem até nós com a intenção de criticar de destruir, e acabam levando de nos sementes de amor que se espalham por quilômetros sem fim. Salve Deus.

Esperei e fui obrigada a assistir outros temas (por sinal o desenrolar da matéria foi muito confuso) antes da tomada sobre o "Vale do Amanhecer", que de início o repórter foi logo dizendo: "estamos em um lugar que parece mais um Teatro...é o Vale do Amanhecer e fica em Brasília que nasceu praticamente junto com a construção da cidade em 1959 pela necessidade da Clarividente Tia Neiva como é conhecida a criadora, de explicar visões que tinha. Ela veio de uma família católica, foi espírita e tal..." Bem, imaginei que a reportagem iria dizer o que é o Vale do Amanhecer...talvez falasse nos Oráculos e em como uma junção de forças manipuladas pelo próprio ser humano juntamente com a ajuda e permissão da Espiritualidade pode mudar a vida deste Ser para melhor e amenizar sua trajetória neste Mundo.Infelizmente foi muito superficial e acho que os leigos sobre o assunto continuaram leigos.Na minha opinião acho que o desenvolvimento da reportagem deixou a desejar, não esclareceu nada e confundiu as idéias de muita...muita gente. Mas, livre é o arbítrio de cada ser humano. E ainda bem que o é! Salve Deus!

Sinto muito , mas sinceramente não ouvi em nenhuma parte citarem :" estamos em um lugar que parece mais um teatro ..." , o que ouvi foi dizerem que estamos em um lugar que parece mais cenário de filme ;fui atras da reportagem e não achei argumentos que comprovassem o que foi dito no comentário acima . Não sei se alguma parte foi retirada mas aqui esta o link : http://g1.globo.com/globo-reporter/noticia/2011/07/ciganas-desvendam-o-futuro-no-jogo-de-cartas-e-na-leitura-das-maos.html . E concordo com vc na parte em que diz que a reportagem não foi tão desenvolvida e as vezes penso que assim pode ser melhor ,o importante é que sabemos a razão de segui la e crermos nela !
Salve Deus a todos !!!

Talvez não tenham percebido, mas o referido Globo Reporter foi com o propósito de divulgar os temas abordados na releitura da novela "O Astro". Essa obra global foi ao ar na semana seguinte a apresentação do programa.
Quanto a parte que mostrou o nosso querido Vale do Amanhecer, nada me pareceu comprometer, denegrir, etc. O Jairo Jr. falou com muita propriedade, sem delongas!
Abraço e Salve Deus!

Não gostei da reportagem, foi mto superficial a nossa doutrina é muito mais do que simples minutos editados de toda forma em um programa sensacionalista e movidO por interesses. Endosso as palavras de joaquim o programa foi para a promoção na novela o "Astro". Não gostei da parte que ele falou "estamos em um lugar que parece mais um teatro"; nossas indumentárias são importantissimas e foram desenvolvidas nao para serem fantasias belas, cada elemento tem sua função que só nós mediuns sabemos, detestei como a reportagem pregou, o que para nós é importante eles compararam a uma ficção olhando por esse angulo, seria uma comparaçao de nossa a ficção? então, seria nossa doutrina ficção? logico que nao meus amigos, nós bem sabemos de sua importancia. e nós devemos desmistificar tudo que é exposto na midia a nosso irmãos ainda leigos.
Um abraço a todos!
SALVE DEUS!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.