sábado, 28 de novembro de 2015

Os Fanáticos


Embora não se deva considerar nossa Doutrina como uma religião (o correto é uma Ciência Espiritual), temos muitas características comuns com as correntes exclusivamente religiosas. Uma das tristes características, que também permeia em nosso meio, é a presença de fanáticos.

Dentre as diversas maneiras como estes se apresentam, podemos identificar algumas de forma bem clara:

Fanático cobrador: Para este, tudo é cobrança! Todos ao seu redor são cobradores e quando ele mesmo faz alguma besteira é porque também está cobrando. Prende-se à concepção dos reajustes e esquece de viver sua vida com naturalidade. Não é muito chegado ao trabalho espiritual, pois sempre tem alguma desculpa de estar passando por uma nova cobrança que lhe impede de chegar ao Templo.

Fanático internado: Vive dentro do Templo chorando as mágoas. Desempregado, com problemas familiares e desajustes sociais. “Interna-se” no Templo crendo que tem que trabalhar o tempo todo para a “vida melhorar”. Com isso, não procura emprego e não dá atenção à família, agravando a cada dia seus problemas.

Fanático Egoísta: Crê que através dos trabalhos espirituais a vida vai melhorar... Vai ao Templo, mas não para se doar, e sim para “tratar dos próprios problemas”. Está sempre de uniforme. Se é Doutrinador, monopoliza a Entidade e quase não atende nenhum paciente. Consulta a Entidade antes e depois dos pacientes por um tempo interminável. Se não fica satisfeito com o quê ouviu, sai em busca de outro Apará para “confirmar as mensagens”. Quando é Apará, encerra antes seus trabalhos para poder consultar com as Entidades dos outros, sempre passando com paciente.

Fanático Profeta e Visionário: Este “vê” tudo! Explica tudo ao seu redor com aquilo que “vê”. Sabe das encarnações de todos e sempre são seus cobradores. Está em constante contato com os Capelinos e volta e meia lhe pergunta: “Você não vi? Viu, né? Olha só! Acabou de passar por aqui!” Afirmações sempre sem qualquer utilidade, onde para desmascarar a ilusão, basta perguntar intimamente: para que me serve isso? Lembremos que da Luz nada é inútil ou alimenta vaidades.

Fanático Desagregador: O mais perigoso deles! O verdadeiro fanático! Este se aferroa a determinadas frases de alguma Carta ou Mensagem, retirando-as de um contexto e decretando que aquela é a verdade absoluta. Toma “partidos”, e quem ele apóia é abençoado por Pai Seta Branca, enquanto o outro é o próprio diabo. Por onde passa expressa suas idéias distorcidas e semeia mais desunião, levando outros médiuns a baixar seus padrões vibratórios e vibrar negativamente contra quem sequer conheceu. Vive de “suas próprias verdades”, é parcial e nunca vê nada de bom em quem julga seu inimigo. Sim, ele tem inimigos e semeia a cada dia mais desafetos. Mergulha em sue orgulho e sonha ser reconhecido por seu “apoio incondicional” a qualquer facção que escolha. O verdadeiro esquerdista doutrinário, sempre contestando, alegando que leva a bandeira do esclarecimento, quando na verdade deseja apenas aparecer.

Meus irmãos, é necessária extrema tolerância com estes irmãos ainda sem esclarecimento. São fanáticos! De nada adianta tentar explicar ou mostrar uma nova visão dos fatos. Temos que nos afastar e deixar que o tempo, senhor de todas as verdades e de todos os destinos, cumpra seu papel e os leve ao esclarecimento face à inegável verdade da Luz.

O importante é jamais envolver-se em suas vibrações e permitir que você ingresse em uma poderosa corrente negativa de falta de esclarecimento.

Kazagrande

9 comentários:

Salve Deus Mestre!!! Que Jesus, o Grande Mestre, sempre te ilumine!!!
Fica com Deus!!!

Salve Deus!
Segundo a wikipedia, fanatismo é: "O estado psicológico de fervor excessivo, irracional e persistente por qualquer coisa ou tema, historicamente associado a motivações de natureza religiosa ou política. É extremamente freqüente em paranóides, cuja apaixonada adesão a uma causa pode avizinhar-se do delírio.
Em Psicologia, os fanáticos são descritos como indivíduos dotados das seguintes características:
1. Agressividade; 2. Preconceitos vários; 3. Estreiteza mental; 4. Extrema credulidade quanto ao próprio sistema, com incredulidade total quanto a sistemas contrários; 5. Ódio; 6. Sistema subjetivo de valores; 7. Intenso individualismo; 8. Demóra excessivamente prolongada em determinada situação/circunstância.
O apego e cultivo, mesmo quando desmesurado, por determinados gostos e práticas (como costuma ocorrer com colecionadores de selos, revistas, etc) não configura, necessariamente, fanatismo. Para tanto, faz-se preciso que a conduta da pessoa seja marcada pelo radicalismo e por absoluta intolerância para com todos os que não compartilhem suas predileções.

De um modo geral, o fanático tem uma visão-de-mundo maniqueísta, cultivando a dicotomia bem/mal, onde o mal reside naquilo e naqueles que contrariam seu modo de pensar, levando-o a adotar condutas irracionais e agressivas que podem, inclusive, chegar a extremos perigosos, como o recurso à violência para impor seu ponto de vista.

Tradicionalmente, o fanatismo aparece associado a temas de natureza religiosa ou política, porém, mais recentemente, ele se tem mostrado também em outros cenários, como os das torcidas de futebol."

Abraço Fraterno - Walton
Adj. Arantos

Irmãos, o que podemos perceber claramente ao ler os expostos acima é que o fanático além de idéias obsessivas tem pouca tolerância.

Então, devemos como jaguares e mestres do evangelho vivo buscar sempre em nossa consciência além do obvio que é a tolerância, é compreender que:

A doutrina é de jesus mas o trabalho é feito por homens e mulheres em conjunto, cada um em uma faixa de evolução diferente, com costumes religiosos de bases diferentes, ensino, classes sociais e aptidões e capacidades de aprendizado distintas e o resultado obvio desta mistura é que sempre haverá discordâncias de idéias e discrepâncias de informações.

Se não formos tolerantes e humildes, certamente nascerá em todos nós, características fanáticas ou obsessivas, daí podemos ver sentido quando alguem dizer: "Orai e vigiai"

Mas o principal que temos de ter em mente é: Todos somos voluntários, todos recebemos um convite de uma entidade que viu em nós jaguares verdadeiros ou pacientes que precisam de um tempo na doutrina para se desenvolver para serem curados das suas obsessões e quem sabe, pela misericórdia de Jesus, passar a curar outros aliviando seus karmas.

Desta forma todos, sem distinção, precisam ser tratados com respeito, carinho e compreensão, o verdadeiro amor incondicional, principalmente se você identificar em si mesmo ou em outro, traços de fanatismo, procure fazer o que aprendemos: Emane com amor, procure perdoar a si mesmo e principalmente aos outros que aos seus olhos possam lhe parecer padecer destas obsessões fanáticas, e entenda, estamos todos em evolução e entre encarnados, ninguém é melhor ou pior que ningúem, o dia que percebermos que todos somos iguais, será o sinal que evoluimos, ai neste dia não haverá, católicos, protestantes, macumbeiros, petistas, tucanatos, atleticanos, pretos, brancos, gremistas, indios, civilizados, homossexuais, heteros, paraibas, baianos, gringos, extremistas, terroristas, burros, inteligentes, ricos, pobres, e umas outras centenas de "istas"

Pense bem! neste dia quando você evoluir, haverá apenas um tipo de gente no mundo "Irmãos"

Um dos sinais também de pouca evolução é falar demais, assim como falei acima, sinal claro que ainda há muito a percorrer nesta jornada, para um dia quem sabe evoluir.

As palavras são necessárias hoje, mas penso que quando jesus nos levar daqui, as palavras não serão mais necessárias e ele falará o ultimo discurso em palavras que deverá ser algo mais ou menos assim:

Meus irmãos nossa missão está completa, por que o ultimo da nossa família, passou pela prova da encarnaçao e finalmente compreendeu hoje que viemos da mesma fonte e somos todos iguais.

Engraçado não? parece um sonho, uma utopia, um fanatismo?
Quem sabe? pode ser esta a verdade mais simples que não enchergamos até agora?

Walton
Adj. Arantos

Que os fanáticos não sejam abandonados a sua própria sorte, que o amor divino de Deus Pai Todo Poderoso, possa preparar alguém que tenha condições de mostrar a eles como se conduz dentro da Doutrina e na Lei do auxilio. A maioria dos fanáticos amam demais, gostam exageradamente, e anseiam por conhecimento, é muitas vezes não estão preparados para receber tais conhecimentos. E incompreendidos e abandonados pelo que se julgam mais sábios, eles se perdem tentando encontrar sozinhos os seus próprios caminhos.
Salve Deus!
Por: Ninfa Lua.

Só nos cabe pedir a Deus, aos mentores, que auxiliem essas criaturas. Como Jaguares não podemos ter outra atitude senão VIBRAR AMOR! Mas como disse o Mestre Kasagrande: Sem se envolver em suas vibrações. Como disse o Grande Simiromba de Deus: "Comunicar sem participar".

Wagner
Adj. Ogandô

sou muito novo na doutrina, achei interessante que li, mas prefiro so apreciar e nao dar opiniao, afinal pode ser que eu seja um desses fanaticos, e se for tentarei me melhorar, que meu pai seta branca , meus guias e minha princesa janaina me ajude nessa, caminhada que com certesa a mim estar sendo muito prazerosa.

É por causa deste fanatismo, falta de esclarecimento e confusão de informação a nível espiritual que estou ponderando sair da doutrina. Só Deus é que sabe a verdade e a leis, nós ainda estamos aprendendo e temos muito a aprender. Nenhum irmão pode impor ao outro a sua verdade, nem conduta que ele deve levar, se nem nos conhecemos direito a nós próprios, como podemos impor aos outros algo? Preocupemo-no com nossas vidas. Como podemos achar que tudo é cobrança? Nem tudo é cobrança. Afinal estamos na doutrina por medo, ou por amor e busca de esclarecimento?

salve deus mas uma vez fico muito feliz por este esclarecimento mestre kasagrande de ums tempos para ca comecei a observar estes fanaticos aqui no templo esculta va-os mas sabia que eles nao sabia o queestavam falando so sabia e agora entende lendo este texo agradeço mas uma vez estes esclarecimento e peço a deus e ao meu pai setabraca e ao meu joao, que nao mim deixe que eu mim perca nem meus irmao nestes fanatismo. pois sabemos que nossa doutrina e algo muito maravilhoso para ser explicado em pucas palavras ,reconço que usando certas palavras neste texto mim torno fanatico. um fanatico humilde tolerante e sempre emanado amor aqueles que precisa.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.