quinta-feira, 19 de maio de 2011

Dúvidas de uma Ninfa - 3


- Qual o motivo de Pai Seta Branca ter reencarnado como índio? – São apenas 30.000 jaguares, e os outros?

Pai Seta Branca, igual a outros grandes líderes espirituais teve outras encarnações sobre a Terra e com isso também ficou sujeito às leis que nos regem neste plano. Muito embora tenha sua passagem redentora como Francisco de Assis, ainda tinha “charme” a manipular junto a outros companheiros de jornadas passadas, por isso foi necessário uma última encarnação, na qual se sujeitou as difíceis condições de uma tribo indígena. O mesmo se deu com outros de nossos hoje Mentores de Luz, que tiveram suas encarnações como escravos (Pai João e Pai Zé Pedro por exemplo).

Segundo Pai Seta Branca, a verdadeira tribo dos Jaguares é composta por cerca de 30.000 espíritos, identificados através dos milênios com as mesmas tendências e, atualmente, absolutamente integrados no Sistema Crístico. Alguns desses espíritos já se redimiram na Lei Cármica, e estão no comando da missão, junto ao Pai Seta Branca, o responsável por ela. Outros estão encarnados, ainda na fase de redenção cármica, e cumprem sua missão no Vale do Amanhecer. Outros ainda estão para chegar, aguardando sua vez nos planos etéricos, para reencarnarem neste período de transição terrestre e que, pelas ferramentas oferecidas pela Doutrina, poderiam ter sua última encarnação na Terra, conquistando o direito de reencarnarem somente em Capela. Nossa Doutrina permite que além de nossos próprios carmas, pratiquemos de forma intensa a Lei do Auxílio, obtendo bônus espirituais, pois auxiliamos milhares de espíritos que não possuem nenhuma ligação com nossas próprias jornadas.

Os outros membros da Doutrina, que não são Jaguares, passam a adquirir esta condição da mesma maneira, somando ao conjunto, porém já não fazem parte do compromisso do Pai. Identificá-los? Impossível! Ao ingressar na Doutrina todos estamos sob a égide do Grande Simiromba e somos irmãos, independente da origem como Jaguar.

Kazagrande

2 comentários:

Mestre Kasagrande,

É bem verdade que é impossível identificar Jaguares de origem dos Jaguares "adotados". Existem até Jaguares "adotados" que amam e respeitam essa Doutrina muito mais do que alguns Jaguares "sangue puro". Entretanto, esse post me faz lembrar de alguns irmãos que estão na Doutrina, porém, a Doutrina não está neles. Não a respeitam, não a amam, não se interessam de senti-la. O que vemos hoje em dia, da parte de alguns, é a total falta de zelo doutrinário. Muitos chegam à Centúria sem saber quem foi, quem é Tia Neiva, seu legado, suas lutas pra implantar na Terra um sistema completo, dinâmico. Vemos por todas as partes irreverência com as coisas da Doutrina, suas Leis, Chaves, Usos e Costumes. É lamentável. Esses sim, são falsos jaguares. Só podemos vibrar em favor da conscientização desses usurpadores. Salve Deus!

Wagner
Adj. Ogandô

Salve Deus Mestres,

Já que estamos no país do futebol, gostaria de fazer uma analogia e que todos pensem nisto com seu coração aberto e tente aplicar isto nas leis espirituais.

Copa do brasil 2014, argentina 3 brasil 2, 48 minutos do segundo tempo, a estrela brasileira, ronaldo pitucho sofre uma entrada dura e quebra a perna, ronaldo pitucho jogou todos os jogos, é o artilheiro da copa, mas neste jogo nao fez nada, entrou apagado e saiu vaiado. Então o técnico, sem opção coloca o Zé ninguém, Zé ninguém nao jogou nenhuma partida, vinha mau nos treinos, contundido, poucos botavam fé nele, mas como ultima opção do banco, devido aos cartões vermelhos o tecnico o coloca em jogo, só para cumprir tabela, pois o brasil já estava conformado com a derrota em pleno maracanã. Faltando dois minutos, o impossível acontece, ninguém preocupa como o pobre do Zé ninguém os argentinos riem, ensaiando passinhos de tango, cantando vitória, o brasil colocou um perna de pau que nem precisa ser marcado, hahaha o zé ninguém!

Aproveitando a chance de não ter um marcador, Zé ninguém, humilde, entra na área e faz um gol, quando os argentinos, atonitos ao sair com a bola, destraem denovo e zé ninguém toma a bola e chuta do meio de campo pegando o goleiro de costas e vira o jogo.

Brasil campeão aos 49 do 2o tempo. A rede globo resolve dar um milhão ao destaque da copa, então surge a pergunta: Quem deve reber o premio, o Pitucho que jogou a copa toda, foi artilheiro, mas nada fez no momento importante ou o Zé ninguém que entrou no ultimo minuto e decidiu todo o campeonato? Temos dois herois! e agora? por fim decide-se dividir o premio ao meio.

Então mestres o que devemos pensar em primeiro lugar é não julgar o comportamento do proximo ou o que ele está realizando, acertando ou errando, todos nós temos as mesmas condições de acertar e de errar e todos nós podemos ter nosso momento de herói ou vilão.

Buscar nossas origens é interessante, mas penso que mais interessante é entender que somos jaguares iniciados, a iniciação foi neste século, no castelo de iniciação dentro do vale e independente da nossa origem como jaguar ou não passamos a adquirir a mesma condição, como disse o mestre Kaza, Antes de se implantar a iniciação, poucos além de jesus receberam a mesma em 20 séculos. Pensem nisto, no que representa aquela rosa?
Nimguém te obrigou, mas jurou tem de cumprir, ou abandone suas armas e nada lhe acontecerá.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.