terça-feira, 6 de dezembro de 2011

O dono da verdade


O jovem de “branquinho” estava revoltado!

Reclamava verdadeiramente decepcionado. Não conseguia enxergar um único Mestre que atuasse totalmente dentro dos padrões estabelecidos no Desenvolvimento. Eram Passes Magnéticos aplicados de forma incorreta, convites mal feitos, doutrinas robotizadas realizadas enquanto o Doutrinador olhava para outros lados, até na Preparação já havia ficado atento e encontrado quem dizia as palavras de forma incorreta.

- Como podem querem fazer o bem se não fazem nada direito? Eles não tiveram aulas que nem eu? Será que só eu vim para fazer tudo corretamente? E mais, são arrogantes, não me dão atenção só porque ainda estou de Branquinho. De que adianta ter o colete repleto de medalhas se não sabem nem o básico da Doutrina? Como querem atuar dentro da Disciplina e na Lei do Amor, se depois de tantas Consagrações, ainda estão tão cheios de erros e imprecisões? Não vejo ninguém, além do senhor, que faça tudo direito. Teremos uma longa missão!

Escutei tudo que ele me dizia, com toda a paciência do mundo. Deixei que falasse tudo que desejava, que liberasse aquela energia e fiquei observando-o um instante, em silêncio, depois que terminou, eu lhe disse:

- É meu irmão... Verdade. Os que só conseguem ver os defeitos dos outros, é porque ainda não podem, ou não querem amar ninguém...

Kazagrande

8 comentários:

é como minha mãe sempre diz, mestre: aquele que sabe muito do trabalho dos outros, não está focado suficientemente no seu trabalho!

Eu sou iniciante na doutrina e ainda estou de branquinho, sou medium de incorporação, entendo em partes as colocações desse outro mestre de branquinho... o que acontece é que nós que estamos em desenvolvimento somos muito inseguros e observamos até o andar dos mestres dentro do templo não para criticar e sim para aprender, pra saber se estamos fazendo corretamente... ai acabamos vendo que alguns mestres estão em desacordo com as normas que aprendemos no desenvolvimento, na maioria das vezes os mestres com altas classificações que tão relaxados dentro do templo acabam nao respeitando esses padrões, tudo é uma questão de entender que o mestre pode estar naquele dia desarmonizado por um motivo qualquer... assim como eles eu tb erro muito e não é pq eu estou de branquinho que para mim isso é tolerável eu tento fazer o possivel para fazer meu trabalho de forma coerente com a conduta doutrinária.
Salve Deus!
Ajanã/Templo Agapo do Amanhecer/Campina Grande, PB

Estarei respondendo por email, meu irmao!

Um fraterno abraço,
Kazagrande

Salve Deus!

Gostei muito da matéria, voltei para mim e, descobri que cometo esta falha inúmeras vezes, estou tentanto... é difícil! é mais fácil enxergarmos as falhas dos outros e, vejam bem não estou mais de branquinho apesar de me caber bem a matéria, temos que aprender ainda muito e, mais temos de nos vigiar por demais.

É mais um alerta! sempre caímos o bom, é que podemos nos levantar e, recomeçar.

Salve Deus!

O que o de branquinho falou é uma verdade e está virando rotina.Nos devemos é observar melhor o que está acontecendo com a doutrina.Não seria o reflexo de tantas desavenças?luta pelo poder?O Cacique SETA BRANCA assiste a tudo imparcial,vendo cada vez mais aqueles que são "seus filhos" desrespeitarem
a lei fundamental da doutrina que é:Caridade-Tolerancia-Amor.A hierarquia na espiritualidade so tem quem possui:CONDUTA-FÉ-E RESPEITO a casa e ao proximo.

Salve Deus,

Vou comentar por partes esse desabafo do mestre.

"- Como podem querem fazer o bem se não fazem nada direito? Eles não tiveram aulas que nem eu? Será que só eu vim para fazer tudo corretamente?"

De fato esse problema é antigo, parece que com o tempo as pessoas vão esquecendo o que aprenderam ou vão "aprimorando" o estilo iniciático. Isso foi um dos motivos que motivou os trinos a fazer o Realinhamento Doutrinário. Se o instrutor souber passar com segurança os seus conhecimentos o médium forma uma base, como na escola, ele nunca esquece.

"E mais, são arrogantes, não me dão atenção só porque ainda estou de Branquinho. De que adianta ter o colete repleto de medalhas se não sabem nem o básico da Doutrina?"

Não sei que tipo de atenção foi solicitada nesse caso, mas até pra corrigir os outros tem que se ter uma certa conduta.

"Como querem atuar dentro da Disciplina e na Lei do Amor, se depois de tantas Consagrações, ainda estão tão cheios de erros e imprecisões? Não vejo ninguém, além do senhor, que faça tudo direito. Teremos uma longa missão!"

Um mestre se iguala ao outro nas suas patentes mas não nas suas consagrações. Dois dedos acima das nossas cabeças ninguém sabe quem é quem.
Esse julgamento é muito superficial, às vezes a pessoa faz de uma forma porque foi assim que ele aprendeu com seu instrutor. Acho importante que se tenha um padrão no nosso estilo iniciático e cabe a todos nós aprender sempre e zelar por esse padrão.

Os fatos que o nosso irmão de branquinho narrou acontecem sim.Mas são o fruto de seres humanos que estão a caminho de suas evoluções.Cada um com seus limites.Por isso, eu faço a minha parte: entro no templo mãe e faço o meu trabalho, pois sei que será dado a cada um conforme suas obras.E tenho meus mentores que irão me cobrar se eu não fizer a coisa certa. Por isso mesmo procuro não me apegar as falhas alheias.Estes irmãos estão na sua caminhada, como estou trilhando a minha.Errando as vezes, acertando em outras.O importante é vibrarmos com amor absoluto e puro, pedindo sempre ao nosso Amado e Abnegado Pai Seta Branca que conduza seus filhos, todos eles na senda do bem.

salve deus. gostei da colocação até lembrei de um fato q aconteceu comigo quando estava iniciando de branquinho eu observava tudo para ter como exemplo dos mais antigos de doutrina e tinha tudo ao pé da letra como gosto de fazer ate hoje ser o mais correto possivel. lembro q um dia tinha um mestre escorado em uma das cruz dentro do templo aquilo pra mim foi uma ofença e eu falei mestre desculpa mais meu pai nao gosta que usem a cruz como escora para descançar. sei q eu nao deveria ter feito isso mais eu estava começando e me senti ofendido vendo o desrespeito dentro do templo por um com o colete cheio de medalhas. hoje se eu ver isso eu faço de conta que nem vi pq cada um é responsavel por seus atos perante nosso pai seta branca. ass; mestre valter ajanã templo mãe planaltina df

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.