domingo, 13 de março de 2011

Homossexualidade – Uma visão Doutrinária


“Meus filhos, o pior desajuste é o julgamento”! Tia Neiva

Escrever sobre este tema é bastante delicado, pois ainda envolve muitos preconceitos e desinformação. Iniciemos então falando de dois fatores que podem conduzir a homossexualidade:

1º - Predisposição Espiritual – Onde o espírito já vem fadado, por suas dívidas cármicas, a enfrentar a homossexualidade.

2º - Predisposição Ambiental – Onde o ser encarnado, sem uma natural inclinação é envolvido pelo meio que vive (amizades, timidez, rebeldia, rejeições, traumas, etc) e desenvolve a tendência em forma de resposta.

Na Predisposição Espiritual, homens e mulheres nascem homossexuais com a destinação específica do melhoramento espiritual, jamais sob o impulso do mal. Estão em claro reajuste de suas faltas passadas e necessitam de esclarecimento e muita compreensão. Não são passíveis de duras críticas e preconceitos, precisam de esclarecimento sobre a situação em que vivem, de claríssima origem cármica.

O homossexual sempre passa por grandes provações, desde o seio familiar, até sua convivência na sociedade. Temos que ser verdadeiros nesta hora e admitir que, muito embora muitos possam aparentar estar “resolvidos”, sofreram e sofrem com a condição. Ficam a margem de uma sociedade que não compreende e invariavelmente discrimina sem apresentar os necessários esclarecimentos e encaminhamento para a situação.

No lar, não adiantam brigas entre os pais e muito menos acusações recíprocas. Violência ou ameaças contra os filhos portadores da homossexualidade, geralmente agravarão a convivência, tornando-a insuportável.

O confronto entre os costumes sociais e as exigências da libido já expõe o homossexual a um penoso combate, pelo que precisa ser ajudado. Dificilmente, sem ajuda externa, ele se livrará dos perigosos caminhos do abandono do lar, da promiscuidade, dos tóxicos, da violência e até mesmo do crime.

É no meio familiar que o homossexual deverá encontrar sólidos alicerces preparativos para os embates da vida, contando com o incomparável arrimo da compreensão, principalmente do respeito.

Pela Lei de Justiça divina, esse filho ou essa filha estão no lugar certo, entre as pessoas também certas: sua família.

Os pais, assim evangelizados, jamais condenarão o filho ou a filha, mas também jamais deixarão de orientá-los quanto à necessidade do esforço permanente para manter sob controle os impulsos da homossexualidade.

A chegada na Doutrina de um homossexual deve ser vista sob os olhos da Espiritualidade. Sem discriminações e com total respeito pela sua condição. Porém jamais apoiando insensatamente, afinal sabemos tratar-se de uma cobrança a ser manipulada normalmente durante toda a encarnação.

Entender que tal tendência tem raízes no passado, em vida anterior, e que somente a abstenção, agora, livrará seu portador de maiores problemas, já nesta, quanto em vidas futuras...

Perseguir a vitória na luta travada entre o "impulso" e a "razão", ou melhor, entre o corpo, exigente desse prazer e o Espírito, decidido à conquista da normalidade sexual.

A oração, o Evangelho e a vontade, juntos, darão ao homossexual outros prazeres, outras compensações, pacificando assim corpo e Espírito.

A fé em Deus e a certeza das vidas futuras, sem tais infelicidades, serão inestimável catalisador para o êxito. Nesses problemas, como em todos os demais, a união familiar e a companhia de Jesus constituem sempre a melhor solução.

Longe de condenar os homossexuais, nossa Doutrina sugere-lhes o esforço da sublimação, único meio para livrá-los de tão tormentoso débito.

Tia Neiva nos deixou um interessante relato no livro “Sob os Olhos da Clarividente”, sob o título de Sodomia, o qual transcrevo sua opinião final:

E quanto à religião, é uma faca de dois gumes. Se, de um lado, traz um comportamento moral, por outro traz a má interpretação dos fatos naturais. Em todo caso, creio que o balanço ainda é favorável à religião. Sem ela, as manifestações sodomitas seriam mais numerosas com a liberdade social. Talvez a prisão moral-religiosa seja mais dolorosa, faça com que o indivíduo sofra mais. Mas será sempre menor o número de indivíduos anormais, isolados nos seus complexos. Já a atitude liberal, não religiosa, tira o sentido verdadeiro de anormalidade, para conceituar a sodomia quase como uma coisa normal. Haja visto a notícia que a gente tem de classes, ajuntamento de sodomitas e, até mesmo, casamento entre homens, como os jornais noticiam de vez em quando. Não, Mário, é preferível a tirania religiosa! Tia Neiva

Kazagrande

18 comentários:

Salve Deus! mestre kazagrande, do fundo do meu coração muito obrigado!!!!! passei toda a minha vida com dúvidas sobre este assunto, já pensei muitas vezes até em suicidio! e esse esclarecimento é um balsamo que me orienta ao caminho correto. Tinha dúvidas sobre a visão da nossa doutrina sobre o assunto,mas nunca tive coragem de perguntar nada sobre o assunto a qualquer instrutor ou mestre, pois não queria me expor, agora me sinto bem melhor! pois acho que estou no caminho certo!
não tenho nem como agradecer! Salve Deus!

Mesre kazagrande! gostaria de saber como diferenciar quando o caso é predisposição espiritual e quando é predisposição ambiental? por favor mestre, preciso muito desta resposta! Salve Deus!

Salve Deus! Sou homossexual e sou Jaguar. Gostei muito do texto e indico também para os que desejarem aprofundar nesse assunto, leiam o 2° Curso de Instrutores, ministrado pelo Adjunto Anoro - Mestre Marcos (Primeiro Adjunto a ministrar o Curso de 7° Raio nos Templos do Amanhecer). O arquivo pode ser baixado no link (http://anoro-araguari.blogspot.com/2008/01/pedido-2-curso-de-instrutores-completo.html). Hoje, graças a Doutrina, tenho uma vida relativamente normal, sem preconceitos. Sou contra os atos volúveis, que prejudicam nosso corpo e desvituam nosso espírito em direção à promiscuidade. O sexo não deve ser abolido, como muitos pensam, mas sim ordenado e praticado com sentimentos, afinal homossexuais sentem e amam como qualquer outra pessoa. Sou Doutrinador (já conquistei a classificação de Rama 200), Mago, Recepcionista e tenho o curso de 7° Raio. Convivo com os demais integrantes do Templo com total respeito e estando dentro ou fora do Vale não esqueço uma das regras básicas de nossa Doutrina: a Conduta Doutrinária. "VAMOS EQUILIBRAR OS TRÊS REINOS DE NOSSA NATUREZA E PAGAR COM AMOR O QUE DESTRUÍMOS POR NÃO SABER AMAR..."
Deixo meu e-mail para quem quiser se comunicar comigo: tadeuifran@msn.com. Esse endereço também é o mesmo para o Messenger. Um abraço a todos e que o Pai Seta Branca continue a abençoar a todos. Salve Deus!

Adjunto Aquerum - Mestre Tadeu
Templo Anoro do Amanhecer
Araguari - Minas Gerais

Salve Deusa

Até quando a homossexualidade será tratada como doença? Essa é a verdadeira cobrança que sofre um homossexual, ser tratado como um doente quando de fato reflete uma condição natural do espírito. Impulsos de toda ordem sofremos todos, homossexuais ou não, enquanto encarnados. Sinto que um dos piores tipos de preconceito se esconde sob a máscara da falsa tolerância, foi o que notei ao ler esse texto, não basta boa vontade e boas intenções, é preciso haver compreensão de fato, porque a verdadeira doença está na sociedade e em seus valores pseudo-cristãos que nos impedem de ter uma visão límpida a respeito da nossa subjetividade. Estamos sempre impondo condições ao livre arbítrio do outro, como que por necessidade de impedir a expressão contrária àquilo que conhecemos e estabelecemos como uma verdade plausível e que não fuja ao controle.

Salve Deus

Meus Estimados irmãos e irmãs,

A abordagem deste delicado tema é apenas uma referência doutrinária. Como podem perceber, no final do texto está a frase de Tia Neiva, extraída do livro “Sob os Olhos da Clarividente”, expressa no texto “Sodomia”.

Este texto trata particularmente deste assunto e tem uma interessante história narrada por ela explicando com clareza as cobranças e reajustes vividos por um paciente.

Aqui no Exílio do Jaguar temos o livro completo para download.

Em nenhum momento o texto expressa preconceito, muito pelo contrário, prega a compreensão e a necessária aceitação dos irmãos envolvidos nesta difícil condição de origem espiritual.

Em outra ocasião procurarei abordar a predisposição ambiental.

Recordo que abordei o tema abrindo o texto justamente com outra expressão de Tia: “Meus filhos, o pior desajuste é o julgamento”! Tia Neiva

Agradeço a todos que manifestaram seu fraterno apoio nos comentários e nos emails.

Aproveitando para também recomendar o texto supracitado pelo nosso irmão Adjunto Aquerum, Mestre Tadeu. Tive a oportunidade de agora pouco reler e reafirmar minha admiração pela exposição do Adjunto Anoro.

Um fraterno abraço, rogando sempre a compreensão das palavras que poucos tem a missão de expressar.

Kazagrande

Salve Deus! Confesso que ao ler o texto fiquei em dúvida sobre a posição do autor. Tanto os heteros como homossexuais estão sujeitos as mesmas condições de drogas e promiscuidade. A diferença é que o homossexualismo sempre foi tratado a margem da sociedade, como uma anomalia, quando na verdade são experiências dos espíritos seja por vida cármica, curiosidade ou traumas... O que importa é como é praticado, são os sentimentos, as intenções... Já dizia Chico Xavier.

Esse texto me fez entender uma certa repugnação sobre assunto. resolvi colocar as palavra de Grande Medium CHICO XAVIER:

Não vejo pessoalmente qualquer motivo para críticas destrutivas e sarcasmos incompreensíveis para com nossos irmãos e irmãs portadoras de tendências homossexuais, a nosso ver, claramente iguais às tendências heterossexuais, que assinalam a maioria das criaturas humanas. Em minhas noções de dignidade do espírito, não consigo entender por que razão esse ou aquele preconceito social impediria certo número de pessoas de trabalhar e de serem úteis à vida comunitária, unicamente pelo fato de haverem trazido do berço características psicológicas e fisiológicas diferentes da maioria.
Nunca vi mães e pais, conscientes da elevada missão que a Divina Providência lhes delega, desprezarem um filho porque haja nascido cego ou mutilado. Seria humana e justa nossa conduta em padrões de menosprezo e desconsideração, perante nossos irmãos que nascem com dificuldades psicológicas?”


(Publicada no Jornal Folha Espírita do mês de março de 1984)

Sem dúvidas sobre a posição do autor!

Salve Deus!

Creio que nos comentários reforcei minha posição e desfiz qualquer dúvida.
Concordo plenamente que devemos semear a compreensão, a tolerância e principalmente o Amor Incondicional.

No texto, deixei claro isso... Pelo menos foi o quê pensei. Quando a visão tendenciosa, não pude deixar de postar as palavras da própria Tia Neiva, manifestando-se sobre o assunto. Sigo sempre a tendência que ela ensinou sobre qualquer tema, por mais polêmico que possa parecer.

Perdoe-me se fui mal interpretado, mas publiquei uma visão doutrinária do assunto, sem levar em consideração minha própria opinião pessoal. Sou amigo de diversos homossexuais, de dentro e de fora da Doutrina, sem qualquer preconceito ou “reducionismo”. O quê vale é a afinidade que nos aproxima ou afasta.

Um fraterno abraço,
Kazagrande

Eu já conhecia o texto do Mestre Anoro e foi o que trouxe um balsamo ao meu coração. Não me assumi no templo (por um lado pq minha vida pessoa não é da conta de ninguém) pq apesar de dizerem "aqui reina o amor, a tolerancia e a humildade" sempre ouço piadas qdo passa um homossexual. É muito difícil. MUITO!
Imaginem quantos choram à noite se sentindo culpados, sem amor, se sentindo monstros (como já me senti um dia), quantos são humilhados pela própria família e precisam se calar perante brincadeiras alheias pra não sofrer mais ainda. É quase uma sensação de querer morrer.
É necessária muita força, muita fé, muita persistencia pra mostrar pra si mesmo que vc é capaz de ter uma vida "normal", que vc não é esse monte de impropérios que dizem.
Chico Xavier tem um texto que fala sobre isso. Como julgar àquele que chora por ser incompreendido, à margem da sociedade?

Não se preocupe Mestre Kazagrande, quando a gente leva muita pancada não conseguimos não ver discriminação em tudo. Amei essa iniciativa no site.

Ah sim, no vale encontrei os que me amam de verdade, que me respeitam e me abraçam toda vez que cai uma lágrima... meus mentores ;)

Um afago no coração de todos!

SALVE DEUS !!!
Bom mestre fasso parte da doutrina do vale do amanhecer a cerca de quatro anos tenho 16 anos hoje logo quando entrei a primeira vez no templo e avistei aquelas pessoas perguntei pra mim mesmo será que vou ser descriminado aqui tambem?? mais logo me veio a aponara gentil com todo carinho e me acolheu de braços abertos logo retirei essa empresão, fui enviado para o pajê por ter pouca idade para desenvolver,passaram-se 1 mes e logo o preta velha vovò catarina de aruanda me chamou para
desenvolvimento ,comecei a desenvolver como doutrinador, entam com o tempo fui entendendo o motivo desta minha opição sexual com o tempo emplaquei mais no dia do meu emplacamento pai João de Enoque pediu para que eu fissese a iniciação e a elevação o mais rapido posivel,um certo tempo depois das consagrações em um dia de retiro em plena formação de uma messa eu estava de honra e guarda de uma ninfa e derepente comesei a pasar muito mal e desmaiei quando voltei ao meu corpo eu estava sentado nos tronos vermelhos com dois doutrinadores do meu lado naquele momento não sentia dor alguma mais meu corpo da cintura para baixo estava formigando muito e minhas mãos tambem e então recebi um passe de cada um deles logo depois o adijunto me levou para a sala dele e la depois de me recuperar conversamos ele me explicou que eu apartir daquele dia eu iria desenvolver como medium de incorporação eu concordei, mais fiquei curioso e perguntei oque tinha acontecido,e ele me respondeu que naquele momento eu tinha incorporado um cobrador milenar meu, e que ele conversou com o doutrinador disse que se eu estava sofrendo era pouco pois nem si comparava com o que em vidas pasadas meu espirito fes com ele e com o povo dele. mais que se eu ainda estava vivo era por intervenção do pai seta branca e dos meus mentores e poriso eu tive a oportunidade de continuar minha caminhada como medium de incorporação. apartir daqueli dia eu tive uma nova chance para conpletar minha missão hoje tenho 16 anos,sou regente da falange de principes mayas sou mestre lua e se hoje cumpro minha missão como mestre homossexual agradeço primeira mente a DEUS,A PAI SETA BRANCA E A MEU PRETO VELHO AMADO,VOVÔ ÂGRIPINO DE ARUANDA e com muito orgulho.Salve deus MESTRE Kazagrande PELA FELIZ E RICA OPORTUNIDADE DE PODER CONPARTILHAR MINHA HISTORIA COM VOCÊIS.
Adorei o artigo entendi e asimilei com todo meu amor e por isso MEUS PARABÊNS MESTRE Continue a sim .

ABRAÇOS SALVE DEUS !!!

Salve Deus,
Bom Dia

Mestre Kazagrande, li o texto e compreendo que ali estão somente a posição doutrinária do referido assunto.
Entendi também que o importante é fazermos nossa parte e não julgar. O homossexual como qualquer ser humano está hoje encarnado para saldar dívidas do passado e nesta condição está fadado a sofrer muito como o próprio mestre mencionou. São preconceitos na família, e fora dela...
Confesso que a priori fiquei estarrecido pelo termo ANOMALIA, mas analisando e anomalias não só estes as têm mas todo ser humano que vive segundo os preceito que o Divino e Amado Mestre Jesus veio nos ensinar. É anormal aquele que Julga, é doente o tem inveja, é louco aquele que tem preconceitos e não respeita o livre arbítrio do outro, o que mata, engana, trai, se prostitui, mente, etc. São todos esses exemplos de anomalias que o ser humano é portador que independe de cor, sexo, credo ou classe social. Que sejamos complacentes para com as tendências alheias e assim não precisaremos sofrer na pele o drama do preconceito, pois estamos imergidos dentro de várias leis e principalmente na lei de Causa e Efeito. Então sugiro que sigamos o conselho do Cristo Jesus que nos recomendou Amar uns aos outros e fazer como aqueles o que gostaríamos o que nos fosse feito.
Paz Profunda
Salve Deus.

PARABENS MESTRE KASAGRANDE/ E ISTO AI

SAVE DEUS MESTRE KASAGRANDE/ PARABENS.

Salve Deus!

Publico este comentário para esclarecer que:

Comentários são pequenas participações e não novos textos.

Caso deseje compartilhar textos dentro do Exílio do Jaguar, podem enviar textos para análise para - kazagrande@bolivia.com -

Devem estar dentro dos padrões do site:

Não podem ser prolixos;
Não podem ser repetitivos:
Não podem usar recursos de colocar palavras em letra maiúscula para destaque (fica a impressão de estar gritando);

Um fraterno abraço,
Kazagrande

Salve Deus,

Parabenizo mestre Kazagrande pela iniciativa e coragem na publicação do texto. Parabéns e o incentivo a publicar ainda mais, pois o assunto está longe de ser esgotado.
Porém, confesso que não achei clara a mensagem.
A meu ver o texto inicia com uma explicação sobre a raiz do homossexualismo, falando inclusive da predisposição espiritual, e finaliza com uma sugestão de castidade do homossexual (???) e uma mensagem de Tia Neiva pregando a tirania religiosa contra essa chamada "anomalia". É isso mesmo?
Então um heterossexual pode ser promíscuo traidor, volúvel aos sentidos e se entregar aos desejos do corpo, mas um homossexual deve buscar seu equilíbrio cármico através do celibato? Um homossexual não tem então o direito de buscar o amor verdadeiro e a construção de um lar e isso é exclusividade dos heterossexuais por se tratar de um reajuste cármico dos homossexuais?

Podem realizar casamento de homossexuais no vale?

Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.