sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Entregue suas Armas


- Entregue suas Armas!

A frase proferida em tom despótico remontava a velha estrada trilhada pelo antigo tirano romano! O mesmo que hoje assumia a roupagem do que deveria ser um líder espiritual conduzindo os que vitimou por não saber amar.

Tia Neiva nos ensinou que um dos maiores crimes que um Jaguar pode cometer é matar os sonhos! Um crime contra a inocência e boa vontade dos que acreditam e muitas vezes ainda não se importam em compreender, lhes basta ter fé!

- Entregue suas Armas!

A antiga Princesa usando seu reluzente vestido vermelho revestia-se do charme que deveria manipular em prol de sua evolução e direcionava como nociva energia em total desrespeito ao ambiente sagrado que pisava.

Esquecida em uma Carta, ficava Tia Neiva e suas lições de infinito Amor, inacabável tolerância e incontestável humildade. Jesus não seria lembrado por quem proferia a fatídica frase!

Meus irmãos! Infelizmente o relato acima não é uma crônica de alerta, e sim uma tragédia que acontece com líderes que voltam para a velha estrada, sem lembrarem-se do juramento do Adjunto e as Leis que prometeram cumprir.

Ninguém tem o direito sequer de cogitar em dizer a outro médium que abandone suas armas! Um Adjunto pode comprometer toda sua jornada se levar um componente a abandonar sua missão, pesando sobre ele todos os que deveriam ser atendidos pelo médium desiludido!

As portas do Vale estão sempre abertas! Para entrar e para sair, mas cabe a cada um, e ao seu livre arbítrio, a decisão e a responsabilidade. Ao nos imiscuirmos em tão séria decisão, ou a incentivarmos, rompemos com as leis que nos regem e voltamos à velha estrada da intolerância e da falta de amor que já nos levou a falhar anteriormente.

Não é preciso republicar o texto “Um Adjunto de Verdade”, todos conhecem o Juramento do Adjunto e basta refletir nas palavras que proferiram de joelhos para os remeter ainda mais longe: a Iniciação, que passaram no início de suas jornadas, onde com a espada apontada ao próprio peito, na presença Divina proclamaram: “fira-me quando meu pensamento se afastar de Ti!”

Salve Deus!

Kazagrande

8 comentários:

Salve Deus mestre! Muito bom! Gostei dessas sábias palavras! Com certeza irei seguir esses ensinamentos!!! Que o nosso Pai Seta Branca sempre te abençoe!!! Abços!!!

Se todo Adjunto tivesse essa compreensão e seguisse esses ensinamentos cada templo teria mais .......

Salve Deus, estava em dúvidas prestes a entregar minhas armas, nesta semana que passou o meu adjunto faltou ao trabalho.Muito obrigada por todos assim como eu que tem dúvidas mas, encontra em seu blogue o entendimento que falta em nossa missão.
Nada nesta vida acontece por acaso. Abri meu e-mail e,um companheiro de doutrina havia me enviado o endereço de seu blog,parabéns!

Salve Deus.Só uma pessoa muito fraca e sem conhecimento na sua propria doutrina entregaria suas armas,se seu adjunto faltou a um trabalho graças a Deus,se vc foi ao trabalho graças Deus,só por isso vc entregaria suas armas,precisa mais ter fé enm sua doutrina,vc nao trabalha para o seu adjunto nem para ninguem,é para vc mesmo.Kazagrande amo o seu blog.

salve deus tanta doutrina que tia deixou para nos ajudar sofreu igual jesus na cruz para nos deixar esse alivio para nossas dores, mais parese que os grandes mestres leram demais fizeram livros demais terminaram invertendo essa doutrina de traz parafrente estão tendo distúrbio picicotico com o nome da doutrina enfim estão todos doente pelo menos a maioria so pai juaquim das almas na causa salve deus.

Salve Deus Mestre!
Creio que para tudo há uma exceção, sou padrinho de uma ninfa que veio de um centro cardecista, ela chegou a centuria mas nunca deixou de frequentar o centro, é uma pessoa que gosta muito de se consultar com entidades e não compreende o que é cruzamento de forças. Por fim ja está afastada ha uns dois anos e de vez em quando aparece como paciente. Acontece que ela não entregou as armas e neste caso eu acredito que sim, preciso orienta-la que por não mais exercer sua mediunidade, não entregar as armas neste caso é prejudicial a ela, porém com muito carinho, e compreensão, sempre dizendo que as portas do vale estarão sempre abertas caso algum dia ela volte., o que o senhor acha disso?

Salve deus!! Estou em duvida se continuo ou ñ n doutrina, gostaria de saber se caso eu resolver entregar minhas armas, se posso entregar em qualquer templo, ou se é so n q eu fiz as aulas?

Salve Deus! Quem é digno para apontar ao outro e dizer que é fraco? Cada um é juiz de si mesmo.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.