sexta-feira, 18 de março de 2011

CARMAS COLETIVOS



Recentemente vi no noticiário um senhor japonês, que com um cartaz com a foto de sua esposa dependurado no pescoço, a procurava por entre os escombros na cidade de Otsuchi, após o terremoto que destruiu parte da zona litorânea japonesa.

Confesso que a imagem me trouxe uma grande vontade de chorar, e chorar em lágrimas das que não são transparentes, destas que molham a alma e desprende as razões do mero pensamento moral.

Tão logo este sentimento fez-se presente, o conhecimento da emanação de Deus Pai Todo Poderoso em todas as coisas confortou a minha alma, e assim pude enviar a este senhor uma vibração de paz e apoio, já que ao sofrer a perda de um ente querido, nada além do consolo amigo poderia lhe ofertar.

Ainda não vivemos em um planeta de luz, muita expiação será trazida, e somente a confiança e entrega aos ensinamentos do Mestre Jesus poderá fortificar-nos diante do caos e das alterações geológicas que ocorrem neste pequeno ponto do espaço infinito do Criador.

Os espinhos, que em outras eras, machucaram nossos pés, trouxeram a beleza de nossa coragem a brilhar em caminhos estreitos. Sabíamos dos desafios e não nos deixamos intimidar, empunhando a primeira espada contra nosso personagem, nosso ego.

A todos será dada a oportunidade de resgatar aquilo que um dia deixaram pelos caminhos de amarga solidão. O Jaguar não consegue mais deixar nenhum irmão para trás, pois sente em sua vibração a essência da virtude do verdadeiro Pai.

As populações que se encontram em regiões que são e serão atingidas pelos movimentos firmes da natureza, lá estão não por um acaso, e sim pela oportunidade de cura espiritual; pois já confrontaram suas verdades, em transcedentes esquecidos, e escolheram a melhor maneira de encontrarem dentro de si, algo além da dominação e das vitórias em guerras sangrentas.

Somos o bem que chega através de muitos raios, a vida que amanhece rejuvenescida pelo Sol, a força que desponta no pela Lua.

Somos também participantes de um carma coletivo, onde mãos humildes podem muito fazer. Mãos fortes que podem erguer milhares de irmãos, e fazê-los acreditar que nenhuma tragédia pode destruir o Templo que há em cada um, pois a matéria, o transitório, são só como cadernos, que servem ao aprendizado, e depois são substituídos por aqueles que um dia também ensinarão. Salve Deus!

Anderson Augusto
Mestre Lua 

4 comentários:

salve deus!
com certeza estamos em uma epoca eterica com contagem decrescente,esperando as mudanças necessarias para a iluminaçao deste planeta,porque luz todos nos temos so nos falta e acende-la.
adorei este texto parabens e junto a vc so nos resta orar e pedir a jesus muita força para ajudar nossos irmao em evoluçao.
abraço

Anderson, gosto muito de ler as mensagens que escreve.Suas mensagens nos relembra a todo o momento a nossa missão e faz com que trabalhemos com mais amor, humidade e tolerância. Ao entrarmos no templo observamos a quantidade de mestres e pensamos:" Hoje há muitos mestres para trabalhar", mas quando nos deparamos com esses desencarnes em massa é que percebemos como somos poucos e a importãncia do nosso trabalho. Somos um grão de areia em uma imensidão,é nesse momento que vemos como temos que trabalhar e manipular toda essa energia. Devemos colocar nossos problemas de lado, e pensarmos no sofrimento daqueles que desencarnaram e muitas vezes nem sabem onde estão ou o que aconteceu. Apesar de sermos poucos aqui no plano físico, contamos com um exército ao nosso lado, exercito este que não nos faltar. Um dia me questionaram se pai seta branca pudesse perguntar pessoalmente a mim o que seria necessário para eu completar minha missão. Pensei e a resposta veio rápida: Nada. Meu irmão temos tudo.Basta sabermos usá-la com amor, tolerância e humildade, colocando nossos irmãos sempre em primeiro lugar e acreditando que se foi nos dada essa oportunidade não foi à toa. Temos uma missão a cumprir, então vamos faze-la.Confiando nos nossos mentores, em Cristo Senhor, Pai Seta branca e Koatay 108. Salve Deus!

Salve Deus!

Meus Irmãos, minhas irmãs,

A consciência de sermos os grãos da areia é que pode nos elevar a condição de participarmos sempre como divisores das águas, no encontro final de uma Nova Era. Tudo é merecimento, até a valorosa presença de vocês nesta pequena jornada, como conceitua nosso irmão Kazagrande. Realmente, esta corrente da qual participamos oferece-nos todas as ferramentas para o bem de muitas almas em sofrimento. Façamos como o Amado Mestre Jesus, que com muito pouco, alimentou uma multidão, pois na verdade, conseguiu com seu amor universal creditar a muitos famintos uma paz que nos pede que a transmitamos, e para isto, acima de tudo é preciso vermos no próximo, primeiramente, a mesma fonte divina que há em nós. Salve Deus!

Estejam na Paz.

Anderson Augusto
Mestre Lua

Salve Deus!

Meus queridos irmãos em Cristo Jesus,

Precisamos sempre ter a consciência que é necessário trabalhar na Lei de Auxílio e Caridade,para que possamos fortalecer cada vez mais a nossa fé, e fortes possamos elevar os nosso pensamentos a Espiritualidade amiga para o socorro necessário a todos aqueles encarnados e desencarnados que clamam por misericórdia e perdão.
Graças a Deus Pai Todo Poderoso, Pai Seta Branca e Mãe Iara, ter nos colocado nessa maravilhosa missão de amor, tolerância e humildade, e todos nós juntos iremos no próximo dia 31 de março de 2011 participar em nosso Templo Olinda do Amanhecer , Adj. Parlo, uma escalada especial da Estrela Candente no horário das 21:00h para mentalizarmos os nossos irmãos desencarnados na grande tragédia no Japão para serem doutrinados e elevados a um pronto socorro espiritual.
Vibremos meus irmãos para que juntos possamos realizar esse grandioso trabalho cabalístico.
Muito amor e muito paz para todos.

Nadja Suzanne
Ninfa Lua - Missionária Muruaicy

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.