sexta-feira, 4 de julho de 2014

Quando assumir uma Prisão


- Ai Mestre! Minha vida está complicada, tudo anda dando errado. Não consigo trabalho e lá em casa ando discutindo muito. Acho que vou assumir um trabalho de prisão.

Salve Deus! Meus irmãos e irmãs, você sabe o que acontece quando nós assumimos um Trabalho de Prisão? Um cobrador nosso é trazido para nos acompanhar no dia a dia, para verificar nossas mudanças, nosso padrão vibratório atual e se beneficiar dos bônus que colhemos com Amor, carinho, dedicação e sintonia. É isso que vai acontecer!

Podemos considerar então que o momento em que estamos com a vida mais enrolada seria o melhor para assumir este compromisso? Será que teremos mais sintonia quando já estamos atravessando uma fase difícil e ainda procuramos mais um cobrador para reajustar? Salve Deus!

Sua vida esta mal? Está sem emprego e ainda vai se “internar” no Templo? Vá procurar emprego! Vá harmonizar sua família, participar mais da vida dos que estão lhe cobrando atenção e carinho e não querer “negociar” com a espiritualidade a solução de seus problemas!

Um trabalho de prisão é para ser assumido quando você está em reais condições de dedicar-se aos seus reajustes mais pesados antes que eles cheguem, e não quando já está envolvido por algum desequilíbrio.

Escutem (leiam) esta dura realidade: Pai Seta Branca não tem agência de emprego! É você que precisa mudar sua aura, seu padrão vibratório, para poder atrair coisas boas para você. Não é procurando sanar cobranças futuras que vai melhorar o presente. Na prisão você vive na expectativa de seus cobradores. Com a mente cheia de problemas como é que vai ser verdadeiro naquele trabalho? Vai pedir bônus se lamentando e “mentalizando um emprego”? O quê sua vítima via pensar? Pensará que você só está naquela condição “querendo alguma coisa” e não porque está arrependido e consciente dos erros do passado.

O companheiro ou a companheira já está lhe cobrando mais carinho e tempo, e ao invés de atendê-lo você “foge” para dentro do Templo se ausentando mais ainda? É isso que vai mostrar ao irmãozinho que traz para a sua aura?

Chega de perguntas! É hora de ver as respostas. A prisão é um trabalho que visa um reajuste difícil que poderá vir a nos prejudicar em um futuro ainda ausente. A Espiritualidade permite antecipar-nos e partir em busca dos que deixamos para trás por não saber amar. Vamos em busca de nossas mais terríveis vítimas, pedindo para que nos acompanhem e vejam nossas mudanças. Que somos outras pessoas e que agora nos dispomos a ser julgados por elas. Não vai melhorar sua vida, não vai lhe arrumar um emprego ou tranqüilizar a convivência na sua casa. Você viverá sob as vibrações de quem chega inicialmente cheio de ódio e estas vibrações só não lhe destroem em função pela proteção recebida.

Assumir uma prisão é estar preparado para suportar esta jornada com amor. É sentir o dente doendo, o chefe mais chato que o normal, os familiares com menos tolerância e ainda manter o padrão vibratório elevado, provando que verdadeiramente mudou em relação à encarnação eu provocou tanta dor à sua vítima.

Outro ponto: Entidade de Luz não prende ninguém! Não existe “meu filho assuma uma prisão que sua vida vai melhorar”. Na prisão, quando colocamos a ataca ou o exê pela primeira vez, eles têm cem quilos! Sua vida não vai melhorar. No máximo estará semeando um futuro melhor ao trazer antecipadamente um cobrador que ainda iria lhe encontrar.

O quê uma Entidade de Luz pode fazer é, vendo sua aura, recomendar que assim que possa, que sinta a intuição, assuma uma prisão. E eles fazem esta recomendação porque vêem que você tem condições de antecipar a cobrança, não porque sua vida “está ruim” e a prisão vai melhorar alguma coisa.

Repito: a prisão é justamente para quando você está em condições de enfrentar esta jornada. Com consciência, com dedicação, com amor! Não para quando quer mudar a vida negociando com seu cobrador, não é isso que aprendemos. Obtemos a melhora de nossas vidas pela mudança de nosso padrão vibratório, de nosso comportamento.

Quando assumir a prisão? Quando estiver bem! Quando sentir-se forte e em condições de dedicar aquele tempo todo em prol de um reajuste que muito irá lhe exigir. Prisão é um trabalho de amor e caridade, jamais um “troca de favores”.

Kazagrande

23 comentários:

Mais uma vez um grande artigo. Parabéns!

PARABÉNS MESTRE!! QUE ARTIGO ESCLARECEDOR! UM ABRAÇO FRATERNO

Pois é mestres, devemos buscar essa consciência dentro de nós de quê a prisão é uma "bênção" e que devemos estar preparados para recebê-la e não uma troca de favores. E que esse comentário é uma realidade que vemos e ouvimos dentro do templo através dos nossos irmãos...estou com problemas...vou assumir uma prisão. Parabéns, Kazagrande por esse esclarecimento belíssimo e que possamos divulgar essas pérolas entre nossos irmãos, pois muitos não tem condições para ler esse esclarecimento, então peço para aqueles que conseguem ler levem essas informações aos demais... Um grande abraço...Salve Deus!!!

bem esclarecedor este artigo sobre prisão. acredito que realmente deva ser assim, ao assumirmos uma prisão devemos estar bem até para que possamos realizar o trabalho em sintonia, com aternura, a humildade e vibrações de amorque tanto necessitam aqueles que deixamos ao longo da estrada.

Salve Deus, foi muito bom ter mais um esclarecimento, que o nosso senhor Jesus, possa te iluminar cada dia mais.

"Que bênçãos, me envaidecem e me esclarece profundamente e me entusiasma para que eu faça uma prisão. Estava eu esperando uma situação ruim para fazer esta prisão que mesmo antes de fazer minhas consagrações teria desejo dentro do meu coração.” sempre foi colocado você esta mal faz uma prisão. E esclarecida através deste maravilhosa comunicação,meu coração se abre pela rica oportunidade de estar com os sofredores e poder libertá-los de tanto sofrimento sem nada querer em troca de coração só a libertação dos sofredores me faz caminhar mais feliz.SALVE DEUS! Ninfa Vera Lucia,Yuricy missionária

salve deus!!muchas gracias por el aporte dado,la verdad no sabia muy prfundamente sobre el trabajo de prisao ahora entendi un poco que dios los siga iluminando siempre

Satisfeitissimo!!! Parabéns meu mestre!!!! Deus continue te iluminando.

Anderson Pessoa

Salve Deus Meu Mestre!
É muito ruim ver que alguns mestres e ninfas ainda se encontram presos na vaidade de seus desejos.
Não podemos fazer nenhum tipo de julgamento, mas temos a consciência de que um Médium do Amanhecer quando chega na Elevação de Espadas que é a classificação que permite assumir esta condição, esse Médium já deveria ter assimilado as leis e ensinamentos doutrinários o suficiente para saber que acima de tudo nossa Doutrina do Amanhecer não é para cuidarmos de nossas vidas mas sim daqueles que de nós necessitarem ou que nos forem confiados.
Não sabemos se a falha é dos instrutores que não falam isso de uma forma clara ou do próprio Médium que se preocupa apenas consigo mesmo...
Mas pelas Bençãos de Deus com o tempo vão adquirindo esses esclarecimentos.
E aqui no Exílio do Jaguar, muitos de nós temos a oportunidade de nos esclarecermos e, antes de mais nada olharmos para dentro de nós mesmos e consertar o que não está bom.
Graças à Deus Meus Irmão, que o Divino Mestre Jesus te Abençoe e te ilumine muito por tudo o que fez até aqui e, para que possa fazer muito mais com o Dom que Deus vos deu.
Abraços deste Irmão.
Mestre Luz Mago,
Willian Nogueira.
Belo Horizonte- MG
Templo de Ibirité- MG.

Mestre, eu ainda não assumi nenhuma prisão, não fiz elevação de espadas. Salve Deus mestre, o mestre sabe coloca as palavras certas e com fácil entendimento. Eu acrescentaria, se o mestre ou a ninfa tem trabalho fixo, de preferência em assumir uma prisão, quando estiverem de férias. Se vamos ter a oportunidade de provar que aprendemos a amar, realmente devemos estar preparados para doarmos amor. Então mestre um caderno cheio de assinaturas não é significado de que conseguimos o perdão do cobrador. Se não estamos em sintonia, desprendidos do mundo material corre-se o risco, de cansar e nada obter. Salve Deus, que maravilha faço elevação ainda este ano, e descobri o verdadeiro motivo do trabalho de prisão, o que via era como solução para diminuir as cobranças e a vida fica mais leve. Entendi que a vida fica mais leve, porque um veroz cobrador nos perdoa. Salve Deus.
Ninfa Lua.

Veja a verdade!
Quando está chegando o dia da queda da bastilha, os presidentes de templos fazem seus povos assumirem a prisão, forçam a todos, mas será que todos estiveram neste episódio?
Naquele tempo levando em consideração o numero de habitantes e vendo hoje a população mundial chegando a 7 bilhões de pessoas, será que você estava lá?
Por isso é necessário que todos se conscientizem que nem todos são o que são ou o que eram.
A prisão é um ato individualizado e não mecanicamente personalizado.
Você é que deve sentir quando e a hora para assumi-la.
Não se prenda a vaidade e aos caprichos dos interesses dos outros.

boa sorte!

Ai é onde mts vezes, se trabalha o "INTERESSE"

Salve Deus! Que texto esclarecedor.

adorei o texto....parabéns sempre que puder coloque mais textos como esse!
obrigado.

agora compreendi realmente o significado da prisão, apesar de não conhecer sempre segui minhas intuições, pois passei por uma fase dificil e logo que entrei na doutrina a 04 anos atraz, passei por desemprego, abandono do pai daminha filha qdo ela era ainda um bebê, fiquei dois anos desempregada morando com minha mãe. Algumas pessoas diziam assuma uma prisão que sua vida vai mudar, eu achava que não estava preparada, agora sei que fiz a coisa certa, manipulei bastante e tambem aproveitei que estava desempregada para melhorar o templo que faço parte, dediquei meu amor e minha paciência, esperei e consegui hoje, um emprego, terminei minha pós graduação e tenho um amor que me ajudou muito "Anderson Pessoa". A fé me salvou, a doutrina completou o que faltava em mim. Salve Deus! Tenho muito a fazer ainda, mas agora sei como seguir...Deus lhe abençõe sempre mais.
Tupinambá sol de Jaçõa do Amanhecer "Leila de Oliveira".

estou min sentindo muito bem com seus esclaresimento e cada vez mas filho do pai seta branca

Parabéns Mestre! pelas palavras de grande valor!

Mais uma vez Mestre, obrigada pelos esclarecimentos. Sempre assumi por meio de minha intuioção, mas já ouve também recomendação por parte de Preto Velho.

Amei seu texto...muito esclarecedor . Abraços

SALVE DEUS. FICO FELIZ POR ESSE ESCLARECIMENTO SOBRE O TRABALHO DE PRISÃO. EU ESTAVA PRECISANDO.

Salve Deus!
Sempre levei muito à sério este trabalho. Nunca o fiz para melhor dizer. A partir do momento que estamos com um cobrador ao nosso lado, temos que ter atenção redobrada. É difícil e, me considero tão imperfeita diante de tamanha sutileza. Vou para os tronos, procuro executar os trabalhos que a condição de primeiro estágio nos oferece, evito conflitos com nossos irmãos de missão, manter um padrão vibratório preciso em tudo que realizamos, a prece de intercâmbio ( aprendi com Kazagrande, a disciplina de sua execução diária, ele nos passou um arquivo à respeito) e, para mim está tudo bem. Não reclamo da quantidade de paciente, da teimosia e insegurança de tantos, apenas executo meu trabalho procurando ao chegar em casa conserva-lo, afastado de qualquer atrito, procurando somar a união entre todos que participam deste espaço em comum. Apenas um depoimento, que pode não ser tão certo porém, sinto-me muito bem agindo desta forma.

Salve Deus! Um belissimo texto e esclarecedor, pois sou de Portugal e aqui é recomendado se assumir uma prisão quando estamos com problemas e eu vim aqui para ser esclarecida pois sabia que não era brincadeira assumir prisão. Bem haja por este esclarecimento, Ninfa Cristina

Salve Deus! E o que fazer se o nosso Adjunto nos prender?

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.