Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

2º Editorial de Janeiro de 2011

“Ensinado demais” – “O Mestre Ilha” – “Os Sete Passos do Passe Magnético”
Meus irmãos e irmãs, Salve Deus!
Conta-se, que certa vez, um erudito pesquisador, ao desencarnar, foi arrastado para junto de um grupo de espíritos que vibrava em terrível sintonia.
Revoltado ele gritava que estavam enganados! Que ele não merecia estar naquele lugar junto com espíritos tão desprezíveis.
Ele era um estudioso! Um pesquisador que detinha o conhecimento dos mundos espirituais e da ciência física, no entanto, estava classificado junto aos que sofreriam por sua avareza e egoísmo.
Nos planos espirituais, seu padrão vibratório é sua sentença! Caem as máscaras e você estará onde deve estar e não onde quer estar. Ficará ao lado dos seus semelhantes que estão em sua mesma faixa vibratória.
Sabedor destas leis, ele afirmava que jamais havia enriquecido e nunca praticara a avareza e mesquinharia, por sequer ter tido posses materiais para tanto. Vivera e morrera pobre. Fora humilde dentro de suas pesquisas e sua v…

RESPOSTA 03: Devas, Exilados da Terra,

(respondendo aos comentários atrasados)
Devas:
Entre as diversas funções exercidas pelos Mestres Devas, está a Classificação e Reclassificação!
Meus irmãos, a decisão de um Devas é soberana! Um Mestre Devas deve ter sido preparado para discernir e intuir no momento preciso de uma Consagração. Não há o quê questionar.
Obviamente toda a responsabilidade é dele também. Se interferir na jornada natural de um médium por suas preferências pessoais, amizades ou inimizades, estará deixando a individualidade e trabalhando com a personalidade. Um Devas que não se faça digno da grandiosa missão que ocupa, arca com conseqüências espirituais que sequer somos capazes de avaliar! Salve Deus!
EXILADOS DA TERRA - É um tema bastante extenso, meu irmão! Por favor, escreva diretamente para o meu email e poderemos abordar este assunto embasados em textos mais extensos e direcionados.
Sozinho nos Tronos - A Responsabilidade nos Tronos é do Doutrinador! Uma frase pesada, mas extremadamente real. Quando o Apará s…

RESPOSTA 01: Angical e Tronos em um “Templo Pequeno”

(respondendo aos comentários)
Minha irmã Yuricy, Salve Deus!
O Trabalho de Angical é uma conquista! Sendo assim, os médiuns devem valorizá-lo ao máximo, sob pena não manterem a emanação necessária para sua manutenção.
Entendo também que o Angical é um trabalho que necessita da Corrente Mestre e por tanto não deveria ser realizado em um Templo pequeno.
Realmente, para poder iniciar o Trabalho, existe a necessidade de no mínimo sete pares, mas esta quantidade não é considerada para o Encerramento. Haja visto, que para os próprios médiuns, o Encerramento se dá no momento em que terminam seu trabalho pessoal.
Quanto aos Tronos, é importante ressaltar, da mesma maneira, que um Templo deve viver suas condições reais! Se tem Corrente Mestre, deve obedecer rigorosamente às Leis. Não tendo condições de cumpri-las corretamente, é preferível que se adéqüe à realidade e volte a funcionar em regime de Trabalho Especial, onde não há a necessidade mínima dos três pares.
Concluindo: Cada Templo deve viver …

Hora de Agradecer

Ah... Quantas vezes somos apressados e tão perfeitos em nossas orações para pedir!!! Como conseguimos inspiração, e escolhemos bem as palavras, para rogar às nossas Entidades as suas benesses. Como sabemos dramatizar bem nossas aflições e desejos “tão necessários” para nossa jornada.
Ah... Como nos lembramos de preparar o ambiente, mentalizar com fé e buscar um ritual perfeito para pedir. Defumamos o ambiente, colocamos sal e perfume, visualizamos nossos pedidos...
Mas... Na maioria das vezes esquecemos das orações quando só necessitamos agradecer.
Quando tudo vai bem, as coisas seguem um rumo mais harmonioso, a primeira coisa que esquecemos é de agradecer.
Por vezes algumas palavras ditas quase que por obrigação, um “obrigado” meio forçado, que nem sempre vem com a mesma entonação dramática que damos quando estamos querendo alguma coisa.
Por que pedir é tão importante, e merece tanta atenção, e agradecer é tão facilmente esquecido ou desvalorizado?
Esquecemos que deve haver uma troca de en…

Editorial – Janeiro de 2011

E-mails e Comentários
Com grande alegria e responsabilidade recebo aos que diariamente me escrevem. Respondo a todos com o mesmo carinho e respeito.
Nem sempre é possível responder imediatamente, pois o trabalho material e a vida familiar são parte de minha realidade e, por conseguinte, de minha missão.
Porém, sempre respondo a todos! Se algum dia você escreveu e não obteve resposta, pode ter certeza que ela parou na sua caixa de spams ou mandei para o endereço errado. Mas pode ter certeza que foi respondido e reenviarei se solicitado.
99% dos comentários são postados, um ou outro, procuro contato para responder particularmente em função de necessitar de uma resposta mais extensa ou mesmo particular, evitando expor o médium leitor.
Ontem recebi um interessante comentário de um Ajanã e fiquei com “a resposta pronta” o dia inteiro, esperando chegar em casa para poder enviar. Porém, já havia tantos emails na espera, que perdi a noção do tempo e quase que o blog fica sem texto para hoje. Fui s…

O DOUTRINADOR - RAIO DE LUZ!

Salve Deus! Meus Irmãos e Irmãs, ao observamos o sol podemos perceber que, o mesmo, ao atingir qualquer objeto projeta uma sombra deste. Aquela sombra, simplesmente é onde houve o impedimento de que os raios solares se fizessem presentes. Ela não é em si a parte ruim do objeto, na verdade nem chega a fazer parte do mesmo, é apenas uma projeção sem luz.
Nossos irmãos que estão na escuridão, desta forma, não são “coisa” ruim ou algo que se deve combater, pois a luz apenas se faz presente, nada precisa combater ou mesmo se impor. Estes irmãos são consciências sem esclarecimento, que um dia se perderam em suas expiações ou provas cármicas, muitas vezes tendo aumentado seu ódio através de nós mesmos, em outras eras, quando deixamos de passar-lhes o exemplo do perdão.
A grandiosa mãe clarividente, Tia Neiva, trouxe-nos os filhos do sol, suas sementes de paz e esperança: os Doutrinadores. Agora as nuvens cinzas de chuva podem conhecer os raios do sol e se transformarem nas águas da cura espiri…

O Pastor e Pai João de Enoque (Rep.)

Atendendo aos pedidos dos que não localizam o texto no blog, faço esta republicação. (Baseado em fatos reais)
O Pastor Otávio naquele dia estava inspirado. Falando com eloqüência para um grupo de fiéis:
- Sim! Hoje veremos o triunfo de Jesus sobre todas as forças do mal. Vamos àquela casa de macumbeiros e os colocaremos frente às provas de Deus. Ousam falar no nome de Jesus, mas com certeza não conhecem a Sua Palavra! Hoje conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará! Todos aqueles pobres enganados voltarão para Deus e nós o acolheremos com o perdão divino.
Otávio era um homem culto, estudioso da Bíblia e sua igreja uma das mais respeitadas da cidade. Não era uma seita evangélica, era uma igreja que exigia de seus pastores toda uma formação e um sério comprometimento com sua missão.
Sim! Ele era um missionário! De fé fervorosa, respeitado e entusiasta da evangelização. Sabia como tratar seus seguidores com respeito, e cativá-los na crença de um Deus de amor e soberano, que jamais pode…

As Duas Asas

Por Eliane Marinho – (Texto de nossa irmã, premiado pelo Jornal Panorama Espírita da cidade de Barretos)
O conhecimento é importante em todos os momentos de nossa existência. O saber implica responsabilidades.
A instrução transmitida de fora é importante, mas não é suficiente. Não nos tornamos melhores por saber.
É necessário e de suma importância então, a auto-educação.
Para desenvolvermos auto-educação existem três condições:
1 - “Conheça a ti mesmo!” - permanente exame de consciência;
2 – “Conhecimento do destino.” - o futuro depende da ação atual e o bem coletivo depende do equilíbrio individual;
3 - Conhecimento das qualidades, maus hábitos e defeitos.
Essas três condições nos levam a reforma íntima, porque o nosso objetivo é a evolução, desenvolver o intelecto e o sentimento.
Nesse trabalho de reforma intima não se pode exigir resultados rápidos, pois o que levou séculos "alojados no espírito, não será eliminado de um dia para o outro a golpes de vontade".
Os esforços são frustr…

O SOCORRO FINAL - 3

Por fim, na mensagem de 1979, Pai Seta Branca deixa clara a conjunção de dois planos já acontecendo, a junção do físico com o etérico antes de sua total extinção (a passagem de Capela culminará com a extinção do plano etérico, não permitindo mais a existência de um plano paralelo negativo na aura da Terra com a chegada do “Eldorado”):
“Filhos, nesta Terra, brevemente, vereis pássaros com faces humanas, voando nas proximidades, à vista do olhar físico, que atravessarão os leitos dos adormecidos.
Sim, quando chegar a hora, vereis, do outro lado do caminho, tribos realizando cerimônias e oferecendo sacrifícios nos ricos altares, diante das imagens também pesadas da ostentação, da tradição e do medo, e, prosseguindo mais um pouco na viagem, vereis que, sem fechar a porta do seu templo, serão arrastados para o oceano!
Então, filhos Jaguares, o Homem ainda verá seus grandes tesouros, suas tradições, seus velhos papiros, suas leis e escrituras religiosas, tudo, filho, levado pela água ou devora…

A VELHA ESTRADA SE DESMORONA

Uma estrada construída sem amor é um caminho que se desfaz em agonia e tristeza, pois sua estrutura foi alicerçada sobre o lado podre da alma, e o material de sua composição serve apenas ao plano denso, de vontades e alegorias do ego; é muito pesada e pouco durável.
O Caminheiro trouxe uma nova vida, uma nova estrada. A aventura do espírito, a encarnação, passou de uma noite sem lua para dias claros sem nuvens. Chegam agora os(as) Irmãos(ãs), em Cristo Jesus, para uma nova consciência! Aos velhos imperadores, meu respeito; aos novos semelhantes, a minha admiração.
Quando o Divino Mestre Jesus chamou os apóstolos de vermes, queria demonstrar seu descaso com a bajulação, não precisava de riquezas materiais e era absolutamente livre, mesmo sob a dominação dos Romanos, ou tentativa de exclusão dos próprios Judeus. Eram tempos difíceis, de pouca luz. Um clarão cegou os que muito enxergavam e recuperou a visão dos humildes. Nascia a Nova Estrada... a estrada do Espírito.
Agora não existem fato…