domingo, 5 de dezembro de 2010

PRECISAMOS DO REIKI?


Ao chegar aos Tronos o paciente diz seu nome e sua idade, sendo apresentado à Entidade. Normalmente então, o Preto Velho ou a Preta Velha, inicia um reequilíbrio energético na aura do paciente. Impõe suas mãos, sem a necessidade de tocar, pois, dispondo do ectoplasma dos médiuns, em conjunto com a energia espiritual atuante, pode literalmente reordenar a vibração do paciente.

A partir de então dá uma mensagem preliminar e abre um intercâmbio energético, permitindo que o paciente fale. Ao falar emite sua energia, normalmente pesada, em virtude de seus problemas, de suas dores e frustrações, e recebe, através dos “passes”, uma limpeza gradativa, que vai reequilibrar sua tônica vibratória.

Havendo necessidade, um irmãozinho pode ser trazido para ser doutrinado e encaminhado. Este por sua vez recebe uma técnica similar, agora aplicada pelo Doutrinador.

Ao terminar o atendimento o paciente sai “aliviado”, com uma evidente melhora de seu padrão vibratório e com sua aura em condições de receber o benefício de outros trabalhos, que podem ou não, ser necessários.

E o quê acontece com um paciente de Reiki? Não é basicamente a mesma coisa, com a diferença de que não pode haver o encaminhamento do espírito causador do desequilíbrio, e não há uma complementação com outros trabalhos?

E o “passista” do Reiki? Não estaria ele também aplicando uma técnica similar a dos Pretos Velhos visando a re-harmonização da aura do paciente? Obviamente em uma voltagem diferente, com uma assistência espiritual igualmente benéfica, porém muito mais limitada.

Dizer que não existe um Ritual ou que não se manipula diretamente uma energia dentro do Reiki, seria desmerecer esta nobre técnica oriental, que cumpre sua função com assistência de espíritos designados para este auxílio. Da mesma maneira que ocorre com as diversas correntes místicas e religiosas, igualmente benéficas, mas que operam em uma “voltagem” diferente da nossa Corrente. Cada Corrente tem sua característica própria!

Meus irmãos e irmãs, precisamos do Reiki? Não temos em nossa Doutrina as mesmas técnicas e ainda muito mais que nos foi trazido pela Clarividente direto dos Planos Espirituais?

Não desmereço, de forma alguma, esta técnica fantástica e efetiva, porém não podemos negar que, naquele momento, estamos operando em uma Corrente diferente e que sim, recebemos assistência de nossas Entidades. De modo que cobrar por uma aplicação destas, também seria uma segunda e ainda mais grave falta de conduta.

Já recebi diversos emails sobre este assunto e creio que bastaria uma pergunta simples para responder a todos os questionamentos sobre este tema: PRECISAMOS MESMO DO REIKI?

Não serão nossas Entidades capazes de proporcionar o quê precisamos e merecemos?

Creio que aqueles que respondem que precisamos do Reiki, estão muito distantes de conhecer a capacidade de nossa Doutrina e ainda não vislumbram tudo o que temos nas mãos. Salve Deus!

Kazagrande

25 comentários:

Parabens...Pela matéria.
Nós do Vale do Amanhecer, não precisamos de inventar.
Somos completos e acabados.
Se começar a inventar, vamos ficar falando sozinho...
Quer praticar Keiki? Mude de casa e boa sorte.

parabens linda a forma que fala me ensinou muito em quase 9 aanos de doutrina visitei por umas duas ou trez vezes uma reikiana ela é uma amiga nas fiquei me questionando sobre se eu nao estaria agindo errado ou nao apesar de muitas vezes aparecer dificuldade para eu estar no templo trabalhando eu posso dizer que eu amo de verdade minha doutrina e os abenegados menssageiros de DEUS grata SALVE DEUS e boa sorte

Este é um assunto muito serio, e foi muito bem colocado por voce Kazagrande.
Temos no Vale varios médiuns que usam esta tecnica dizendo incluisive nao se tratar de um cruzamento de correntes.
Voce foi muito sabio em expor a sua tese. Precisamos mesmo do Reiki?

EU ACHO Q PODEMOS APROVEITAR TUDO.
REIKI, CURA QUANTICA, MASSOTERAPIA, CROMOTERAPIA... TUDO PODE SER APROVEITADO SIM. A DOUTRINA DO AMANHECER ENGLOBA TUDO Q EXISTE DE IMPORTANTE, E NÃO HÁ PQ DESPERDIÇAR NADA.

ISSO EH SOH O MEU PONTO DE VISTA...

Salve Deus!
Não existe nenhum tom de desmerecimento ao Reiki! Conforme escrevi, sei perfeitamente de sua grande eficácia e que sua aplicação verdadeiramente proporciona melhores a quem o recebe e encaminha a quem está dedicando-se a tão valorosa prática.
Considero apenas que nossa Doutrina nos oferece todas as ferramentas para obtermos e proporcionarmos a Cura Desobsessiva e reequilíbrio espiritual. De modo que o título é: Precisamos do Reiki? Uma pergunta simples que ao termos consciência de tudo que está em nossas mãos, pode ser respondida com tranqüilidade e segurança.
Tão pouco nos é pedido ao ingressarmos na Corrente: Não devemos ingerir bebidas alcoólicas (por uma questão verdadeiramente técnica), não podemos cobrar (a energia mediúnica nos é dada de graça para ser assim totalmente disposta) e não podemos nos envolver em outras correntes energéticas e mediúnicas.
Em um Centro Kardecista encontramos muita Luz! Lá se prega o verdadeiro Amor, porém a manipulação é em outra corrente energética. O mesmo podemos afirmar de uma Missa Católica ou Culto Evangélico ou ainda em diversos outros rituais.
Desmerecer o Reiki seria dizer que não há uma manipulação energética assistida mediunicamente e dentro de uma determinada Corrente Energética. O mesmo se passa com outras técnicas que ultrapassam a categoria de Medicina Alternativa e chegam a utilização da mediunidade para seu emprego.
Admiro os “Reikianos”, porém, o Vale do Amanhecer nos deve bastar! Repito: Temos tudo em nossas mãos. Pena que nem todos assim descobriram.
Kazagrande

Em tempo…
Massoterapia, Cromoterapia, Acupuntura, embora igualmente usem técnicas orientais, não envolvem um ritual e podem ser aplicadas tecnicamente sem a MEDIUNIZAÇÃO que claramente o Reiki necessita.
Kazagrande

A resposta, para quem compreende tudo que nossa Doutrina proporciona, é muito simples: O Reiki é fantástico! Mas conhecendo o potencial de nossa Corrente e empregando os ensinamentos que recebemos, não precisamos do Reiki!

CRUZAMENTO DE CORRENTES
terça-feira, 3 de agosto de 2010

Este é um tema muito delicado, pois inúmeros de nossos irmãos, buscando instruções e repletos de boa vontade em saber mais para melhor poder ajudar, acabam se envolvendo em outras correntes de manipulação energética, atrasando suas vidas e cumprindo inadequadamente seus compromissos.

Uma das únicas exigências ao ligar-se a Doutrina do Amanhecer é que não cruze correntes!

Vamos primeiramente exemplificar de uma forma simples e inteligível para todos:

Morei em uma cidade onde a corrente elétrica era de 110 Voltz. Mas existe um grande número de cidades cuja voltagem da rede local é de 220 Voltz. Imaginemos que eu tivesse um aparelho simples, um secador de cabelos, por exemplo, de voltagem única. Caso o aparelho tivesse uma resistência de 110 voltz, e fosse ligado em uma tomada de 220 voltz, naturalmente ele se queimaria. Ao contrário, se tivesse uma resistência de 220 voltz, e fosse ligado em uma tomada de 110 voltz, ele não queimaria, mas funcionaria “pela metade”, sem força para executar sua função.

Quando nos ligamos a Doutrina do Amanhecer recebemos esta resistência apropriada (somos como o secador de 110 ou 220 voltz). Nossa ligação, não é apenas uma mera formalidade, é um registro espiritual no qual passamos a dispor de energias, dentro de uma força decrescente de uma mesma linha (uma mesma rede de voltagem). Ao nos “ligarmos” a outra Corrente, diferente daquela a qual juramos, receberemos os efeitos desta distonia de cargas.

Um secador de cabelos, de mesma potência, se for projetado para 110 ou para 220 voltz, irá executar o mesmo trabalho (1.000 wattz a 110, ou 1.000 wattz a 220 produzem a mesma energia térmica). Dessa forma explico que tanto em nossa corrente, quanto em outras, um médium pode ter a mesma capacidade de trabalho, mas, se está ligado a uma corrente e insistimos em participar de outra o quê acontecerá? Irá “queimar” ou funcionar “pela metade”. Não que uma seja mais forte ou mais fraca que a outra, apenas o aparelho é que foi preparado especificamente direcionado para aquela forma de manipulação.

O médium do Amanhecer é um aparelho Iniciado (projetado) para a manipulação especifica dentro de nossa corrente. Ao buscar participar de outros rituais, em outras correntes, com certeza irá sofrer prejuízos, e estes prejuízos serão somente pessoais. Não interferem na corrente! Assim como a rede elétrica não sofre com o uso de um aparelho fora do seu padrão e somente o aparelho é que sofre as conseqüências.

Desta maneira exemplificada e simplista é que procuro mostrar a parte técnica de um cruzamento de correntes.

Porém, muito mais está envolvido na verdade! Ao iniciarmos, assumimos um compromisso, e como já afirmei acima, não é apenas uma mera formalidade. Seu nome estará registrado no Grande Livro dos Iniciados dos Himalaias. Você poderá deixar a Doutrina, desencarnar na bebedeira, e ainda sim seu nome estará lá!

Nossa Doutrina é completa e oferece tudo que podemos precisar de apoio espiritual para bem viver e nos conduzir.

Agora vamos esclarecer alguns pontos obscuros e que por vezes levam nossos médiuns ao fanatismo por excesso de zelo.

Mestre, minha irmã vai casar, minha família toda é católica somente eu faço parte do Vale, que vou fazer?

Salve Deus! Jamais nossa Doutrina deve trazer a desarmonia para dentro de uma família. Existe um compromisso espiritual ao escolhermos nossa família e isso é muito sério. Pode assistir o casamento de sua irmã e, de preferência, na primeira fila, para enxergar a beleza deste ritual bem direitinho! Você só não pode é participar do ritual.

Mas o quê seria participar?

Participar é você ser o padrinho ou madrinha do casamento, fazer uma leitura, tomar comunhão, confessar, rezar as preces ritualísticas, participando ativamente da cerimônia. Não pode ocupar nenhuma posição em que se exponha como se fosse um membro. Você está ali para assistir a realização! Se pedirem para sentar, sente-se, para levantar levante, mas tenha em mente as suas preces e não se envolva naquele ritual (nada de preces e cantos próprios daquele rito). Você é um assistente, não um participante. Como se fosse um fotógrafo em nosso templo.

Mestre, posso tomar um passe no Preto Velho de um Terreiro aqui perto de casa? Dizem que é uma entidade maravilhosa e que lá somente trabalham com Umbanda Branca, só coisas do bem!

Salve Deus! Em nossa Doutrina você não só toma o passe com o Preto Velho, como também é parte integrante desta junção de forças de Luz. Caso considere que não encontra aqui o quê precisa, você está no lugar errado. Afirmo categoricamente que o dia que não encontrar alguma resposta dentro do Vale, eu abandono minhas armas e saio à procura! Nunca fiquei sem respostas em nossa Doutrina, por isso afirmo com tanta segurança.

Mestre, Batizado posso assistir?

O mesmo caso do Casamento. Assistir pode, não pode é ser padrinho (madrinha) e participar ativamente do ritual. No Vale do Amanhecer temos o Ritual de Batismo mais bonito que já conheci (conheci muitos!!!).

Mestre, e o Kardecismo? São tão próximos de nós, lá não tem problema, né?

Lá também é uma corrente mediúnica maravilhosa. E da mesma forma, por ser uma corrente mediúnica, tem sua “voltagem”. Participar, ou tomar passes dentro do singelo ritual Kardecista é cruzar correntes sim!!! Quem diz o contrário está desvalorizando esta grandiosa doutrina de Alan Kardec e Chico Xavier, pois seria o mesmo que afirmar que lá não se manipulam forças.

Da mesma forma afirmo: Qualquer, religião, seita, ordem religiosa, filosófica, doutrinária, iniciática, cabalística, etc., que detenha alguma forma de ritual, tem a sua “voltagem” e por tanto é um cruzamento de correntes!!!

Insisto, se você diz que “tal lugar” não tem problema porque lá se tratam de outras coisas, significa que está negando que neste local tenha algum ritual e que lá não se manipulam forças. “Não tem problema” só se aplica para onde não existe manipulação energética ou sequer tenha alguma ritualística!!!

Existindo ritual, ou manipulando algum tipo de energia ou força, sua participação será um cruzamento de correntes!

Mestre, disseram para mim que ler livros espíritas pode ser um cruzamento de correntes?

Salve Deus! Você deve ter confundido alguma coisa. Quando se está em desenvolvimento, antes de emplacar e mesmo até a Elevação de Espadas, é oportuno se abster de qualquer leitura fora de nossa Doutrina, apenas porque neste momento de desenvolvimento, de suas aulas, você tem um farto material a sua disposição, e valiosas instruções, características de nossa Doutrina, lhe são passadas. Ao envolver-se com leituras estranhas à corrente, você poderá ficar confuso, e mesmo trazer questionamentos para as aulas que não estão dentro dos necessários e estruturados roteiros deixados por Tia Neiva e Mário Sassi. Somente isso! Após este período de aulas, você pode ler normalmente todo tipo de livros, procurando os que lhe façam bem! Que enriqueçam sua cultura doutrinária. Aqui mesmo, no Exílio do Jaguar, sempre esclareço ao indicar livros que não são de nossa Doutrina, como um fonte de conhecimento interplanos e enriquecimento doutrinário. Estando seguros de nossa fé, podemos ler artigos e livros de qualquer religião, desde que sintamos que fazem bem para nós.

Encontramos nos livros kardecistas milhares de histórias, e informações, que nos levam a compreender, e refletir a luz de nossa própria Doutrina. Relendo nossos próprios livros e Cartas de Tia Neiva, descobrimos uma magia deslumbrante, pois sempre parece que encontramos algo que nunca havíamos lido antes. Assim se passa porque nosso amadurecimento doutrinário descortina nossa consciência espiritual, e permite vermos mais longe a cada nova releitura.

Livros de filosofia, psicologia, misticismo, ocultismo, etc., são para aqueles que conseguem filtrar bem as informações sem envolver-se em sugestões de pequenos rituais ou ceticismos acadêmicos.

Mestre, posso fazer o sinal da cruz ao passar em frente a uma igreja?

Salve Deus! Salve Deus é a nossa chave!

Kazagrande

“A participação do médium em nossa Corrente não é uma simples formalidade. Ela funciona nos vários planos do médium e ele sintoniza com forças desde o plano físico até às várias gamas do plano espiritual. Na verdade, o progresso de nossos médiuns é avaliado em termos de impregnação, de assimilação da Doutrina. Se praticar seu mediunismo por outros métodos, ele não consegue a sintonia necessária e vive desequilibrado.” Trino Tumuchy – Mestre Mário Sassi

“A participação do médium em nossa Corrente não é uma simples formalidade. Ela funciona nos vários planos do médium e ele sintoniza com forças desde o plano físico até às várias gamas do plano espiritual.

Na verdade, o progresso de nossos médiuns é avaliado em termos de impregnação, de assimilação da Doutrina. Se praticar seu mediunismo por outros métodos, ele não consegue a sintonia necessária e vive desequilibrado.”

Trino Tumuchy – Mestre Mário Sassi

Caro irmão e MESTRE KAZAGRANDE!
SALVE DEUS!
Eu, meu irmão, com certeza, sou um dos que lhe mandou email sobre este assunto. E, conforme disse, já havia buscado uma orientação junto ao nosso Trino Sumanã a respeito da utilização do Reiki.
Agora, porém, com essa sua brilhante elucidação, FICA DEVIDAMENTE ESCLARECIDA A MINHA DÚVIDA EM RELAÇÃO A UTILIZAÇÃO DESSA ENERGIA/TÉCNICA COMO INSTRUMENTO DE TRABALHO REMUNERADO.
REALMENTE, não temos nós a necessidade de uso do Reiki, em atuação em separado de nossos mentores quando na execução dos trabalhos em um de nossos templos. Este seu comentário me fez, inclusive, RECORDAR aquilo que muita vezes nossos abnegados mentores nos ensinam "AQUILO QUE DE GRAÇA OU, COMO GRAÇA RECEBEMOS, DEVEMOS, DA MESMA FORMA DISTRIBUIR", ou seja, DAI DE GRAÇA AQUILO QUE DE GRAÇA RECEBESTES.
Mais uma vez, MEUS SINCEROS AGRADECIMENTOS, MEU IRMÃO.
SALVE DEUS!

Complementando…
Não é uma questão de “misturar as coisas”...
Vou recordar uma passagem com o Tio Beto, em uma reunião de Presidentes...
Ele disse que certa vez esta em Uberaba e tinha a oportunidade de ir ver o Chico Xavier. Queria uma mensagem de sua mãe... não era o Trino Ajarã... Era o Beto, um homem como qualquer outro que deseja ter uma “notícia”, saber da mãe!!!!
Porém... Ele considerou tudo o que nossa Doutrina tem! A Voz Direta, o Terceiro Verbo, tantas técnicas e trabalhos, trazidas diretamente dos planos espirituais! Temos tudo aqui! Se sua mãe precisasse falar com ele, ela saberia como, pois formas não faltam para canalizar mensagens (E ENERGIAS TAMBÉM).
Assim... O Beto... Não o Trino Ajarã, declinou da possibilidade de ir ver o Chico e ter uma mensagem de Tia Neiva... de sua mãe!
Esse exemplo de respeito e compromisso, e mais do que isso, de sabedoria em considerar que temos tudo em nossa própria corrente e em nossas próprias técnicas de manipulação e “canalização”, basta? Precisamos do Reiki? Salve Deus!
Não temos dogmas! Temos um compromisso onde apenas três coisas nos são pedidas... Porém, mesmo assim... Cada um tem seu livre arbítrio!
Salve Deus!

Ah... A propósito... Foi um médium que ofereceu levar o Trino discretamente até o Chico, "ninguém" saberia!!!

acredito que o reiki tem uma funçao benefica enorme, mas tbm sei que o jaguar foi preparado para ter tudo. isto lhe foi dado ajuntando forças e conhecimento, fazendo assim um medianeiro pronto para trabalhar, mas, este tbm tem que estar equilibrado em todos os sentidos.reiki e isto equilibrio de forças " se me fiz entender! " somos todo missionarios em varias linhas trazidos pelo caminheiro jesus.
por isto acho que ja atuamos com as energias benefica do reiki mas em outra proporçao energetica.
salve deus

Salve Deus!

Normalmente só respondo às questões enviadas por email, pois as as respostas devem ser pessoais para não formar um grupo de debate.

Sobre o procedimento ao receber um pedido familiar, questionado por uma Ninfa anonimamente.

Minha Estimada Irmã,

Faça sua oração, mentalize suas Entidades, pedindo a assistência necessária para a realização, e use o quê aprendeu! Somente isso!

Aproveite para unir a família em torno da oração (não há necessidade de usar preces modelo do Vale – use sua intuição e fale de dentro do seu coração).
Tenho certeza que receberá toda a assistência necessária para saber como se conduzir nesta hora e obter o quê estiver no caminho de vocês.

Por conta destas pequenas indagações, muitas vezes nossa família é despertada, inicialmente pela curiosidade, e depois pela realização, por sentir não apenas que se recebe algo de bom, mas pelo muito que se pode fazer de bom pela humanidade.

Nossa Doutrina é completa e tenho total confiança de que receberá.

Um fraterno abraço,
Kazagrande

Minha estimada irmã Solange,
Salve Deus!

Por favor, minha irmã, releia as respostas que já postei dentro da própria publicação, ali encontrará mais explicações.

Considerando que o Dr. Ralph já utiliza esta aplicação dentro de nossos trabalhos de Cura, perdoe-me, mas considero desnecessário buscar fora do Templo sua aplicação e manipulação.

Dona Leda não é da Doutrina do Amanhecer e creio que nosso querido ÇTrino Tumuchy teria deixado registrado seu apoio a esta maravilhosa técnica, caso concordasse que ela deveria ser usada como complemento ou preparação para nossos trabalhos.

O Cruzamento de Correntes, conforme o próprio Trino Tumuchy nos ensinou, se processa quando nos envolvemos com outras correntes energéticas. Não tenho dúvidas (exaustivamente repito), sobre a efetividade do Reiki, assim como considero uma bênção divina um trabalho realizado dentro do Kardecismo, do Johrei e outras formas de manipulação energética. São apenas pertencentes a uma linha diferente da nossa, igualmente positivas, mas em outra voltagem.

Um terço, uma reunião de orações evangélicas ou espíritas, igualmente beneficia e aclama um paciente e também faz bem aos participantes, não tenho dúvidas. Se consideramos que o Reiki pode ser aceito como algo “natural” para um Jaguar que dispõe de todas as ferramentas dentro dos ensinamentos de nossa Doutrina, teríamos que também nos render a outras práticas igualmente produtivas e benéficas. A verdade é que cada um tem seu lugar para manipular e cumprir sua missão.

Conheço diversos missionários que empregam sua mediunidade em outras correntes e são igualmente felizes e cumprem com maestria sua missão.
A pergunta do texto, repito: Precisamos do Reiki?

Temos tudo em nossas mãos, deixado pela nossa Mãe Clarividente e não tenho nenhuma dúvida de que, se houvesse necessidade, ela mesma teria nos alertado para isso.

Não precisamos do Reiki! Em nossa missão na Doutrina do Amanhecer podemos empregar integralmente nossa mediunidade.

A propósito, nunca escrevo sobre o quê não conheço ou não tenho segurança. Falo apenas de coisas básicas de nossa Doutrina que pede apenas três coisas ao ingressar, uma delas, é esta “exclusividade”.

Um fraterno abraço e não me julgue mais, apenas exponho com clareza os fatos.

Seu irmão Jaguar,
Kazagrande

Creio que aqueles que respondem que precisamos do Reiki, estão muito distantes de conhecer a capacidade de nossa Doutrina e ainda não vislumbram tudo o que temos nas mãos. Salve Deus!

Caro mestre, salve Deus; Deus o grande Deus é oniciente, onipresente e onipotente, e conforme a sua vontade ele nos concede a sua graça, la em II corintos fala sobre os dons espirituais aos quias devemos respeitar a vontade e o livre abitrio de cada um, aqueles que acha no REIKI a sua cura, que lá busque mesmo sendo iniciado na dotrina do amanhecer, porem denota este mestre que ele entrou na dotrina do amanhecer mais a dotrina nao entrou nele e lamentavelmente é´o que tem acontecido de muitos mestres entregarem suas armas por falta de esclarecimento dotrinario porque o nosso desenvolvimento é muito rapido os mestres em desenvolvimento recebem no plexo cargas despropocionais a capacidade de manipulaçao deste mesmo plexo, para se ter uma ideia no tibet um monge passa 21 anos para receber no seu plexo a carga de manipulaçao que um rama 2000 recebe em no maximo 4 ou 5 anos. salve Deus mestre meus respeitos com ternura.

continuaçao, então em funçao deste desenvolvimento apressado ao qual voce fala no comentario FABRICA DE MEDIUNS nas consagrações iniciação elevaçao e centuria tudo de uma so vez, tras toda estas consequencias para a dotrina, alias acho que nao foi feliz com aquela nota de esclarecimento sobre fabrica de mediuns, por que KASAGRANDE voce so falou a verdade e as vezes a verdade precisa ser dita, para que seja preservado o que nossa mae deixou o que parece mais correto e justo pois somos todos iguais perante a Deus pai todo poderoso salve Deus...

Por último, se nossa Corrente e nossa Doutrina não forem suficientes para o Médium, a ponto de ter que buscar outros cultos ou práticas, esse fato invalida sua posição de Médium por definição...

Trino Tumuchy – Fascículo 4 de Instruções para Médiuns

Salve Deus! Fui Rosacruz, Kardecista, Fiz curso de Do-In, enfim, tive sempre desejo de conhecimento. Determinado momento adoeci seriamente, um diagnóstico de doença auto-imune; suspeita de Lupus, Artrite, Fibromialgia, etc., então nessa época conheci o REIKI, fiz 10 sessões com uma terapêuta, depois fiz o curso I, II e III de Reiki, tornei-me reikiana, mas sempre questionei o pagamento pelas aplicações, ao que a terapêuta respondia que era um trabalho como outro qualquer, entretanto, por não concordar nunca cobrei absolutamente nada. O tempo passou e conheci e ingressei no VALE DO AMANHECER. Sempre digo que não sou suspeita para falar desta Doutrina maravilhosa, pois sempre tive sede de conhecimento espiritual, sempre li buscando entender o que sou (não quem eu sou). Hoje, sou uma médium (Apará) FELIZ. E lembro que desde 2007, não pratico o Reiki, pois sinto que não preciso de mais nada, pois tenho absolutamente TUDO que preciso no Vale do Amanhecer. Salve Deus!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.