segunda-feira, 21 de outubro de 2013

A PIRA (rep.)


Mestre, o quê são aqueles “desenhinhos” que tem na Pira?

Salve Deus! Infelizmente, muitos já estão se esquecendo e até mesmo formando Mestres que desconhecem o significado. Já encontramos hoje Templos que sequer têm a representação correta devidamente pintada na Pira.

A Pira é nosso primeiro contato ritualístico com a Doutrina. Onde aprendemos a fazer nossa preparação e onde firmamos nosso primeiro compromisso iniciático.

Claro que nem todos são “obrigados” a saber seu significado simbólico, mas os instrutores e principalmente os presidentes, devem ter o cuidado de estar atentos para responder corretamente se são questionados.

Infelizmente este conhecimento vai se perdendo em uma pressa injustificada de “preparar” médiuns e futuros instrutores, sem o devido cuidado.

Coisas simples, básicas, e que aqueles que têm o “espírito de Jaguar” questionam, perguntam, sentem “fome” de conhecimento, devem ser respondidas! Quem chegou antes tem esta obrigação de estar preparado para responder ou para encaminhar a quem sabe responder com segurança.

Vamos a resposta:

A Pira representa o centro de controle do Templo e, ao mesmo tempo, é uma síntese da Doutrina do Amanhecer.

Colocando-nos de costas para a estátua de Jesus vemos o seguinte:

a Terra, representada pela base;

o Sol a sua esquerda e a Lua a sua direita.

No centro está colocada a Presença Divina. Essa figura não é privativa de nosso Templo e é encontrada em uso em outros grupos iniciáticos. Ela representa os 7 planos do Homem, ou seja, do Espírito encarnado na Terra com seus 7 raios de forças.

No centro, na parte espelhada, está representado o Corpo Físico, seu sistema nervoso, os 7 plexos, seus “chakras” correspondentes e o sistema circulatório do sangue.

O sangue venoso e o sangue arterial representam os pólos positivos e negativos.

O círculo maior destaca o Plexo Solar e o seu respectivo “chakra” umbilical.

As duas taças representam o sangue que fornece o ectoplasma.

As duas setas, uma subindo e outra descendo, simbolizam a macro-circulação.

Temos então representados o Micro-Cosmo, que é o Homem, e o Macro-Cosmo que representa seu Universo.

As estrelas simbolizam Mayanti e as nossas casas transitórias.

Kazagrande

OBSERVAÇÃO:
Texto baseado nas Aulas do Trino Tumuchy, Mestre Mário Sassi (em memória).

7 comentários:

Salve Deus!

Caro e maravilhoso irmão a cada texto fico cada vez mais atualizada e
feliz por receber estes textos esclarecedores.

Feliz Novo Ano Feliz!!!!!!!!!!

Mestre,essas informações muito nos serve, nos esclarece..continue assim, sempre nos atualizando com esse maravilhoso acervo..SALVE DEUS!
Feliz Ano Novo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Att.:Roldão Neto.

Fico sempre feliz e atento, para cada informação que recebo. É de suma importância informações deste tipo, pois que encontramos dentro do vale, mestres totalmente despreparados, no quesito da informação sobre a doutrina do amanhecer. Que o bondoso pai Seta Branca, continue a iluminá-lo, para através de tí, possamos receber cada vez mais, inormações necessárias a nossa evolução dentro do "amanhecer".

Properidade, pais e harmonia no ano vindouro e 2011.

Petrônio/Barão.

Gostaria de saber a representação das espadas na pira

Salve Deus mestre! quero conhecer melhor o significado de cada simbolo mas na maioria das duvidas nao dao respostas.Mestre continue a nos esclarecer e conhecer esta doutrina iluminada.

Mestre obrigada por informacoes tao importantes para um jaguar que procura entendimento pois sao poucos que nos dao algumas informaces.

Obrigada! Que Deus te abençoe por todo sempre. Que vc possa sempre trazer a luz do esclarecimento para nos.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.