quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

O Médium de Incorporação: APARÁ!


Quem me conhece pessoalmente sabe do especial carinho que dedico aos Aparás. Um médium de incorporação deve ser respeitado como nossa capacidade máxima de comunicação direta com os planos espirituais.

Ser Apará é uma missão dolorosamente grandiosa. Ouvir, traduzir conhecimentos e instruções que por vezes ainda são muito difíceis para o próprio médium seguir. Imagine o conflito interior que vive um Apará, que com a voz direta, tem que respeitar seu juramento passando as instruções para um paciente e que muitas vezes ainda não consegue dominar aqueles mesmos instintos.

Um Apará sofre! Sofre a incompreensão dos Doutrinadores, que por vezes o julgam melindrosos, cheio de dedos. Sofre com a incompreensão de si mesmo. De muitas vezes não se sentir digno da grandeza da qual é instrumento. Sofre com a consciência da incorporação e as dúvidas que se acercam nesta hora.

Ser o instrumento de uma Entidade de Luz implica em ser o seu ouvido o primeiro a ouvir os conselhos, as orientações, as chamadas à razão...

Absorvendo as energias, ao contrario do Doutrinador, que as reflete, seu temperamento se torna mais facilmente variável. Manter o controle em ambientes cujo padrão vibratório geral está comprometido é uma árdua tarefa a cada dia. Por vezes se calam simplesmente porque necessitam controlar seu próprio padrão e sentem as influencias com mais intensidade. Ou ainda se afastam, abandonam simplesmente o lugar onde não se sentem mais a vontade.

Compreender o médium de incorporação é uma necessidade fundamental para os doutrinadores(as). Ser paciente nos momentos em que fecham. Identificando que algo não está bem e dispondo-se imediatamente a ajudar na mudança de sintonia.

A Ninfa Lua é a mais perfeita expressão da rosa em nossa Doutrina. Sensível, por vezes frágil, é destinada a encontrar um doutrinador que compreenda e participe de sua jornada.

As Ninfas têm a característica de buscar a segurança no Doutrinador. E este precisa habilmente saber individualizar-se como Mestre e entregar-se na missão, sem confundir seus sentimentos e distorcer seu compromisso.

Ser Ajanã é sentir-se uma sombra em um oceano de luz. É compreender primeiro, aceitar primeiro, ouvir primeiro, tolerar primeiro e nem sempre poder esperar a mesma reciprocidade.

Antes de criticar qualquer Ajanã devemos lembrar que é um Doutrinador que conduz as suas aulas de Desenvolvimento. Que o orienta sobre a conduta, lhe passa as instruções e por fim o libera para o atendimento, quando o avalia pronto!

Escrevo tudo isso para despertar a consciência da missão grandiosa de ser Apará! De trazer a Voz Direta, como receptáculo de uma Entidade de Luz! De iluminar, consolar, aconselhar e CURAR!

Kazagrande

9 comentários:

muito bom esse texto,o medium apara realmente se sente em grande responsabilidade de carregar esta grande missao que Deus lhe confiou

descobri a pouco tempo que tenho uma missão mediunica, nunca pensei a anos atrais ou meses ,que estaria aqui hoje me desenvolvendo como apará,sinto que o sofrimento e uma constante na minha missão e que a responsabilidade e muito grande,mais não posso desisitir,sei que e o momento certo.

salve deus.
Agradeço por tão lindas palavras.
salve deus.
CRPC

SALVE DEUS,
SOU UM APARÁ EM DESENVOLVIMENTO E SUAS MENSAGENS E TEXTOS SOBRE O ASSUNTO ESTÃO SENDO DE GRANDE AJUDA PARA O MEU ESCLARECIMENTO E BUSCA DA MINHA PAZ INTERIOR.. AGRADEÇO A DEUS POR ESTA LINDA OPORTUNIDADE DE SERVIR A MEUS IRMÃOS NA LEI DO AUXÍLIO! GRAÇAS A DEUS!
DEUS LHE PAGUE SÁBIAS PALAVRAS COM MUITA LUZ EM SEU CAMINHO!

FIQUE NA PAZ DO SENHOR!

Salve Deus,as pessoas acham facil ser apará e somos julgadas tantas vezes,mesmo estando sempre consciente de minha responsabilidade nos meus trabalhos,sei que tenho que peneirar pois como tia Niva disse;melhor que saiam desacreditando do trabalho que de si mesmo.Que nosso Pai continue te iluminando!!!Ninfa Tagana,Salve Deus.

Sentir e refletir a mensagem dos mentores não é uma árdua tarefa, considero uma responsabilidade mas além disso um desejo que crescia a muito tempo dentro do meu ser. Meu aprendizado é constante e quando sinto que sei algo é quando eu mais sei que tenho que aprender. A incorporação é uma escola e posso dizer que somente trabalhando é que se adquire segurança. Vale mencionar que a sintonia é a grande palavra-chave da incorporação. Pessoalmente considero que estando em sintonia nós aparás "vibramos" juntos com as entidades de luz e não interferimos na mesma e por tanto a mensagem flui naturalmente.

Salve Pai Seta Branca. Salve os Pretos Velhos e as Pretas Velhas. Em Cristo Jesus.

Welvys
Ajanã

Ser Apará é compreender e conhecer seu próprio espirito, é buscar o infinito do nosso intimo sabendo que lá encontraremos a pureza de nossa alma e somente com esta pureza chegaremos as vozes divinas e curadoras, é saber controlar e inspirar nosso espírito para chegar cada vez mais perto do céu, ouvir vozes de luz sabendo que cada palavra pode mudar em minutos a vida de muitos espíritos sofredores encarnados e desencarnados. É oferecer um caminho de luz para nossos irmãos que não enxergaram o infinito amor de Deus. Mas o que seria de um Apará sem seus doutrinadores, não seriam nada, inclusive o que seria de um grande Apará sem seu Mestre Abençoado e digno de todo respeito e admiração, nada. O Amor nos une, sempre nos uniu, não só nesta como em muitas vidas, sempre devemos manter este Lindo e Verdadeiro Amor, pois somente assim poderemos concluir nossa Missão Juntos. Por estes e muitos outros motivos agradeço A Deus, Jesus Cristo, Tia Neiva, Pai Seta Branca, Aos meus mentores, por terem me guiado de volta pra casa.

Laís Favero
Ninfa Lua

Ser Apará é compreender e conhecer seu próprio espirito, é buscar o infinito do nosso intimo sabendo que lá encontraremos a pureza de nossa alma e somente com esta pureza chegaremos as vozes divinas e curadoras, é saber controlar e inspirar nosso espírito para chegar cada vez mais perto do céu, ouvir vozes de luz sabendo que cada palavra pode mudar em minutos a vida de muitos espíritos sofredores encarnados e desencarnados. É oferecer um caminho de luz para nossos irmãos que não enxergaram o infinito amor de Deus. Mas o que seria de um Apará sem seus doutrinadores, não seriam nada, inclusive o que seria de um grande Apará sem seu Mestre Abençoado e digno de todo respeito e admiração, nada. O Amor nos une, sempre nos uniu, não só nesta como em muitas vidas, sempre devemos manter este Lindo e Verdadeiro Amor, pois somente assim poderemos concluir nossa Missão Juntos. Por estes e muitos outros motivos agradeço A Deus, Jesus Cristo, Tia Neiva, Pai Seta Branca, Aos meus mentores, por terem me guiado de volta pra casa.

Laís Favero
Ninfa Lua

Salve Deus!
Que sensibilidade Mestre, muito bonita a forma de compreensão que tens com o Apará, nem todos tem esse respeito por nós. Graças a Deus! Que tenhamos mais Doutrinadores com essa capacidade e compreensão para juntos cumprirmos a nossa missão com amor.
Ninfa Lua.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.