sexta-feira, 19 de abril de 2013

Um Ajanã na luz do Sol


Abaixo uma mensagem, mais do isso! Na verdade um poema de um Mestre Ajanã de longa data. Um veterano que tem a humildade assumir a contínua busca do aperfeiçoamento pessoal. Meus respeitos Mestre Julio. (republicação)

Salve Deus!
Sou apenas um Ajanã solitário sobre o divã do sol.

Aceitação! Esta é uma palavra chave para estes nossos momentos.

O preconceito de idéia mata a mente.

Incluir os outros é a lição da vez, observo em mim mesmo...

Nunca devemos ficar às margens da verdade, a título de fidelidade ideológica, em uma interpretação racional difusa sob a ritualística.

Preocupo-me com os contextos... Falando para mim... Mas todos são meus irmãos neste caminho terrestre!

São bonitas as histórias e as experiências fora do corpo, mas as considero acima de tudo sob a égide de uma forma subconsciente de estudos. Uma ferramenta de aprendizado inter-planos.

A mediunidade aguçada traz algo do paraíso e muito do umbral, sobretudo se o ser ainda estiver preso ou refém do ego.

Este acervo eletrônico é prova e testemunha da universalidade do gesto abnegado de iluminados educadores.

O conhecimento está aberto a quem o busque.

A fonte é Una no universo!

Pai Seta Branca, simultaneamente também o Francisco de Assis.... Duas mensagens em épocas tão distintas: a cura desobsessiva do planeta, e a purificação e auto-superação exemplificada no espaço da humildade!

A inocência franciscana e pureza dos sentidos! Não basta só desobsediar, mas sim simultaneamente, também, melhorar a nossa presença neste plano! Mais além até do que a Conduta Doutrinária. A vida na matéria é um desafio, um teste a ir além dela!

Semeando a verdade aprendemos a amar os outros como sendo a si próprio (no limite de cada capacidade).

Somos ascendentes da Corrente Indiana do Espaço e temos todas as etnias do universo. Podemos distinguir o que é um cruzamento de corrente e não ter medo de buscar os conhecimentos.

Salve Deus! Interpretação da expressão de origem egípcia que honramos com a verdade absorvida e semeada aos quatro cantos do universo.

O amor sincero é a ponte que encurta todas as distancias, que une todas as crenças, todos os irmãos.

Julio Sheridon

2 comentários:

Maravilhoso!!! Que Deus Pai Todo Poderoso te abençoe SEMPRE!!!

Lindo poema! Inspiração direta de Deus! Que Jesus te abençoe sempre! Salve Deus!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.