quinta-feira, 21 de julho de 2011

Para os Instrutores - 02


Filho, procure dialogar com o Aspirante, sem intrometer-se em sua vida particular, ensinando-o a respeitar a família - não o documento de casamento.
Seja humano acima de tudo, pois a religião consiste em respeito moral. Respeite uma mulher.

Se não houver respeito ou se desrespeitar uma ninfa, é como desrespeitar toda a guarda de Pai João, é tê-lo no seu calcanhar, o que não é bom, porque eles não nos castigam, porém nos deixam à mercê de nossos carmas!

Certa vez uma mulher, de uns vinte anos de idade, que odiava o marido, sem poder extravasar seus sentimentos, pois ele jurou matá-la se ela o abandonasse, chegou aqui para desenvolver. Seu mestre Instrutor lhe fez uma proposta, ou avançou o sinal da Doutrina, e a mulher começou a gritar... Levantou-se o problema como fenômeno, porém, o caso era outro... E somente agora, com a Prisão, o Instrutor se libertou de sua tão grande falha.

O médium, quando está aflorando a sua mediunidade, fica perigoso. Seja homem ou mulher. A maioria dos casais se desentendem nesta triste fase, sem observar que neste período é que mais recebem vibrações e podem, inclusive, ser atraídos para terreiros, dependendo de suas mentalidades.

O Instrutor, o mestre que se destina, na Lei do Auxílio, a esta espécie de trabalho, realiza o mais difícil, e sua lei passa a ser Humildade, Tolerância e Amor, e tem que usar um pouco mais de Psicologia.

O médium sempre tem razão, sob seus aspectos, e fica intolerante por isso. Os mestres Instrutores nada têm a ver com a situação dos médiuns. Porém, sim, em se tratando de um obsidiado.

O Doutrinador está se preparando para não ter dúvidas - essa a minha insistência!

Nos enfermos, pela atuação de uma projeção negativa, obsessiva, a tendência é confundir o ambiente para que não se obtenha um diagnóstico preciso para levar a vítima ao seu objetivo. Não é muito fácil distinguir a situação precisa do caso. É verdade que a razão não se afasta de Deus. Deus é absolutamente Fé e absolutamente Razão!
Tia Neiva, em 13 de setembro de 1984 - (Segunda parte)

1 comentários:

"A maioria dos casais se desentendem nesta triste fase"
Nunca pensei que isso fosse acontecer comigo,na verdade a gente nunca pensa né? a gente sempre acha que vai acontecer com os outros,mas realmente acontecem coisas para dificultar nosso desenvolvimento? acontece claro,mas NEM tudo é por conta disso. Apesar que muitas das vezes (creio eu) que é a Espiritualidade nos testando, pra ver se é aquilo mesmo que a gente quer...

enfim,o blog (como sempre) está maravilhoso Kazagrande,continue sempre afiado com a Espiritualidade pra nos trazer essas pérolas benditas

Um forte abraço deste irmão de longe

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.