quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Mestre Valdemar


Para mim é muito bom lembrar do Mestre Valdemar. Poucas vezes nos falamos, mas sempre que tivemos a oportunidade de conversar foi algo intenso, marcante.

Lembro da primeira noite que passei no Vale do Amanhecer... Antes de ser encaminhado para o Orfanato, dormi a primeira noite no sofá do seu escritório. Mestre Elias, um Adjunto Sivans, desencarnado há uns 15 anos (se não me falha a memória), foi quem me levou até ele. Convidou-me para tomar um café com pão e pacientemente respondeu um monte de perguntas que pipocavam em minha cabeça.

Depois deste primeiro dia, muito tempo se passou até que nos encontrássemos para conversar de novo. Era quase impossível encontrá-lo só, sempre estava rodeado de sua falange. Mas, estranhamente, todas as vezes que paramos para conversar estávamos sós.

Muitos conselhos e muitas risadas. Ele sempre contava alguma história pessoal vivida e que ficava como aprendizado válido até o próximo encontro.

Convivi muito pouco mesmo com ele, mas ao recordar vem uma saudade boa, uma lembrança fraterna e um carinho especial.

Que “lá em cima”, em festa promovida pelos recepcionistas que foram antes dele, e, quem sabe, ao lado do Mestre Elias, ele possa receber uma sincera vibração de amor, carinho e respeito deste Jaguar Exilado.

Kazagrande

Mestre Valdemar, Adjunto Japuacy, realizou sua passagem aos planos espirituais ontem, dia 03 de novembro de 2010.

1 comentários:

Que lindo ! Quantas saudades ...

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.