quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Um dia de Retiro


Às vezes fico a recordar quantos Retiros eu já perdi, antes de adquirir a consciência de sua fundamental importância em nossa jornada.

Um dia de Retiro é um dia especial! Você vai trabalhar também pela sua evolução espiritual, chegando mesmo a recolher bônus se esta participação for em sintonia e com isso adquirir merecimento. E não pensem que bônus se adquire com qualquer trabalho e a todo o momento! Muitos confundem os bônus que se pode receber durante os trabalhos realizados quando prisioneiros, com bônus que podem ser contabilizados em seu “tesouro espiritual”... Nada disso! Nada de pensar: “eu dou uma passadinha em uma Contagem e já tenho 1.000 bônus!”. Os bônus registrados em um Trabalho de Prisão são específicos para aquele trabalho, para a libertação que está sendo trabalhada, e são contabilizados muitos mais pela sua real sintonia do que por qualquer participação em trabalhos.

No Retiro é que você pode, efetivamente, auferir “bônus-hora” em termos de merecimento espiritual. Com este “ganho” é que seus Mentores podem “acertar” sua vida, libertar um cobrador e até mesmo atender um pedido.

O Retiro é a instituição básica da Corrente Indiana do Espaço. Desde os primórdios de nossa Doutrina, ainda na UESB, foram implantados como “obrigação principal” de um médium, em relação aos trabalhos mediúnicos.

Embora o Retiro comece as 9hs45min (a Espiritualidade já tem todo o ambiente pronto 15 minutos antes – por isso o toque da sirene), na verdade seu Dia de Retiro inicia a partir do momento em que você sai de casa em direção ao Templo. O atraso só é tolerado espiritualmente se algo acontece no trajeto contra a sua vontade. Mas a distração ou negligência invalida o Dia de Retiro. O trabalho será realizado, mas os bônus-hora não serão computados.

O mesmo acontece quando o médium abandona o Retiro antes de seu encerramento, antes do “Noite de Paz”, tema que já abordamos em artigos anteriores. Claro que se for motivo de força maior, seus Mentores entenderão e manterão o registro.

Não existem “pedaços de Retiro”... Não dá para fazer uma parte do Retiro. Você foi para o Trabalho Espiritual, mas não participou na realização do Retiro.

Não existe “meio Retiro”... Só pela manhã ou só depois das 15 horas. Existe um trabalho, que pode ser realizado com todo o amor, mas NÃO É UM RETIRO!

Durante o Retiro o médium não deve afastar-se do Templo. Somente na hora da refeição ou banheiro, e mesmo assim por um curto período de tempo, só o necessário mesmo! Afinal, o Templo não deve ficar “vazio”, é necessária a presença de médiuns, mesmo no período de intervalo, dentro do Templo. Na hora do almoço, devem revezar-se para a alimentação.

Esclarecendo ainda mais:

9hs45 – Toque da Sirene (3 toques: um curto, um breve e um longo) e início da Imantração;

10hs00 – Início da Abertura (pontualmente);

12hs00 – Almoço (uma parte dos médiuns fica de honra e guarda);

13hs00 – Neste horário já é conveniente que todos estejam no Templo, exceto os que permaneceram de honra e guarda, que devem então seguir para alimentarem-se;

14hs45 – Repete-se o ritual da manhã, reabrindo os trabalhos.

O Encerramento do Retiro é quando se canta o “Noite de Paz”. Havendo necessidade, o Retiro pode ser encerrado por volta das 22hs00 e um Trabalho Especial aberto para que se possam liberar os médiuns que não podem permanecer até muito tarde.

Abandonar um Retiro por um motivo fútil é “dar um tiro no próprio pé”.

Ao iniciarmos nesta Doutrina, assumimos o compromisso de ao menos realizar um Retiro por mês... Temos cumprido esse compromisso? É claro que existem dificuldades inúmeras para conciliar o trabalho material, e a lida diária. Mas quase todo mês tem feriado, e quando nossa intenção é pura, nossos mentores auxiliam de verdade! Não tenham dúvidas disso!

Temos neste dia, uma das mais ricas oportunidades de semearmos nosso futuro, de plantarmos para colher uma vida melhor até mesmo neste plano físico ainda. A sintonia, a verdadeira dedicação, a seriedade deste dia, TOTALMENTE dedicado ao Trabalho Espiritual nos torna pessoas mais conscientes, responsáveis e exercita nossa capacidade de concentração, de manter o equilíbrio e o padrão vibratório.

Quinta-feira... Dia de Retiro... Que tal a idéia?

Kazagrande

7 comentários:

Ao meu modo de ver o retiro é uma das maiores formas de renúncia e caridade que um mestre pode dar. Quantos "feriados de praia" a gente não perde pra fazer um retiro? Digo renúncia,mas sem nenhum peso no sentido da palavra por que fazer retiro pra mim é uma coisa maravilhosa,é o tempo que a gente tira pra refletir sobre nossa vida,sobre o por quê das coisas e ainda de quebra temos a oportunidades de servir na lei do auxílio,quer coisa melhor?
Um grande abraço

Salve Deus, Mestre em s/ entender é possível fazer um retiro sem intercâmbio, meu templo não tem trabalho se não um dia por semana e só de tarde.

Este comentário foi removido pelo autor.

Respondendo:

Só é um Retiro, quando é completo!

Ou seja:

Os Templos que funcionam apenas Domingo, Sábado e Quarta-feira, devem criar um calendário, onde marquem um dia do mês para realização do Retiro (que não seja o dia de trabalho ofixial).

É um compromisso do Adjunto responsável! Ele deve participar pessoalmente, ou excepcionalmente enviar um representante.

Seja qual for o tamanho do templo ou a quantidade de médiuns que disponha, deve ter ao menos um Retiro por mês!

Nem que o presidente o faça sozinho com sua ninfa. Não podemos enganar a espiritualidade e dar “jeitinho” nos compromissos!

Ao assumir a missão de um Templo, o compromisso do Retiro está junto. É o mínimo necessário para auxiliar o corpo mediúnico a progredir, e a vida pessoal dos componentes melhorar.

Kazagrande

SALVE DEUS!!!
EU ADORU RETIRO É UM DOS TRABALHOS QUE MAIS GOSTO
NO TEMPLO Q SOU COMPONENTE COMO É TEMPLO EXTERNO É SO UMA VEZ NO MES.
E RARO O RETIRO QUE NAO VOU APESAR DE TRABALHAR, SEMPRE TROCO MINHA FOLGA.
MEU ADJUNTO SEMPRE LEVA ASSUNTO DIFERENTES PARA NOS PASSAR MAIS SEMPRE DENTRO DA DOUTRINA É CLARO.
MAIS COM SEU TEXTO PERCEBIR QUE UM RETIRO É MAIS IMPORTANTE Q EU PENSAVA
UM ABRAÇO
BABI SOARES NINFA SOL

Mestre se eu pudesse fazer o retiro todos os meses faria ,mas morro longe dependo de onubus ,quando faço e ate umas 6 horas para pegar o onibus ,meu sonho e fazer um retiro completo ,e um dia que sinto uma paz tao grande mas sera que a espiritualidade ve meu esfoço pois detalhe meu marido nao e da cerrente .

Salve Deus Mestre Kazagrande.
O corpo mediúnico pode ser obrigado a participar de um retiro, sendo ameaçados de suspensão para quem não comparecer?

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.