terça-feira, 25 de novembro de 2014

Erros do Passado


Quem nunca errou? Quem nunca pediu desculpas minutos depois de proferir algo que ofendeu a alguém? Quem de nós conseguiu passar até hoje sem nunca ofender, ou ser mal interpretado, ou possuir um senso de justiça que transformou-se em julgamento, que condena até mesmo os que lhe são caros?

Já pedimos tantas desculpas, rogamos perdão a Deus e aos nossos familiares, amigos e colegas...

Muitas vezes, em um breve momento de desequilíbrio, outras durante uma tempestade que por vezes assola nossa vida material ou emocional, nos vemos em posição de pedir o necessário perdão!

Seu par em desarmonia, a perda de um ente querido, uma decepção no trabalho, filhos envolvidos em situações de risco, tudo pode contribuir para um momento que nos leva a baixar o padrão e errar... e ofender.

Não é possível também avaliar o quanto somos influenciados, em determinados momentos, pelos nossos irmãozinhos sem esclarecimento e por aqueles que ainda se dizem nossos inimigos.

Dessa forma, por que não colocar-se no lugar de quem nos ofende? Buscar compreender que ninguém é verdadeiramente mau. Pode estar mau, mas a natureza de todos os espíritos é Divina. Todos têm a centelha Crística que os une ao corpo físico e que os chama de volta para Deus, mais cedo ou mais tarde.

Consideremos que em algum momento de nossas vidas também já fomos aquele ofendeu, magoou e assim poderemos ver o verdadeiro valor de tolerar, de perdoar.

Pela nossa consciência desperta não temos mais o direito de negar o perdão, de permanecer nas trevas da mágoa.

Antes de julgar, de condenar, de se magoar, dando desta maneira forças a ofensa sofrida, seria melhor colocar-se no lugar do agressor. Procurar compreender seus motivos e o que poderia estar o induzindo ao que consideramos erro.

Kazagrande

4 comentários:

É amigo, tirar a "terra" do coração é um exercício diário...Colocar em prática a doutrina é o nosso grande desafio.
É necessário determinação em mudar, estar atento às pequenas coisas, aos pequenos sintomas que nos fazem "pequenos", não é?
Um abraço fraterno de uma Muruaicy que te admira muito.
Ana Angélica

Como seria bom que todos nós mestre do vale do amanhecer vivessemos segundo os preceitos que a Tia nos trouxe nessa doutrina maravilhosa: "Amor,humildade e tolerância". Se assim fosse não haveria tanta discórdia, tanto sofrimento, tanta angústia nas nossas vidas,não é verdade?
Pensem meus queridos,vamos nos preocupar menos com a vida dos outros, sempre sermos amáveis mesmo com quem nos atinge e sempre trabalhando no auxílio ao próximo com amor seria bem melhor não é?
Parabéns Kazagrande,seu blog está belissimo,cheio de ensinamentos coisa que para muitos mestres é algo difícil de se adquirir dentro dos nosso templos!
Salve Deus

Na maioria das vesses estes que estão a nos cobrar por não termos sabido ama-los, chega até nos através de pessoas que falam mentiras sobre nós, no intuito de nos afastar daqueles que são preciosos em nossas vidas. E assim conseguir nos afastar da doutrina e da luz que nos proteje. Temos que saber lidar co estas situações, ou então nos desequilibramos de tal maneira e corremos o risco de largar tudo para trás..
Salve Deus Ninfa Lua Tagana em cristo Jesus

Mestre salve Deus.gostaria de saber e quando a gente magoa e machuca muito uma pessoa que amamos e depois fica se sentindo um monstro? Pois assim que me sinto.me ajude a entender.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.